Sobre jabás, patrulhas e o rabo da Carol

Vejam o aviso no final do post que a Carol fez sobre o VMB (na verdade um de uma série):

(Esse post exprime apenas a minha opinião, se você gosta ou não gosta, me interessa mesmo sabendo que você não vai mudá-la, quem sabe não discutimos no bar? A MTV não está me pagando nada para fazer a série de posts sobre o VMB, estou fazendo porque eu gosto de música e achei que renderia posts legais. Amanhã o post é sobre a fofíssima Mallu Magalhães. Morra.)

Então vejamos; nós chegamos a um ponto onde a Carol, que é O target da MTV, legítima consumidora de música, não pode fazer um post sobre um prêmio musical sem que alguém em algum lugar grite “JABÁ!” e esse patrulhamento seja tão grande que ela fique se sentindo com rabo preso a ponto de colocar o aviso acima preventivamente?

Blogs, droga, foram feitos para expressarmos nossa opinião. Essa paranóia de querer informar, de forma isenta, imparcial, incolor, inodora e insossa é (ou deveria ser) exclusiva da Imprensa Chata. Eles que se preocupem contando quantos cm deram para cada lado de uma discussão, em blogs nós devemos SER um dos lados da discussão.

A questão aqui é estratégica, o que está em jogo vai muito além da Cauda Longa da Kaká. É a possibilidade de cedermos a um patrulhamento que no final irá se virar contra nós. Depois que os chatos conseguirem que a gente encha os blogs de avisos, disclaimers, notas CUIDADO! ALERTA! PROPAGANDA! NÃO OLHE MUITO MENOS CLIQUE NO LINK ABAIXO eles dirão que nosso texto não é mais o mesmo, que estamos comerciais, e irão chatear outros blogueiros. Perdemos o patrulhador, e os leitores que gostavam de nosso texto, não nos patrulhavam mas foram embora pois é um saco ficar vendo blogueiro pedindo desculpas o tempo todo.

E a Kaká está pedindo desculpas por NÃO ter o rabo preso.

Da mesma forma se você escreve algo considerado polêmico, como o post onde previ o patético desempenho brasileiro nas Olimpíadas, aparece logo um dizendo que é post para caçar visitas, que é pro AdSense, bla bla bla.

Vai pra puta que o pariu.

TODO blogueiro quer audiência. TODO post é escrito querendo que alguém leia. Eu não privilegio um post em relação a outros, eu quero que TODO post renda milhões no AdSense, saindo na capa de todos os agregadores do planeta.

Se for seguir a linha desses chatos, não poderemos escrever NADA polêmico, NADA interessante, não poderemos questionar NADA muito menos ELOGIAR algum produto, serviço ou pessoa.

Também não podemos divulgar, intencionalmente ou não qualquer tipo de viral. Na semana do Eclipse do Yahoo! eu recebi e moderei vários comentários de um babaca que chegou a montar página “denunciando” que a campanha do Yahoo! era um viral. O idiota inclusive deu em primeira-mão o motivo do Eclipse: “O Yahoo! teria comprado o Terra”.

Tá, eu já sabia (tm Galvão Bueno) que. o Eclipse era para o lançamento da nova home do portal, só isso, mas e o idiota? Onde está a cara dele? provavelmente vai dizer que como ele, o fodão, divulgou a estratégia, o Terra melou o negócio. Duvidam?

É gente que diz “coloca que é jabá no começo assim eu não tenho que ler”. Pombas, vejam este texto delicioso da Mírian. Dizer que não presta por ser ligado a uma promoção é no mínimo uma injustiça.

Dá pra imaginar que blogosfera chata isso será?

Eu sempre pensei que o oposto do post pago identificado fosse a putaria que o Morróida faz, escrevendo post dizendo que bebe Passport, na maior cara-de-pau. Não é. O oposto do post pago identificado é a Internet Chata, é a Internet Patrulhada, é o sujeito tendo que escrever pensando “Será que vão achar que estou ganhando pra falar isso?”

É uma blogosfera onde não podemos mais ser nós mesmos. Se eu disser que a sala se encheu de “UAUs” quando Galileu mostrou os vídeos do Photosynth no MeioBit Expo o que foi um fato -os Uaus- vira jabá. “Ah, você deve estar recebendo da Microsoft pra dizer isso”.

