Manifesto Bloguista

Falei outro dia que se fosse feita uma equiparação, os jornalistas deveriam usar o mesmo sufixo de quem escreve em blogs, e passar a se denominar jornaleiros.

Falada a piada fica bem melhor do que escrita, ainda mais quando lembro que uma das minhas profissões de sonho, quando criança, era jornaleiro. Imaginava ficar lá, ganhando dinheiro enquanto me fartava lendo de tudo na banca.
Mais ainda; essa briga entre blogueiros e jornalistas não me parece mais fazer sentido, nós já passamos dessa fase. HOJE no blog nós fazemos o que somente poucos  da profissão de jornalista fazem: Escrevemos colunas diárias de opinião, assinando com nosso nome.

Fazemos nossa própria pauta, não queimamos pestana na rua atrás de matéria, não ficamos ligando para 10 Ministérios implorando por uma notícia. Desculpe, Pedro Dória, mas isso pode ser bom para você. Aqui as fontes vêm até nós, como neste caso de um servidor de hospedagem do Governo usado para fins pessoais.

Eu não quero brigar com o foca que escreve o funéreo da Folha da Manhã, nem com o sujeito que está acompanhando a seleção brasileira de futebol de botão no campeonato na Somália Setentrional.

Eu não quero brigar com o sujeito que fica o dia inteiro sentado pesquisando os sanduíches de queijo mais caros do Brasil.

Eu não quero brigar com o sujeito que fica acompanhando lista de mortos no acidente da TAM e ligando para a família das vitimas perguntando “como a senhora está se sentindo?”

O meu leitor também não quer isso. Esse trabalho burocrático a imprensa faz, muito bem.

Eu quero brigar é com o Paulo Francis (sim, ele ainda é algo a ser superado), com o João Ubaldo, com o Artur Xexéo, com o Arnaldo Jabor, com o Ancelmo Góis.
Os jornalistas insistem em querer que nós sigamos seus passos, acham que nós almejamos nos tornar seus iguais.

Desculpe, pessoal, mas não quero mais ser jornaleiro, eu quero ser colunista. E sou. Ou melhor: sou Bloguista.

No meu blog eu sou dono, editor e articulista. Eu sou o Drummond, o Rubem Braga. Sou Samuel Wainer e Roberto Marinho. Adolfo Bloch e Assis Chateaubriand.

Vocês diriam a um desses para ficar ligando para delegacia de policia apurando matéria?
Nós não queremos o espaço de vocês. Sabemos que ele é importante, tanto que consumimos muito mais de seu trabalho do que vocês consomem do nosso, mas por favor não achem que por isso somos iguais, ou que almejamos nos tornar jornalistas.

O mundo está mudando. Cabe a vocês decidir: Dinossauros podem se tornar lindas aves, ou podem permanecer para sempre estagnados como celacantos. Há um mundo maravilhoso em nosso futuro. Sobrevive quem evolúi. Como vocês preferem fazer parte dele?

Quanto a nós blogueiros e bloguistas, somos pequenos ratinhos insignificantes, evoluindo também. Não prestem atenção em nós…


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Cardoso,

    apoiado! E lembre-se que o rato é a criatura mais inteligente da Terra, seguido por golfinhos e humanos.

  • Clap! Clap! Clap! Sóbrio e inteligente. Um soco no estômago nos jornal(eiros? istas?). Ponto final.

  • Mario

    "No meu blog eu sou dono, editor e articulista. Eu sou o Drummond, o Rubem Braga. Sou Samuel Wainer e Roberto Marinho. Adolfo Bloch e Assis Chateaubriand."

    Que poético, heim!

  • Epa… "celacantos"? Acho que peguei uma pista aqui…

    Afora isso, um belo manifesto. Merece ser linkado pela internet afora. Que seu servidor nunca caia, Cardoso. E eu estou esgotado de elogios à moda pseudo-medieval. Houi…

  • Fabrício

    "Dinossauros podem se tornar lindas aves, ou podem permanecer para sempre estagnados como celacantos."

