Trabalhar pra pobre é pedir esmola pra dois, mesmo sendo sem-fio

Existem clientes que dão geladeirinhas, outros fazem shows, outros fecham um bar inteiro e dizem “tá liberado”. O que importa é que todo mundo tem uma verba a gastar, mesmo o mão-de-vaca do Mr Manson, que nem dinheiro pro figurino das modelos libera.

Só que existe uma diferença entre campanha de custo baixo e ação miserável.

Vejam o spam que recebi:

ScreenShot009

O blog Mobilizado divulga ações de mídia móvel e sem-fio, inclusive ações usando Bluetooth. Normalmente ele não fala em valores, mas eu tenho CERTEZA de que a Motorola não pagou R$299,00 pelos totens, softwares e material promocional.

R$299,00 não dá nem pra pagar o estagiário que vai converter os filmes para .3GP, ou o outro que vai reduzir as imagens do produto pra uma telinha minúscula. Que dirá assessorar na criação da ação, testar, instalar o terminal, manter uma moça por perto pra atender os consumidores, etc, etc.

O que vemos no spam acima é a clássica popularização predatória. Depois que ficou fácil piratear um Corel Draw, um monte de gente achou que isso bastava para ser designer, e começou a “vender serviços”. Já vi gente anunciando “Criação de Logotipo – R$15,00”. E já vi clientes reclamando de preços realistas, dizendo que havia gente que fazia por R$15,00.

O Slonik mesmo recebeu um spam onde um sujeito diz que cria jingles políticos por R$400,00.

Existem parcerias Caracu que querem blogueiros para prover conteúdo pagando R$4,00 por post.

E agora, Bial? Como fica quem não trabalha por R$4,00, quem cobra mais de R$15,00 para fazer um logotipo? Senta e chora?

Não. Senta e espera.

Quase todo cliente que fala “por esse preço compro a máquina e meu filho tira a foto” acaba voltando. A qualidade é proporcional ao preço, e o logotipo de R$15,00 nunca deixará o cliente satisfeito.

Da mesma forma quem faz campanhas de marketing sem-fio de verdade não precisa se preocupar com as campanhas de R$299,00.

Aos clientes, quem quiser e achar que o preço é bom, vai fundo. Só tenha em mente que o resultado final é diretamente proporcional ao valor investido, e quando nada der certo culpe a si mesmo, não o Bluetooth. Ou os blogs.

E você? Quanto acha que deveria custar o post, para fins de terceirização? Por quanto estaria disposto a escrever para fora?

[atualização] Acho que não deixei claro. Não estou perguntando o custo de posts em blogs próprios, estou perguntando o TRABALHO DE REDAÇÃO. EX: a coca-Cola quer fazer um blog sobre geladeiras. Descobre que a Liliana tem know-how no assunto e pergunta: “quanto você cobra por post para escrever no nosso blog?”

É isso. Tá bom ou preciso subir um gráfico?

n

n

{democracy:5}


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias.

Prestigie essa liberdade, faça uma doação, ou melhor ainda, assine meu crowdfunding, torne-se um colaborador mensal e ajude a combater a mediocridade! Cada centavo diminui a chance de você me ver em uma banheira de Nutella!

Leia Também:

22 Comments

  1. Um post eu não sei, mas já fiz logotipos que levaram mais de 2 meses pra ficarem prontos (tá certo que está incluído o tempo para o cliente dar o retorno) que, com certeza, não cobrei R$ 15,00.

    Aliás, quando reclamam do preço e falam que tem gente que faz por tanto, eu digo que, por esse valor, nem levanto da cama.

    Por outro lado, escrever um post não precisa sair da cama… :)

  2. Depende do post. Imagem mais um parágrafo, video de Youtube, essas coisas, da pra fazer baratinho. Mas post elaborado, com pesquisa e algumas referências já vai pro 30 moedas de prata, seja lá quanto VALA isso em realitos.

  3. Acho que o valor do post independe de como é o post. No começo pensei também: "depende". Mas de fato, não deve depender. Um post é um post. Você está fazendo-o, trabalhando nele. Você coloca o seu nome, a sua análise ou o que for, que é seu. Se for colocar 2 linhas, azar o seu, o risco é seu. Se não for compreendido, o risco é seu também. Por isso, pra mim pelo menos, o valor do post independe do que será postado. E 30 moedas de prata mais duas canecas de cerveja está bem pago.

  4. 30 dinheiros é um bom valor. Mais 50 deles e é possível comprar uma espada longa em D&D.

  5. A maioria dos posts que eu vejo por aí (não incluindo os seus, obviamente) vale menos do que R$4.
    Eu poderia ficar rica vendendo posts a R$4, com a qualidade do blogs médios do Brasil.
    Os bons blogs contam-se nos dedos (OK, talvez utilizando-se os dedos dos pés); mas a grande maioria dos blogs é muito pobre.

  6. "Qual o valor adequado para um post de blog?"

    Vamos fazer a distinção entre o blogueiro e o bloguista. O post de um blogueiro é visto por meia dúzia de pessoas, o post será esquecido amanhã e este levará pouco tempo para fazer a resenha. Salário de estagiário nele: 4 a 8 reais a hora.

    O bloguista forma opinião e o post dele persiste por muito tempo na internet. Mesmo que leve 20 minutos para ser feito, ele tem o valor de anos de experiência nas costas. Conheci um cara que ganhou uma nota violenta (cinco dígitos) por um problema que ele resolveu em meia hora. Disse ele: foram 30 anos e meia hora.