No MeioBit assumimos Tolerância Zero para esse tipo de acusação. É MUITO fácil ao invés de questionar ou argumentar ou aceitar um fato, acusar o outro lado de ser corrupto. Então, ou prova em 24 horas ou é banido do site. Simples assim.

Vou fazer a mesma coisa nos meus blogs. Minha postura é simples: Se eu disser que recebi por algo, eu recebi. Se não disser, então não recebi. Quem não acredita, quem fica espetando e enchendo o saco, faça um favor a mim e a si mesmo: VÁ EMBORA. Há milhões de outros blogs no planeta, vá lê-los.

Eu cansei. Não vou discutir mais esse tipo de coisa. Não vou mais dar ESPAÇO pra esse tipo de patrulhamento. Um mundo onde a Carol não pode dizer que gosta da MTV sem pedir desculpas avisando que não é jabá é um mundo muito triste.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Eu assumi uma posição, Cardoso. Agora faço as coisas no estilo "não gostou? pau no seu cu."

    Eu escrevo um texto enorme e bem trabalhado, como seria qualquer um, e passo um traço embaixo. Depois dele, eu falo o que mais eu quiser, e ng é obrigado a ler, o texto já acabou.

    Antes eu brigava, argumentava e reclamava, e blablabla, socorro, minha credibilidade, blablabla whiskas sachê, minha liberdade, blablabla.

    Dú-vi-do que algum leitor meu tenha deixado de ler o blog por conta disso. Quem me inferniza é nego da nossa própria rodinha pseudo intelectual/publicitária, que não tem mais o que fazer da vida. Esses, eu passo.

    Nem lugar no meu blog pra falar dessas pataquadas eu reservo mais. Isso sim ia encher o saco do meu leitor.

    Abs!

  • Patrulhamento ideológico sempre é um saco, especialmente quando feito pelos motivos errados.

    Palmas para vocês dois, Cardoso e Mírian, pelo seu posicionamento.

    E os chatos que se fodam!

  • Cardoso,
    achei que a sua postura fosse sempre essa… Identificar o que fosse jabá e o que não fosse, não precisasse dizer nada…

    Há os patrulheiros e também os blogueiros que fazem jabá sem identificação que ferram os que fazem um trabalho coerente… Como não há forma de exigir coerência de nenhum daqueles, vejo que a melhor saída mesmo é explicitar as suas ações, como você fez…

    abraço

  • Texto excelente. Vai ganhar um link de referência algum dia quando tivermos de falar no assunto de novo. Aplausos especialmente para:

    "Vai pra puta que o pariu."

    Perfeito. "Cardoso Way of Blogging" aplicado.

    (PS.: não gosto de explicar, mas vai: aplausos não ao termo, mas à aplicação do termo. O contexto, o posicionamento, o hipotético tom de voz no meio do texto como um todo. E Se você teve que ler isso pra entender, por favor morra, também.)

  • O Interney, sempre ele, foi genial ao falar sobre isso num Nerdcast de meses atrás…
    Quem gosta de fazer cri-cri são blogueiros de visitas de 3 dígitos que não ganham PORRA nenhuma para escrever.
    Mas estou com um pouco de medo da situação. Se vc assume que é pago, se vendeu. Se vc fala de algo pq gosta, tem que dizer q não foi pago. Se deixarmos isso acontecer, vamos passar a escrever apenas "hj meu dia foi chato, meu chefe me encheu a paciência", "ontme a festinha foi muito boa"
    Q merda, hein?

  • O dia em que Blog quiser se tornar jornalão, então é hora de inventar outra coisa. Enquanto isto na Blogolândia… quem está ganhando o jabá do Senado?

  • Eu acho que o patrulhamento parte exatamente de quem não deveria, que são os próprios blogueiros ("raçinha" desunida essa). E já virou um problema sistêmico, na internet brasileira, ver pessoas criticando ou tentando acusar outras de postarem sob patrocinio.

    Depois dos "Blogs de aluguel" a internet nunca mais será a mesma. Além disso, o que tem de errado postar matérias pagas, desde que a credibilidade do blogueiro seja mantida e a ideologia inalterada, em um blog? Afinal de contas estamos aqui, como você mesmo citou no seu post, para recebermos a quantidade máxima de visitas que o servidor aguentar, ganhar o máximo de dinheiro que o blog e o adsense render e explodir nas capas do maiores portais com as matérias publicadas nos nossos blogs. Ou vai dizer que tem algum santinho que não quer nenhuma dessas três opções ou duas delas ou as três (eu me encaixo nessa com certeza).

