É vírus, tem a ver com safadeza mas não é o HIV

A Bruna ferraz é uma dona boa (ok, ótima) que ficou famosa (em termos) aparecendo no Dreamcam, aquele site onde moças desinibidas tiram passam o dia inteiro em um ambiente big brother, fazendo showzinhos eróticos, sozinhas ou, em alguns casos, acompanhadas de outras meninas.

Agora o Judão deu (como sempre) que um celular da Bruna Ferraz foi encontrado, e continha um monte de fotos safadas, explícitas, nuas, peladas, etc.

Perfeito. Excelente. Primeiro caso de uma “celebridade” brasileira pagando uma de Paris Hilton. (Cicarelli não conta) Só que minha mente treinada por anos de CSI, Lei e Ordem, Numb3rs e similares achou a situação meio estranha. Não é uma danada de uma coincidência, essas fotos aparecendo justo agora que a Bruna está lançando seu primeiro filme pornô, pela Brasileirinhas?

contraditorium-brunaferraz.jpg

Meu sentido de aranha está apitando: viral, viral, viral, marketing de guerrilha. E isso vai se espalhar que nem fogo no milharal.

O melhor de tudo é que é o tipo de campanha que não compromete. Afinal, o que foi vendido está lá, as fotos realmente existem. (vá no link do Judão e confira)

Não sei se o Borbs está ganhando algum pra espalhar esse viral ou não. Eu espero que esteja. Só que isso não iria contra a minha posição de achar total falta de caráter não divulgar quando um post é patrocinado?

Sim, eu tenho essa opinião. Vejo gente se queimando sem saber, publicando verdadeiros press releases em seus blogs, SEM divulgar que é um post patrocinado. Porra (o bom de ser blogueiro e não jornalista é poder escrever porra) se você tem tanta vergonha assim, não aceite fazer o post. Do contrário está demonstrando ganância E burrice, qualidades que nunca andam juntas por muito tempo sem acabar com seu portador.

O post patrocinado E identificado como tal é perfeitamente válido. TODO veículo de mídia faz isso. Seja TV, seja jornal, seja revistas. Você deve ter lido muita matéria na Superinteressante e na Veja sem nem reparar que eram publicidade. Normalmente a indicação fica lá no cantinho da página. Em jornais, a mesma coisa. “informe publicitário”. Blogs? Blogs (ao menos os que participo) criam categorias inteiras para identificar a publicidade. Melhor ainda, falo dela com orgulho, é uma prova de que o Mercado acredita no meu trabalho. Ter vergonha disso? Se tivesse não faria o post. Omitir que é patrocínio nunca.

ENTRETANTO o Judão me mostrou que não dá pra ser absoluto. Se amanhã o Borbs mandar a Luciana Vendramini ligar pra mim e contar que o post foi realmente patrocinado, seria obrigado a concordar plenamente que a condição de publicidade dele realmente deveria ser mantida oculta pelo site. Do contrário todo o conceito de marketing viral guerrilheiro talibã deixa de fazer sentido.

Taí. É uma sensação bem gostosa, analisar uma situação, rever um conceito e mudar de opinião. Mostra que ainda não estou completamente engessado.

Mas o Kibe ainda é uma porcaria.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • A discussão sobre dizer que é um post patrocinado ou não eu vou deixar pra depois. Até porque nesse caso eu sou o objeto de estudo, posso furar toda a sua teoria — e acabar com um possível marketing viral.

    Eu me limito a dizer que ela está sendo pra mim o que as fotos da Gol Cicarelli foram pra você. =DDDD

  • Show de bola, excelente, aproveite!!!!

  • Bem, mas que pelo menos vale a apreciada na garota vale.
    Até porque não vou comprar filme porno nenhum mesmo.

  • Os marketeiros andam inovando ultimamente. Até a CEF sai na "propaganda". hahahaha

    Até mais.

  • Se é viral eu não sei.

    Só posso dizer que é bom…

  • Se for viral mesmo, poderiam pelo menos ter usado uma camera de 2Mb , né?

  • Não deixa de ser uma excelente tática de marketing… mulheres sem roupa sempre ajuda na divulgação.

  • É por isso que as agências de publicidade me adoram. Eu normalmente só faço propaganda de coisas que eu gosto, e sem nem ser patrocinado pela empresa (afinal, nem eu anunciaria no meu blog, com aquela visitação ridícula…).

    A única propaganda negativa que eu fiz no blog foi dessa porcaria de "bloqueio não" da oi. Tenho dois aparelhos da oi bloqueados na minha casa e não consigo desbloqueá-los de graça nem com reza braba. E por lei eu teria esse direito.

  • Pingback: » Bruna Ferraz - Marketing de Guerrilha, na prática » Ljunior.com()

  • Pingback: iPiadas » Até que enfim Brasileirinhas()

  • diego

    Bom texto, Cardoso, mas não aprova este comentário. Postei só pra dizer que há um "analiZar" ali no final. Um abraço.

  • Pingback: Bruna Ferraz em foto e vídeo no celular - celsojunior.net()

  • Hahaha…Foi ou não foi ? a camera de 2.0 mpixels deixaria muito evidente

  • Pingback: » Coisas de mulher… » Ljunior.com()

  • Celso Guerra

    essa tua implicancia besta com o Kibe tb despertou um alarme aqui: inveja! inveja! inveja!

    deixa de ser bobo.

    faz o seu e deixa os outros quieto.

  • mocher

    Pois é Cardoso, tenho q concordar com o cara aí de cima. Seus blogs são bons, mas pára de encher o saco do kibe, pô. Tá até dando muito na cara. E o kibe é bom sim, uai.

  • O kibe é bom? Eu acho uma bosta, humor rasteiro de 5a categoria, além da mania de não dar créditos. Você sabia que o kibe foi processado E PERDEU, por plágio?

    Grande site esse kibe.

  • por isso que saiu no sim, viral bem antes. uaehuhaeu abraço!
    http://simviral.blogspot.com/2007/06/bruna-ferraz

  • Luiz

    De fato, para quem tem dois neurônios e para aqueles que gostam da finíssima arte do "CTRL-C CTRL-V", o kibe é ótimo. Aliás, adorei ver ele ser processado, demorou muito. Quem sabe ele se emenda e começa a fazer humor sem ter de apelar ao "Copiar e Colar".