    Tão poético isso… =DDDD

  • Fantástico, sem perder a pose deixou claro quem é quem nesse jogo, seu eu fosse jornalista eu estaria puto, mas como não fico radiante de ler mais um excelente texto.

  • Ubiratã Carva

    Cardoso é o maior!!
    Cardoso é o maior!!
    Cardoso é o maior!!

  • Clap Clap Clap!
    (favor, não confundir com fapfapfap)

  • Zé Coxinha

    Jornalistas são de Marte, blogueiros são de Vênus.

  • Perfeito. Linkei com um trecho no meu blog, ok?

  • Tonny

    Incrível, vc cristalizou num post tudo que eu pensava sobre a blogosfera, e de quebra coloca um ponto final nessa coisa de Blog X Jornal.

    PS: Celecanto é um peixe, que acredita-se ser um ancestral direto dos primeiros anfibios. Era considerado extinto, mas foram encontrados diversos espécimes vivos no litoral africano e em outras partes do mundo. Não foi um bom exemplo de coisa estagnada, é uma espécie primitiva, mas ainda "ativa". E não é aparentado com os dinossauros, que estão um tanto a frente dele (o celecanto) na escala evolutiva. Se vc tivesse dito pterodáctilo …

  • Texto fantástico.

  • Toni, o Celacanto é um fóssil vivo, um peixe primitivo que todo mundo jurava já estar extinto, mas acharam, e hoje são uma curiosidade, irrelevantes. Os pterodáctilos estão extintos, não acho que os jornalistas vão se extinguir, mas sim ou evoluir bastante (virando aves) ou achar um canto escuro qualquer e bostejar por alguns milhões de anos evoluindo pouco ou nada…

  • "Eu não quero brigar com o sujeito que fica acompanhando lista de mortos no acidente da TAM e ligando para a família das vitimas perguntando “como a senhora está se sentindo?""

    clap, clap, clap, clap! (de pé)

  • Dablio

    Eu acho que blogs ainda estao se achando importantes de mais…
    frequento varios por rss e tal..
    mais continuo achando que voces tao longe de serem "a nova midia"
    mais e' so' minha opiniao…

  • Curso Jornalismo e já trabalho com a matéria há 3 anos. Mesmo assim, quando vi em alguma página da vida a frase "blogueiro não é jornalista" eu disse: "Graças a Deus!" Hoje, poucous ou ninguém quer mais a imparcialidade-parcial velada dos grandes meios. Queremos (me incluo) a opinião, a piada do absurdo, a relação com outras idéias, a interação, o acréscimo que somente os blogs podem – e querem – oferecer.

    Acredito no jornalismo como essencia, técnica, aprimorada pelos blogueiros de maneira espetacular. Só se os livros de História forem muito FDP pra não darem esse crédito à blogosfera futuramente.

    Cardoso, fantástico.

  • Muito bem colocado o 'bloguista'. Lembro-me de um professor que enfatizava a necessidade de serem chamados os profissionais de marketing como marketólogos, pois o -eiro seria muito próximo de 'marreteiro'.

    O -ista, empiricamente, eleva o escritor de blogs ao status de profissional, deixando de ser apenas um realizador da tarefa qualquer de escrever por apenas.

    Muito bem.

  • Cardoso,

    Voce se superou…

    Essa discussão jornalista X Blogueiro já tava enchendo o saco, parecia abriga que acompanheir no século passado (1998, 1999) entre "Velha Economia" X "Nova Economia"…

    Mas acho que faltou voce esplorar um ponto, que pelo começo achei que faria, blogueiros (ou bloguistas) são diferentes de jornalistas (ou jornaleiros), mas isso deve ficar claro para os blogueiros tambem, não apenas para os jornalistas !