    Como já diz o ditado popular: "A inveja é uma merda". Por isso que a blogosfera está assim.

    {MODO INVEJOSO ON]
    …. Então, ou prova em 24 horas ou é banido do site. Simples assim.

    Você tá ganhando dinheiro da Oi para colocar uma mensagem subliminar no seu blog e vender os serviços dela. Da próxima vez coloca logo o link do site tb.
    [MODO INVEJOSO OFF]

    Obs: Isso foi uma brincadeira.

  • Sei lá, essa discussão me parece irrelevante. Falo por mim ok? Eu escrevo e pronto, crio links para produtos e pronto, o blog é meu, eu que pago hospedagem e eu que pago minhas contas e eu que sei a dificuldade que é ganhar dinheiro com blog. Sabe, se o texto é bom, ele é bom e ponto final, o que importa é o texto!!! Se alguém quiser clicar no link e comprar o DVD do filme é porque tem interesse nesse filme, não sei onde está a polêmica…
    Uma vez um cara me disse: "Blog não tem que ter publicidade" OK, eu respeito a opinião, respeito mesmo! Agora, no meu tem, então me respeite também, é simples.
    PS: me desculpe se falei besteira, não entendo nada de publicidade, eu gosto de escrever e só, e se isso um dia puder me dar um retorno financeiro para que eu possa continuar escrevendo em paz, ótimo! :)

  • Cardoso, esse assunto precisa ser superado. Quem patrulha não é o leitor regular. Este argumenta (e bons argumentos, concorde ou não, eu ouço). Já me acusaram de ser pago pela Record. Imagine que a Record vai me pagar para a elogiar e criticar a Globo. Acho que seria mais fácil ela soltar um release. Teria mais impacto, creio.

    Também já perdi o sono com isso. Hoje, não mais. Não está satisfeito, a barra de endereço fica aí em cima. Digite (se souber) ou www alguma coisa.

  • João Marcos d

    A cauda da Mirian não é nada mal !

    • smx

      Concordo² !

  • Eu já tinha percebido essa inversão de valores. Quando provei uma cerveja belga que tinha encontrado num supermercado, na mesma hora decidi escrever sobre ela, no meu papel de evangelizador de cervejas de verdade. Pois não é que, no meio do texto, me ocorreu que alguém poderia pensar que era texto pago disfarçado? Mas daí eu olhei pro contador de assinantes e vi que a simples idéia era ridícula. Mas o fato de ter passado pela cabeça já mostra a que ponto a coisa chegou.

    A melhor abordagem é essa mesma, explicada pela Mirian de forma tão sutil.

  • PF

    Eu posso ter boiado em algum ponto da história, mas não é pra isso que inventaram aquele banner de "Post Patrocinado"? Pra evitar quaisquer desconfortos com trolls ou leitores desavisados?

    Bom, eu leio, sendo post pago ou não. Pois quem eu leio tem crédito comigo, leio porque gosto e porque me identifico. Cardoso, você pode fazer post pago falando de absorvente que eu tenho certeza que vai sair um post bacana… pode parecer puxa-saquismo, mas é minha opinião. (Devo criar um banner "comentário puxa-saco"? :))

    Mesma coisa com o post da Mirian ao qual você se referiu… Só percebi que era pago quando ela falou da promoção no final. E não me senti enganado em momento algum…

    Na verdade não vejo problema nem nos posts "prostituídos" do Morróida.

    De qualquer forma, imagino que merda deve ser ter meia dúzia de recalcados te julgando. Tenho estrutura pra isso não.

  • Os problemas são dois:
    1 – Pessoas acham que blog são serviços noticiosos. De fato alguns blogs dão noticias mas a ideia do blog é expor SUAS idéias e opiniões para o mundo.
    2 – Existe na nossa cultura a ideia ridicula que não pode ganhar dinheiro com talento. O Joao Ubaldo Ribeiro já escreveu uma ou duas vezes sobre isso, pois foi acusado de tudo e um pouco mais quando escreveu "A Casa dos Budas Ditosos" sob encomenda, para a coleção Pecados Capitais.