    Convenhamos, os tais 40 reais da pesquisa não pagam nem um almoço de negócios.

  7. 40 reais? Não vai pagar nem minha mensalidade na hospedagem do blog…

    Cara, não tem como medir o preço de um post…

    Depende da relevância de empresa que quer pagar, depende de quantas visitas/dia eu tenho, depende do perfil do público que acompanha meu blog…

  8. No meio das letras analógicas, cobra-se, normalmente, por lauda. No caso de roteiro de quadrinhos, por exemplo, o site do HQ MIX tem como base R$ 150,00 por página. Na Associação de CArtunistas de Pernambuco, isso varia de R$ 100,00 a 150,00. Claro que você negocia prá mais ou prá menos, dependendo do trabalho, quantidade e por aí vai.
    Aliás, lá no HQ Mix tem um texto de um ilustrador com uma fórmula prá calcular quanto cobrar por um trabalho. http://www.hqmix.com.br/index.php?option=com_cont

    Agora, prá cobrar por um post, a coisa fica complicada: qual seria o parâmetro a ser utilizado? Só acho que quarenta real é pouco demais.
    E se as 30 moedas de prata forem em Euro, nem assim chega a cem reais…

  9. No caso do meu blog de cosméticos indicaria até de graça pois é a função do blog, mas em outro caso, em outro blog iria pesquisar o valor do mercado em relação ao número de visitas. Mas tudo isso seria se no caso o post não saísse do tema e dos princípios do blog e dos meus, nunca anunciaria bebida alcólica sendo que sou totalmente contra.

  10. Todo mundo sempre acha que o serviço do outro não vale o que ele esta cobrando.
    Seja um mecânico,dentista ou arquiteto esta é a verdade.

  11. Pessoal,

    30 moedas de prata foi o valor que Judas vendeu Jesus para os Romanos. Olha que não era lá muito dinheiro naquela epoca. Acredito que o Cardoso quis tirar uma onda dizendo que não venderia a sua alma por post pago nenhum. Pois só um traidor faria isso.

  12. Cardoso,

    Jingle por 400 paus, pacote de vinheta por 50, música tema de final de ano por 25, e assim por diante.

    Aí vc quer fazer algo mais bem feito ove estas besteiras…

    Pelo menos no caso de rádio, eles NÃO voltam. Continuam com os caras de 100 reais.

    O que importa é colocar material novo no ar, nao importando a qualidade. Isso em 99% das rádios brasileiras. Lógico que as grandes rádios (JP, Transamerica, Mix, 89, etc, etc,) não caem nesta. Gastam grana e o resultado está lá na audiencia de todas elas..

    Abraços,

    Billy.

  13. Eu acho que o preço deve ser proporcional a popularidade do blog.

  14. Eu tenho mesmo a curiosidade de saber quanto se paga por um post.
    Pois os blogs seriam o primeiro lugar onde eu gostaria de anunciar, pois um post favorável de um blogueiro que tem a confiança de seus leitores vale um bocado, na verdade eu estaria pagando para que o blogueiro me emprestasse a sua credibilidade.

    E óbvio que o preço varia de acordo com o tipo de post, e com a visibilidade que o blog tem.

    Um post num blog de um nicho específico, bem visitado e que não tome mais de duas horas do autor não vale mais do que 4 digitos, nem menos do que 3.

    • Você pode pagar por um post, mas nunca, em um blog sério, pagará por um post "favorável".

      • Acho que o Cristiano quis dizer

        Pois os blogs seriam o primeiro lugar onde eu gostaria de anunciar, pois caso haja um post favorável de um blogueiro que tem a confiança de seus leitores, isto valeria um bocado

        Se não foi isso, então ele é muito burro.

      • Foi meio proposital… e o Cardoso foi direto ao ponto.

        Sim, o Marcus está certo.. caso haja. E se não houver ? :P
        E se um blog divulgar o meu serviço ou produto, mas por outro lado apontar uma falha critica nele ? Isso não deixa de ser uma publicidade negativa.
        Talvez esse 'risco' faça cair um pouco o valor de um post pago em relação a um outro veículo da mídia convencional de alcance semelhante.

        Por outro lado… receber uma crítica em um blog, e responder corrigindo uma falha conta muitos pontos também.

        Talvez esteja aí um dos grandes motivos da dificuldade de avaliar quanto pagar por um post. É a mesma dificuldade que um blogueiro tem em ter um preço pre-estabelecido.

  15. Não tenho certeza, mas tudo depende principalmente do assunto…
    Com certeza, se fosse para escrever no próprio blog custaria bem mais, mas só escrever, depende se o assunto é complicado, e se mais gente entende do assunto, claro! Quanto menos pessoas entenderem do assunto, maior vai ser o valor do post. Além disso há outras variáveis, como a popularidade de quem escreveu o post. Mas para um post "comum", sobre algo que todos (ou quase) sabem, deve valer 15 reais ou menos. É um "chute" ^^'.

  16. Pagar por um post num blog??? Blog foi feiro pra você expor "discutir" suas idéias! Acho que um anúncio no blog sim, dependendo da popularidade e dos pageviews vale uns bons trocados.

  17. Eu cobro por hora de trabalho. Dá mais de 40 reais.

Comments are closed