    Voc6e termina dizendo : "…nós blogueiros e bloguistas, somos pequenos ratinhos insignificantes, evoluindo também…"

    Nem todos são insignificantes, mas estamos evoluindo sim, e para evoluir precisamos ver alem de nosso umbigo. Os dinossauros sempre tem algo a nos ensinar, mesmo que seja o que NÃO fazer…

  • Douglas

    Muito bem, Flipper!

  • MARCELO

    No momento,o maior ´perigo é todo jornalista virar blogueiro ou jornaleiro com medo de processos semelhantes que a Igreja Universal está patrocinando.Se a moda pega, os jornais vão quebrar e os jornalistas, já mal pagos…Vejam esse nota do Consultor Jurídico:

    Equipe da Universal orienta fiéis a processar imprensa – Consultor Jurídico

    A ofensiva da Igreja Universal do Reino de Deus contra a imprensa pode atingir proporções gigantescas. A igreja montou uma equipe para orientar seus fiéis a entrarem com pedidos de indenização por danos morais contra jornais e jornalistas que publicam notícias sobre os negócios da Universal.Até agora, são 96 processos de fiéis em dezenas de cidades pelo interior do país. E o número vai crescer. Em reportagem exibida no último fim de semana pelo programa Domingo Espetacular, da TV Record — que pertence ao bispo da Universal Edir Macedo — é feita uma ameaça velada. Depois de dizer que há mais de 50 ações contra o jornal Folha de S.Paulo e a jornalista Elvira Lobato, lembra: “A Universal tem cinco mil templos”. A reportagem tem sido repetida com insistência pela emissora

  • Está dito.
    Excelente texto, disse tudo!

  • Pedro Doria deve ter entendido o recado, ele e todo resto!

    Como sempre, muito bom o seu texto.

  • Sem levar em conta que no meu blog falo o que quiser e não tenho que dar satisfação a ninguém nem puxar saco de ninguém.
    Blogs representam a liberdade!
    Não concordam com a minha opinião? Eu tb não concordo com muitas besteiras que jornalistas (que deveriam ser meros jornaleiros) escrevem. Nem por isso vou encher o saco deles.

  • Pingback: Blog do Yassuda | arquivos | Jornalismo e blogosfera()

  • Ale augusto

    Cardoso, parabéns. Tava inspirado para este texto.

    Na parte que você escreve "caso de um servidor de hospedagem do Governo usado para fins pessoais" faltou você linkar para o post, pois sei que você já publicou.

  • Acho que, seja nas redações de jornal, seja nos blogs, tem muita gente falando besteira. Há de se saber filtrar. Seu manifesto é legal, mas carece de aprofundamento, ou de esperiência de vida. Se comparar a Carlos Drummond é querer um pouco demais, não acha?
    Tem muito jornalista ruim que faz tudo isso que você falou, mas tem muito jornalista que é bom no que faz. Na mesma medida que tem muito blogueiro – ou redator de blog, para fugir do termo – que sabe opinar com propriedade. Mas tem gente ruim dos dois lados.
    Se os jornais hoje em dia são meros vendedores de espaço publicitário e estão em crise porque ninguém mais quer ler papel impresso, as idéias dos bons jornalistas continuarão atraindo gente sim. Porque inteligência atrai inteligência. Se não fosse, você não estaria tão preocupado em se comparar com Assis Chateaubriand, Roberto Marinho, Samuel Wainer etc.
    Blogs são uma nova forma de comunicação que está conquistando seu espaço. Acredito que exista um futuro onde o que prevaleça no final, passada essa briga de jornalista e blogueiros, seja uma coisa que faça ambos crescerem para melhor.

  • Darwinista

    "Quanto a nós blogueiros e bloguistas, somos pequenos ratinhos insignificantes, evoluindo também. Não prestem atenção em nós…"

    Ok, seu desejo é uma ordem…

  • Pingback: Manifesto Bloguistae um quê sobre influência()

  • Sílvio, não ensinaram figuras de linguagem e interpretação de texto na sua faculdade?