    As pessoas não entendem que essa tal de internet e esses tais blogs tem um custo para quem os mantém. Mesmo usando serviços como Blogger ou o WordPress você tem custo, afinal as vezes quando se quer escrever um bom texto perdemos horas ou dias organizando as idéias e pesquisando. E isso tem um custo… fora conexão, luz elétrica, snacks, etc.

    Agora voltando ao primeiro ponto: desde que blog é nada mais, nada menos que suas idéias e opiniões expostas para quem quiser ver, que se fodam os patrulheiros de plantão. Quem gostar dos textos que continuem visitando e se possivel clicando nos links patrocinados quando aparecer algo de interessante. Quem não gostar… bem, o bom dessa tal de internet é o tamanho e abrangência.

  • amém. amém. sinto uma sincera felicidade de ler isso por aqui, antes tarde do que nunca. mesmo que tenha pendido mais pra identificação do cenário, com pouca ainda profundidade na discussão dos porquês. pena só o atraso, em a 'blogosfera' se dar conta no tiro no pé que era sustentar um posicionamento de tentar ser equivalente à velha mídia em valores que, justamente, deveriam ser aqueles que diferenciam a velha da nova. agora só não vale botar a culpa disso no mercado, ou no colo que alguém ou alguma coisa meio indefinível, externa. a culpa disso é da própria blogosfera e sua visão impressionantemente míope em relação a si mesma, falada e escrita pelos seus maiores expoentes nos últimos dois anos.
    amém.

  • Quanto a Carol te pagou para escrever esse texto defendendo-a? [/ironia]

    Abraço! Texto excelente, como sempre!

  • A Globo, o Mílton Neves e o Kibe Loco, o Bobagento e o Jacaré fazem merchan à vontade, sem avisar, e estão riccos e famosos.

    Acho q certos blogueiros (inclusive vc Cardoso) dão muita trela pra esses malas. Sem necessidade.

    No dia que meu blog receber merchan vou fazer sem pestanejar. E sem avisar. E F… -se

    • As novelas do Globo, ultimamente, têm feito merchan a torto e a direito. Ninguém reclama.

      O Daniel está certo. Esses malas merecem um belíssimo desprezo.

  • Ah, quanto mimimi. Como meu vô dizia: "que falta faz uma enxada".

    hahaha.

  • Pois é, em que ponto eu cheguei né? Fico querendo me defender dessa ladainha maldita de post pago e blá blá blá, mas não dá, sempre cai tudo na mesma ladainha…

    Juro que quando li o título do post eu fiquei com cagaço instantâneo. Hahaha.

    Então, o caso é que eu vou adotar a filosofia "Cardoso" e "Mirian" mesmo, já deu no saco…

    Só coloquei aquele aviso antes que algum ser nonsense me desse o desprazer de um comentário falando que era jabá para a MTV… Você entende, a gente não pode falar de mais nada sem que alguém esteja lá enchendo os pacovás de ladainhas sexo-angelicais, assunto para o qual não desprezo nem meu sono.

  • Entendo seu posicionamento (ui!), mas não acho que você deveria se preocupar tanto. Quem vem aqui quer ler o Cardoso, e não meros posts. É assim com qualquer um que conquiste respeito e credibilidade no meio.

    Se o Judão colocar esses disclaimers chatos você vai deixar de ler? Não né? Afinal, você vai ler o Judão (e equipe) e não apenas os textos.

    É aquele velho lance da confiança no emissor que a Nospheratt tanto fala.

  • Thiago Silva

    sinceramente, eu ADORO blogs, apesar de não ter um, e esse papo de "post pago" ta começando a me encher tb. FODA-SE se o autor do blog q eu leio recebeu ou não pra escrever elogiando ou não um determinado produto/serviço. se ele tá recebendo é pq kem o contratou o achou capaz de produzir uma opinião, seja ela boa ou ruim. se eu vou levar em consideração a opinião dele? sem a menor dúvida. mas antes de passar a consumir akele produto/serviço vou atrás de outras opiniões pq não preciso confiar cegamente em apenas uma opinião só pq o autor dakele blog é "respeitável". passei quase um ano sem internet e voltei a ter acesso regularmente no meio da polêmica da geladeirinha da Coca-Cola e pude perceber q kem saiu espalhando aos quatro ventos q os autores dos blogs q receberam a tal geladeirinha seriam influenciados ao emitir opinião sobre a bebida não foram os leitores dos tais blogs, e sim os tais "patrulheiros de pots pagos", e isso é lamentável.

