Publicidade no Blog, pesadelo de blogueiro

A pior coisa que alguém pode dizer a um blogueiro é “quero anunciar em seu site”. Não por causa do pecado do lucro, ou pela acusação de ProBloggers não serem mais que prostitutas, mas por uma questão apenasmente (como diria Odorico Paraguaçu) prática.

Ninguém sabe o quanto cobrar.

A maioria das [BP]campanhas[/BP] diretas é por prazo ou por impressão, e nenhum blogueiro tem idéia do valor de “10 mil impressões, banner de 225×110 na sidebar, acima da dobra”.

Uma das grandes vantagens do AdSense é justamente dar ao blogueiro uma [BP]ferramenta[/BP] mastigada, não gastamos tempo com ele depois de devidamente instalado e otimizado. Quem diz quanto vale um clique é o Google, e isso varia de acordo com uma pilha de fatores.

Entre as informações que o Google fornece é o eCPM, uma variação do chamado CPM, uma medida usada desde os tempos da publicidade em papel. Nas palavras do próprio Google:

O custo efetivo por 1.000 impressões, também chamado de CPM efetivo ou eCPM, é um número usado comumente em programas de publicidade. Ele permite monitorar o desempenho do seu anúncio, comparando os ganhos em diferentes páginas e sites. Basicamente, o CPM efetivo representa a estimativa de ganhos para cada 1.000 impressões que você receber. Esse resultado pode ser comparado a outras formas de receita de publicidade, que podem não usar esses valores de comparação direta como custo por clique.

O CMP efetivo não representa seus ganhos – em vez disso, ele é calculado dividindo-se os seus ganhos pelo número de impressões de páginas e depois multiplicando o resultado por 1.000. Por exemplo, se você ganhou US$ 0,15 com 25 impressões de páginas, o seu eCPM será de (US$ 0,15/25)*1.000, ou US$ 6,00. Se você ganhou US$ 180 com 45.000 impressões, o seu CPM efetivo será de (US$ 180/45.000)*1.000, ou seja, US$ 4,00.

No caso do AdSense o CPM é apenas um indicador, mas nada impede que você utilize esse valor como um ponto inicial.

Utilize o gerador de relatórios e veja o resultado do mês anterior, para ter um valor realista. Imaginemos que no caso seu CPM seja… US$3,00.

Imaginemos agora que seu site tem 500 pageviews / dia. Em trinta dias você terá gerado 15000 impressões de páginas. Com um CPM de US$3,00 um anúncio sendo exibido 15000 vezes custaria  US$45,00.

Com esse número você pode inclusive inferir um custo/dia. No nosso caso, US$45,00 / 30, que dá US$1,50.

Há alguns fatores a considerar:

1 – O Google cobra bem mais do que você recebe pelo anúncio, pois ao contrário de blogueiros abnegados que escrevem por prazer, seu objetivo é ganhar dinheiro. Só que isso não quer dizer que o valor pago pelo anunciante seja equivalente a esse CPM, cobrando por clique o Google utiliza uma conta completamente diferente

2 – Os anúncios CPM tendem a ter seus preços degradados, quando a posição se torna desfavorável. Um rodapé não terá um CPM de US$10,00, se o cabeçalho for US$10,00.

3 – Sites com grande volume E anúncios de centimetragem grande (não conhece o termo? Me ligue, gata…) são conceitos excludentes, pois a mídia se torna extremamente cara. Sites como o Techcrunch perceberam isso e estão usando um novo formato, blocos de 125×125 pixels, aumentando a posibilidade de exposição e diminuindo o custo individual. Aliás é uma necessidade, o diabo do site tem 145 mil assinantes no feed, dá pra imaginar o tráfego? CPM == morte.

4 – Sites pequenos não são interessantes para campanhas diretas, pois levam tempo demais para atingir o púbico pretendido, e são bem mais chatos de gerenciar. Pense, você anuncia em 200 sites pequenos, e tem que verificar individualmente quem está realmente exibindo sua [BP]propaganda[/BP], e quem está dando uma de esperto. (sim, é mais provável ser enganado por um esperto pequeno do que um site grande, com reputação a zelar)

5 – O custo para campanhas curtas pode não valer o tempo dispendido em negociações, implementação e processamento do pagamento. No exemplo acima um dia de exibição custaria US$1,50. Uma semana, US$10,50, ou R$22,45. Se o pagamento for via DOC e você arcar com o custo, pelo menos 50% do dinheiro irá pelo ralo.