    Sério, se você acha que eu estou ME comparando ao Drummond em termo de talento, terá que achar, já que botei todos no mesmo saco, que comparei o Adolfo Bloch e o Jabor ao Drummond também.

    Por favor não me faça perder mais ainda a fé na imprensa…

  • "No meu blog eu sou dono, editor e articulista. Eu sou o Drummond, o Rubem Braga. Sou Samuel Wainer e Roberto Marinho. Adolfo Bloch e Assis Chateaubriand."
    Foi você quem escreveu isso, Cardoso. Não eu.

  • Brancaleone

    Cardoso:

    Seria esta a opinião de Mencken se vivo fosse.

    Escrever e dar opinião é coisa que muitos leitores não admitem.

    A maioria das pessoas desejam que alguem ou alguma coisa diga a verdade Exigem imprensa e jornalistas imparciais, como se não quisessem ter o trabalho de concluirem por sí mesmas o que é ou não verdade.

    Imprensa imparcial? Verdade? Isso não existe, é uma impossibilidade econômica. Qualquer meio de comunicação que se proponha a divulgar a verdade está fadado à falência em poucos mêses.

    Jornalista sem opinião? Tambem não existe. Eu admiro quem emite opinião, mesmo que não concorde com ela e tenha ganas de matar o miserável.

    Não se pode exigir de jornalistas e da imprensa o dom da verdade. Nada nem ninguem é oniciente e onipresente o suficiente para poder decidir o que é ou não verdade.

    Concordo com você. Blogueiros representam um novo tipo de jornalismo, coisa do tipo "leia o que eu escrevi, o que os outros escreveram e decida quem está com a razão". O problema é que as pessoas querem comprar a verdade todo o dia, na banca de jornais da esquina. As pessoas não querem pensar, não querem a responsabilidade por pensar.

  • Sempre soube que elefantes tinham medo de ratinhos. Sempre.

  • Pingback: Megalopolis » Eu perdi alguma coisa?()

  • Zictor

    Alou, Branca!!!

    Você por aqui??? Que fazes nestas paragens?

  • Marcelo

    O que é isso? O neto querendo ensinar o avô a viver?

    Não sei até onde vai seu egotismo Cardoso, mas a resposta do Pedro Doria derruba de forma magistral cada letra do seu texto, que se provou imaturo.

    E tem mais: lendo todos os comentários nos dois artigos pude perceber facilmente que essa rixa tem time definido: Molecada VS. Profissionais Veteranos.

    O nível mental é outro.

    Aos ególatras, desculpem-me, mas eu também sou formador de opinião. :-D

  • Velho…. aquilo ali no final foi um acento no "u" mesmo? Está escrito "evolúi". Seria miguxês?

    E até dá pra aceitar o papo de "superar sei lá quem" e mimimi… mas só depois de estudar o uso correto de vírgulas, ok?

  • Ricardo Marcacini

    Aff.. nada a ver..
    Tá comparando mel com melado. Uma coisa é colunista, pois escreve opinião. Outra coisa é jornalista que reporta… e precisa apurar fatos.. ter provas e tudos mais… e por último, agora, tem bloguista que escreve a merda que quer do jeito que quer.
    Em conseqüência, também houve a merda que não quer.. inclusive esta.

  • Bruno

    Olá quero mim torna um bloguista mais não sei em qual bolg mim cadastra vc mim dar alguma dica?

    áh sim sempre venho visitando seu blog….

  • Pingback: Net.BokaLivre » Blog Archive » A CONTRIBUIÇÃO QUE A BLOGOSFERA PODE DAR()

  • Jéssica

    Fantastico

  • Pingback: Olá, mundo! « Ginsberg Leria()

  • Pingback: “E fez-se a luz…” ou O surgimento dos blogs científiocs « Da água viesteR()

  • Pingback: “E fez-se a luz…” ou O surgimento dos blogs científicos « Da água viesteR()