  • ilo

    Cara, vou sem bem direto. Só leio o Cardoso pq ele fala o que pensa e FODA-SE. Concordo em genero numero e grau, pra que essa onda de patrulha intelectual, n se venda e etc, vao arrumar o que fazer veio, deixem as pessoas escrever as suas ideias. Ainda mais, q ao menos na minha cabeça, o Cardoso n vai fzr jabá de algo que ele nao goste, ou que ele nao veja alguma utilidade. Pq ele ta associando o nome dele a isso, e se alguma pessoa comprar o produto e nao gostar o Cardoso ou qualquer outro bloqueiro se fode junto. É isso, parabens, e realmente, aos que nao curtem o estilo, vao pra PUTA QUE OS PARIU , COM UMA CHAVE DE FENDA NAQUELE LUGAR!

  • Falou tudo Cardoso, desejo que esses fiscais de blogs sejam atropelados por uma betoneira cheia de concreto. Por causa disso os comentários do Bobagento são moderados, acabei com a baderna causada por esses retardados.

    Desejo que a Carol ligue o "foda-se" e continue escrevendo sobre o que ela quiser, sem se preocupar com esses malditos fracassados.

    :-)

  • Eu nada tenho contra os posts pagos, se quiserem me pagar para dar uma opinião estou às ordens, ganhar uma graninha não faz mal a ninguém. Agora tenho opinião própria e nunca vou falar bem de algo que não gosto, ou seja ninguém vai me obrigar a fazer isso por dinheiro algum. Tem muita hipocrisia na blogosfera tupiniquim.

  • Barbosa encara acontecimentos de perseguição como censura.
    Como Barbosa não tem rabo preso com ninguém, sem aviso prévio Barbosa responderá à altura sempre que questionamentos sobre o que Barbosa escreve aparecerem.

    • hauahuahuauauahau ganhou um leitor

    • você tem twitter?
      ;-D
      eu ainda não tenho site, nem blog, só twitter, sabe como é apartamento de 14,0 metros quadrados de caracteres :-P

      • AHAHAHAH…

        Bom, entre mortos, feridos, pagos e patrulhas eu acho, na verdade eu não acho eu afirmo: ao meio dia a barriga do artista dói de fome. Todo artista, aliás.

  • Thiago (Chicã

    De falso moralismo já basta a TV e a indústria de jogos. Beleza, chega disso nos blogs também.

    A impressão que tenho do mundo é que muitos tentam vender uma imagem vitoriana. "Sexo é ruim" (Ok, alguns superaram), "Dinheiro é ruim", "Código Proprietário" é ruim.

    Só não sabia dessa agora, que no MeioBit acusar de jabá já vai pro paredão de fuzilamento. Nem ligava pra isso mesmo… não estou recebendo nada e nem vou ganhar ou tirar se dissesse…

    Como dizem alguns internautas, não ganho nem "cyberpinto" com isso.

  • lendo e aprendendo.
    cardoso way of blogging é libertador.
    bastou eu falar a palavra pró-blogger e tentar não usar máscara que a coisa já fedeu.
    daqui a pouco o único lugar que vou conseguir me manifestar vai ser nos comentários do contraditorium ou do telescópica

  • Cardoso, vc mais do que ninguém sabe que eu sou altamente chato com este lance de propaganda. Tento manter o Morroida o mais limpo possível, não tem link no meio dos posts (adword), não tem adsense, não tem post pega trouxa, não tem nada.

    Mesmo assim, tudo que eu escrevia algum idiota falava que era post pago, que era post pra pegar paraquedista no adsense (mesmo eu não tendo), coisa que eu nunca fiz, inclusive todo hype eu me ausentei, por exemplo quedas de avião, cicarelis, etc. Porem, mesmo assim, tudo que eu escrevia alguém reclamava… então, meti um foda-se, comecei escrever na cara de pau mesmo e ganhar dinheiro… dinheiro este que foi totalmente revertido para álcool porque isso NUNCA pagou uma conta sequer minha.

    • smx

      "dinheiro este que foi totalmente revertido para álcool porque isso NUNCA pagou uma conta sequer minha."

      Botei Fé malandro!