6 – O CPM tende a ficar muito caro, se o site é conhecido. O Fanáticos por Futebol, por exemplo cobra um CPM entre R$50 e R$60. Outros sites cobram ainda mais. Anúncios do UOL podem chegar a um CPM de R$225,00. Os custos de publicidade do UOL aliás estão disponíveis nesta página, e é interessante ver que um floater na página inicial deles, por um dia de exibição custa R$135 mil. Mais caro do que um SPAM, que para toda a base de usuários custa apenas R$125 mil.

Para evitar o efeito psicológico de ter um site muito barato E ao mesmo tempo evitar o risco de ter que lidar com campanhas [BP]baratas[/BP] e curtas (trabalhar pra pobre é pedir esmola pra dois) sugiro que você pegue o CPM do AdSense e multiplique por cinco. Pelo menos.

Lembre-se, você pode (e deve) ter mais de uma campanha no ar, nada impede que distribua o espaço E o tempo. Se um anunciante quer XX impressões espalhadas por YY dias, deve poder ser atentido. Uma boa forma é fazer um rodízio, até para não cegar o visitante, exibir o mesmo banner toda hora deve ser evitado.

A ferramenta de escolha da maioria dos sites é o PHPAdsNew, um gerenciador de publicidade excelente, disponibilizado pelos bons serviços de hospedagem. Com ele você pode controlar suas campanhas, dar recursos para que seus anunciantes acompanhem o desempenho dos anúncios e otimizar as exibições, podendo se dar ao luxo de somente exibir um banner para um usuário Linux, por exemplo (se bem que eles vivem duros, nunca compram nada:)  )

O que pode ser uma alternativa são as Redes de Blogs, como a 9Rules, mas essas precisam de blogs profissionais, dispostos a investir tempo e dinheiro para ganhar mais dinheiro. E arcar com as consequências, pois uma rede dessas no Brasil seria vista quase como a Legião do Mal.

 
1o Encontro de ProBloggers Brasileiros

Uma rede de blogs concentra os esforços de venda e implementação da publicidade, afastando o blogueiro do pesadelo burocrático que, muitas vezes, foi o que o levou a abandonar suas antigas atividades e começar a blogar.

Em tempos de vacas magras, a disponibilização da publicidade direta no blog pode ser uma excelente alternativa. Então, pense nisso com carinho. Melhor ter uma resposta na ponta da língua do que sair correndo feito [BP]galinha[/BP] decapitada perguntando “quanto cobro por meu blog?”

CPM Blog Calculator Tabajara

Em minha infinita generosidade criei uma ferramenta para facilitar a vida de quem quer saber quando pode render um anúncio via CPM. O funcionamento é simples: Coloque o CPM desejado, o número de pageviews/dia e clique fora do campo. Em seguida use os botões para alterar os valores de pageviews/CPM. Experimente com valores altos, CPM de US$30, 5000 pageviews/dia. Vai se surpreender.

É, o mundo seria lindo se os clientes fizessem fila pra pagar esses valores.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Muito boas as dicas para quem usa publicidade no blog, bastante esclarecedor.Já agora quanto cobras pelo teu blog? Hehe

    Abraço

  • Não faço a menor idéia ;)

  • Ely

    O problema de anunciar diretamente em um site ou blog de pequeno ou médio porte é mesmo a (des)confiança e dificuldade no procedimento.

    Suplantar os benefícios do Google AdWords ou Yahoo! Search Marketing aos olhos dos anunciantes é quase que uma utopia.

  • Sinto o cheiro de um empreendimento cardosístico publicitário no ar? Sei.

    Vamos vender publicidade diretamente? Eu sou parceiro (só faltam os anunciantes).

  • Eu já vendi publicidade no meu site pró-$, o problema é que o cara geralmente negocia um ano e permanece um mês. Outro tipo é o que quer "testar" de graça para ver se vale a pena, que eu corro a tiros. No blog acho que tão cedo não aparece nenhum anunciante, mas se aparecer, é tudo por 100 real.

  • Sempre que entro no Techcrunch fico impressionado com o número de assinantes do RSS, mais de 100 mil… Tem tanta gente assim que sabe o que é RSS? hehehehehe!

  • Pingback: about:blank » Blog Archive » Delicious is vicious #7()

  • Cardosus, seu texto é meio comprido, meu cérebro é meio devagar e minha esposa está gritando lá na sala, tentando conversar comigo enquanto eu escrevo aqui nesse seu blogue. Então, talvez, eu não tenha entendido tudo, de modo que meu comentário pode não parecer pertinente. É um risco. Só sei que a resposta pra tudo isso aí, é um grande “depende”.

