Eu vou ser tendencioso até o talo e você vai adorar

Uma das minhas muitas dicas que não sigo é nunca deixar todos os ovos em uma única cesta. O Buscapé por exemplo já chegou a gerar uma receita astronômica para os blogs, até o dia em que descobriram que se não pagassem mais pelos links em NOSSOS blogs indexados pelo Google sobraria mais dinheiro pra eles.

Com isso a renda de muita gente caiu em mais de 90%. A saída foi colocar “NO FOLLOW” nos links, cortando a fonte de cliques. Se a gente não ganha não vamos trabalhar de graça. Hoje o Buscapé me rende valores irrisórios. O Contraditorium mês passado faturou… bem, sem entrar em números exatos, foi na casa de 3 dígitos. Com uma vírgula no meio.

Por isso, buscando alternativas de monetização, resolvei trabalhar o Submarino. Infelizmente não é tão simples quanto o AdSense, publique-e-esqueça, requer mais trabalho. Por outro lado pode dar bons resultados.

A resenha do boneco do WALL-E, por exemplo, rendeu via Buscapé incríveis R$14,00 no dia da publicação. Se eu tivesse linkado para o produto específico no Submarino… OK, ganharia menos que isso, não achei o boneco do WALL-E, mas você entendeu o conceito. E de qualquer jeito, tem o sensacional Helicóptero de Controle-Remoto da Xuxa!

A dificuldade aqui é que não basta o leitor clicar, tem que comprar. Não é um simples link. Para conseguir algum eu tenho que tirar dinheiro do seu bolso quase diretamente. Só que se eu sair fazendo resenhas maravilhosas sobre tudo, na 2a roubada você já vai parar de acreditar em mim. Entenderam o dilema? Só que fazer resenha de coisa ruim, bem… não dá. O DVD do Batman com certeza merecerá uma pucta resenha, já o filme da Clarah Averbuck, se chegar a DVD, no máximo ganha uma resenha estilo House-Assistindo-L-Word, no mute e com fast forward. Corro o risco de nem colocar link, pra não me culparem depois.

Portanto, fiquem tranquilos. Links do submarino dentro de posts (banners e barra lateral é oba-oba), com indicação clara “pode comprar, eu agarantchio” serão exclusivamente de produtos que eu tenha experimentado e gostado. Eu ganho tanto se você comprar um filme que eu realmente gostei quanto se comprar um filme qualquer, mas a primeira opção tem bem menos chance de gerar leitores insatisfeitos.

E sim, já comecei a fazer exatamente isso. O Helicóptero da Xuxa ali de cima é igual ao Dragonfly que comprei nas Lojas Americanas, me diverti muito até detonar o bucho e quebrar a fuselagem, mas assim que consertar faço vídeos e posto uma resenha.

PS: Não, o meu não é cor-de-rosa.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.



Leia Também:

  • Uma pergunta Cardosão: você vai usar algum plugin, tipo o Vitrine Submarino?

  • E pensar que enquanto estava apreciando o texto imaginei ser brincadeira o helicóptero.

    É "cidadão", gostemos ou não, se não sobrar um troquinho no final do mês não dá pra ser feliz não é mesmo!

    Agora é esperar as indicações =]

    Abraço

  • Dizem que os ricos são os únicos que se gabam de terem sido pobres, então diz aí quanto rendeu àquela resenha do Grill do Foreman, hein?!

    • Não tenho esses dados, não acompanho o AdSense página-a-página e não havia links do Buscapé específicos na resenha do Grill. O máximo que posso afirmar é que ela rendeu um grill que está funcionando até hoje.

  • Leonel

    "Barra lateral" ?
    "Links do Submarino" ?

    Lamento, Cardoso. Leio todos os seus textos aqui e no MeioBit, mas sempre através do meu leitor de feeds,

  • Eu comprei um desses numa loja da China e não durou dois dias. Muito fraquinho. Agora tão vendendo em um supermercado aqui por módicos R$179,90, com propagandas direcionadas à crianças, e eu prevejo uma grande insatisfação dos pimpolhos.

    • Foi dos pequenos, na faixa de US$20? Eu comprei um desses também, Pico alguma coisa. É um lixo. O grandão durou mais.

      Só acho perigoso demais pra crianças.

      • Exatamente esse. Outro problema dele é que, pra ser pequeno e leve, a bateria acaba sendo muito pequena também, não dura mais que cinco minutos de vôo, sendo que destes cinco, quase dois você leva pra conseguir "trimá-lo" (isso se ele não resolver dar um mergulho no chão antes).

        • André Nascent

          5 minutos? É só o tempo de ele subir pra cair de mais alto! uauehuahe

  • Marcelo

    "Se a gente não ganha não vamos trabalhar de graça"

    Como já disseram… desde quando blogueiro trabalha ?

    • Foi só modo de falar. Não considero o que faço trabalho, também…

    • O caso é que a gente trabalha e se diverte ao mesmo tempo, é diferente!
      Então nem parece trabalho, aliás pode nem ser um trabalho e…
      Tem algum nome pra isso? :)

  • Pelo preço desses brinquedos, nem compensa comprar. Vale mais a pena guardar uns trocados e comprar um de verdade.

  • Estou usando bastante o Submarino em meu blog pessoal também. No caso, escrevo sobre tudo que comento no texto. Alguns itens eu cito e comento diretamente, outros, apenas por tabela, mas mesmo assim coloco um anúncio no final. Se o cara ler, saberá separar o trigo do joio. Dê uma olhada num exemplo.

    []'s!

    • Entenda "escrevo sobre tudo que comento no texto" como "coloco anúncio de tudo que comento no texto".

      Obrigado.

      []'s!

  • Cardoso, por falar em resenha, e aquele bafômetro da DealExtreme que vc falou uma vez no MB, o seu ainda funciona ou está que nem o meu que teima em sempre marcar 0.3g/L?