  • Muito bem!!!1

  • Quando fiz o post sobre o BGourmet, evento do qual fui convidado para a festa de lançamento, por um segundo fiquei na dúvida se avisaria se q aquilo não era um post patrocinado. Depois, desencanei.

    Até comentei com outros blogueiros presentes na festa q a gente teria q ser chamado de "blogueiro de aluguel", mas felizmente ninguém fez esse comentário por lá. :)

    Sem dúvida, sua postura está mais + q correta.

  • Iza

    Não me interessa se a postagem é paga ou não. Leio porque gosto do que você escreve. Diz o que quer dizer,(sem papas na língua ou falso moralismo) e é isso o que vale. Aliás, leio porque sinto que você diz o que pensa. Em muitas situações brinca mas, é coerente com o propósito de seu site.

  • Fala Cardoso. Aposto que esse teu post é um viral do Maracujina, acertei??

    Mandou bem.. Abaixo os neo-salsinhas de plantão!

  • Cardoso, leio os seus texto e os textos de outros blogueiros porque gosto do conteúdo. Se são pagos ou não, para mim o que importa é a satisfação de ler um bom texto.
    Se você ou qualquer outra pessoa está ganhando dinheiro ou não para escreve-los não interessa a mim nem a ninguém. Interessa apenas a quem está pagando, a quem está recebendo e a receita federal que irá roubar uma pequena parte.
    Na minha opinião, nem você nem ninguém tem que se justificar ou dar qualquer explicação sobre o que ganha e com o que.
    Afinal quem paga as suas contas, quem paga as contas da Carol, quem paga as minhas, não é e nunca será quem está criticando, falando mal, querendo desmerecer o seu trabalho seu estilo de vida seu gosto pessoal e assim por diante.
    Felicidades
    Giba

  • Eu entendo esse problema, escrevo também sobre música e muitas vezes fica parecendo jabá, porém se não tem a assinatura de post patrocinado (sou um dos blogueiros bonzinhos que avisa que é pago, mesmo ainda não tendo feito nenhum no ouvindo.com) não é.

    Não aceito patrulhamento, as emissoras de televisão inserem merchandising o tempo todo nas novelas, e não vejo ninguém reclamando ou patrulhando, mesmo sem nenhum tipo de aviso de que é uma publicidade paga, é o mesmo com os blogs, se haveria alguém que tivesse que patrulhar ou falar algo, seria o CONAR, e eles estão pouco se lixando, então não aceito patrulhamentos, o meu blog segue uma linha editorial e foco em um nicho, está gratuito para todos, tento sempre escrever conteúdo de qualidade e se alguém não gostar, basta sair dele, simples assim.

  • Realmente é o fim da picada a gente ter que pedir licença pra falar do que gosta ou mesmo para postar um publieditorial. Que merda se não temos o direito de fazer uso do próprio blog como bem entendermos.
    E me irrita profundamente a mundiça desses "achólogos" da vida que vêem um post patrocinado como um pecado capital.
    Também passei a adotar a postura de ser curta e grossa. Neguinho que vier me encher a paciência vai levar um toma, tá aqui o código de barras de algumas faturas, paga pra mim então.

  • Clóvis

    Não me dei ao trabalho de ler até o final a choradeira que percebi ser esse post.

    Mas só tem uma coisa… Não adianta matar a credibilidade com publitoriais, ou que droga de nome dêem a posts pagos, como virou mania agora no mundinho dos blogs que se levam a sério, e depois ficar reclamando de patrulhamento. Pode até não ser pago, mas lembrem, depois que a credibilidade na imparcialidade da informação foi perdida, não adianta elaborarem teses acadêmicas sobre o assunto. Morreu. C'est fini. Caput. Vocês não conseguem enxergar isso?

    Assinado: Seu público

    • Minha credibilidade vai muito bem, obrigado, e você DEFINITIVAMENTE não tem o direito de assinar em nome de meu público.

      • Cardoso, não sei como você se deu ao trabalo de responder a pessoa.

        Está na cara que ele só queria aparecer, igual ao tal de amendoiN.

        PS: Ele é mais uma pessoa que acha que blogs têm de ser imparciais? Pfffffff…

    • não existe informação imparcial, isenta. isso é mito

      • Lhe corrigindo Rossana, o que não existe é a imparcialidade. Informações são informações e pronto.