    Eu gosto de imaginar assim: se, por exemplo, um banner tal no Contraditorium vale X, apenas porque tem 10.000 visitantes únicos/dia; eu, que tenho 1.000, vou cobrar o mesmo X, apenas porque o meu público é menos dispersivo (logo, deve valer mais). Digo isso no sentido “foco”, manja? E sem contar o fator hipotético do cálculo também. Essa idéia faz muito sentido aqui no meu raciocínio, mas não sei se consegui me explicar muito bem.

    Outra coisa que me ocorre agora, é o lance da finalidade. Você, Contraditorium, ProBlogger, vivendo de blog. Eu, A Montanha, montanhista, vivendo de montanha. O que pra um é meio, pra outro é fim. E isso tem outra implicação. Você quer o seu em dinheiro. Já eu, também “aceito” dinheiro. Você tá ligado em quanto custa um par de botas de última tecnologia? Ou aquela barraca que agüenta Furacão nível 4?

    A verdade é que eu não acho complicado negociar o valor do banner. O problema é só achar quem queira. Se for em dinheiro é tanto, se for em “favores”, é duas vezes tanto.

    Bem, sei lá.

  • É complicado, Vinícius. Se o anunciante quiser um público especializado, pode querer pagar os X que você pede. Se for um anunciante genérico, pode achar que não vale.

    Se você tem 1000 visitantes/dia, pode cobrar X, mas se tem 100, não pode cobrar x/10, pois 100 é insignificante demais para uma campanha.

    Curiosamente na mídia tradicional o especializado, com baixa visitação cobra bem menos que o generalista, pois se você tem visitas o suficiente, sempre atinge mais público do que o veículo especializado.

  • Esse é o canal! Dos meus 100 visitantes, a espetacular maioria irá se interessar pelos anúncios de montanhismo. Ao passo que, num site genérico com 10.000 visitantes igualmente genéricos, de sambistas a roqueiros, de sedentários a maconheiros, será que teremos ao menos 1% para o mesmo tipo de anunciante?

    Mas veja, não quero diminuir ou aumentar a qualidade de visitante algum ou de um tipo de site. Passa longe de mim essa idéia, estou apenas viajando. Só insisto que em um modelo em que o blog é o meio, e não o fim, publicidade especializada em sites pequenos e focados vale a pena, principalmente quando se pode trabalhar com outras coisas além de grana.

    Se o cara cobra 1.000 paus na boa vendida na loja, então ele deve produzir por "até" metade desse valor. Anunciando num lance especializado, ele ganha em público qualificado e na diferença de valor no produto. Por isso que eu comento que se não vier o meu em dinheiro, aumento a taxa do negócio.

    Por sinal, eu trabalho como uma gama grande de produtos. Aceito de passagens aéreas a mochilas. Até powergel vale. Ninguém é a fim aí? (desculpa o spam :-)

  • Pingback: Blog do Pimentel; pode ser divertido, mas é publicidade! » Gattune!()

  • Pingback: A publicidade em blogs… « Bm40622012’s Weblog()

  • Boa noite!

    É sempre bom encontrar um site com informações uteis.

    Obrigado por existir e pela oportunidade de ler um bom conteudo.

    <abbr>Reinaldo – último post do blog… PEDIDO DE AJUDA</abbr>

  • e bota pesadelo nisso!!!

  • e poe pesadelo nisso.

  • publicidade, eita assunto complicado :D

  • Muito interessante o post.

    Eu acho publicidade em blogs uma boa, mas todos que vi que abrem esse espaço estão sempre com ele aberto. Fazem propaganda para mostrar que aceitam propagandas.Então parece que faltam investidores…

  • Legal essa ferramenta, pena que meu site nao rende muito a ponto de eu poder viver disso, na verdade ele nao rende nada hshshsh (é um blog prematuro menos de uma semana de vida), mas to tentando aumentar a taxa de visitas, quem quiser visitar para falar o que achou: http://zonadoperigo.blogspot.com/

    tem ums tutos de photoshop bem maneros

    parabens pro site ótimas dicas, mas sera que não tem outros sites no estilo do adsense que paga mais?, eu ouvi falar de um chamado Netaffiliation‏ que paga mais; e ai oque voces acham?, sera que e mais em conta do que o adsense?

    Valew

  • Pingback: Como e quanto cobrar por anúncios em blogs « Web Desalinho()

  • Muito bom o conteúdo! Eu tentei verificar o phpadsense mas o site não abriu. Alguma sujestão?
    Vejo que você tem ótimos conteúdos, compartilhe no nosso agregador.

  • Paloma

    O link para a calsuladora esta com erro :(

  • O blog, têm como proposta relatar a vida no que ela,têm de mais bonito e feia; porque a vida é feita de coisas feias e bonitas.