        Imutáveis. O que tende para um lado ou para o outro é a abordagem que a pessoa dá àquela informação.

        • Puta cara, muito bem lembrado, informação não tem juízo de valor, quem tem somos nós, ela é o que é, como tudo.
          Realmente a abordagem é tudo, como uma caneta por exemplo, podemos usar pra assinar um cheque para uma instituição, pra coçar as costas, pra escrever algo interessante como você fez agora, ou pra furar o pescoço de alguém e matar.
          eu quis dizer que não existe imparcialidade mas acabei redigindo mal e deu uma outra conotação.
          muito zen voce.
          ;-D
          tks

    • Mallandru

      Lamento informar que você não assina por mim. Aliás, esse comentário tá fedendo a inveja até o talo.

      • Clovinho, dependendo de quanto tu pagar, eu deixo assinar por mim. Ou não.

        :D

  • Carol, é? Tô sabendo!! Carol, amorzinho, qualquer coisa que esses desvirtuados falaram sobre você nos comentários acima, ignore. Vamos dormir e deixe que o Cardoso nos defenderá desses safados. Até amanhã, amor. Beijão.

  • Mallandru

    Cara, eu respeito e admiro pra caralho teu trabalho, adoro todos os teus blogs que eu conheço (blog do cardoso, contraditorium e meio bit) e acho realmente que tu deve mandar geral tomar no cu e parar de dar ibope pra esse assunto.
    Não sou um leitor de quem poderia se dizer "oh, mais que leitor assíduo", mas tento ler o máximo possível sempre que tenho tempo e algumas vezes faço questão de comentar.
    Parabéns aí, Cardoso.

  • sei lá, as pessoas parecem ter medo de sua própria (in)competência, e por isso é mais fácil assumir a postura "do contra" em qualquer situação.

    É mais ou menos igual qdo uma prefeitura inventa de fazer uma obra que atrapalhe o trânsito: o povo reclama. Se não faz, reclama também. Pimenta no c* dos outros é refresco.

    Enfim, como vc disse, precisamos aprender a ligar o "foda-se, um dia você vai pastar".

    Quanto ao post da Mirian, realmente é fodástico! :)

    bjs

  • Fernando

    É tudo por causa dessa merda de Blue Bus, até na blogosfera brasileira tem de haver demagogia e gente escrota.

  • Mudou minha posição. Sério!

  • Fabio

    esse negocio de dizer q tudo é jabá ta com cara de "jornalista" metido a blogueiro que tem um blog ridiculo e mal visitado e que tenta tirar o brilho de quem realmente sabe escrever

  • "…dinheiro este que foi totalmente revertido para álcool porque isso NUNCA pagou uma conta sequer minha…."
    Que inveja, blogar, ganhar dinheiro e gastar tudo no álcool..eu ainda farei isso!

  • MEU POVO RESPEITEM ESTAS MINHAS AUTORIDADE PARA SEMPRE NÃO PECAM POR FAVOR SE NÃO EU VOU SACUDIR A TERRA VAI CAIR TODOS SO ELAS QUE NÃO VÃO CAIR NUNCA NO PODER ABRAÇO SUSSEÇO VAMOS CONTINUAR NOSSA LUTA DO DIA DIA OK INTE

  • Não vou mentir, seu texto ficou meio mal explicado, entendi pouco dele, talvez você tenha escrito com raiva, acabou que fiquei perdido, não sei sobre quais fatos você escreveu, embora tenha entendido a idéia central do texto.

    Se a minha opinião contar, sou blogueiro a pouco tempo e desde o início minha idéia foi lucrar com meu blog, então minha opinião é que o blog é uma forma de ganhar dinheiro, e que como blogueiros nós somos formadores de opiniões e se formar opiniões a favor de uma empresa ser ruim, sou um dos piores, é interessante identificar algum post pago ou algo parecido, mas a maioria esta subentendido, e para quem sabe ler um pingo é letra, se não identificou, tente outra vez.

    É difícil alguém não se vender, por mais moral que se tenha, não estamos nas melhores condições, temos dívidas, queremos casa, comida e carro, mas nada temos, se o blog me fizer alcançar isso da mesma forma que o trabalho formal, ótimo, mas quando o cobrador passar na minha casa e eu ler alguma questão de moral, vou mandar esse indivíduo pagar minhas contas. Ok!