Falsa indignação, Procissão do Fogaréu, militância lacradora e o Xerife é um crio-BLÉÉÉÉÉÉM!!!

Nos Anos 80 o Ultraje a Rigor apontou o grande problema da geração, com seu hino Rebelde Sem Causa. Mal sabia Roger e sua turma que eles eram felizes e não sabiam. O grande problema dos Millenials é que eles têm causas demais, mas ao contrário da militância real, as causas não importam. São apenas palcos para ganhar pontos de lacração com seu discurso de vítimas indignadas. 

Pior ainda: Se revoltam sem levar em conta contexto, geografia, história, intenção. Se algo puder ser reconhecido como ofensivo em algum momento no Universo, o é em TODO o Multiverso. Um exemplo: Blackface.

Essa prática nefasta foi popular nos EUA no final do Século XIX começo do XX, quando artistas negros eram ativamente segregados, e papéis de personagens não-brancos eram sempre caricatos, com maquiagens exageradas e trejeitos. É como se os papéis femininos, que no tempo de Shakespeare eram feitos por homens fossem todos feitos pela Elke Maravilha. Nos EUA blackface é considerado ofensivo e ninguém chega nem perto, nem para satirizar.

No Brasil de vez em quando atores aparecem em Blackface, a Cláudia Raia estava ótima no TV Pirata, que também teve o antológico Negro, eu? Com Diogo Vilela e Ney Latorraca. Hoje uma ala da militância que ignora contexto considera isso extremamente ofensivo, só que há um pequeno problema: Se Blackface é uma questão tão séria e pervasiva na nossa sociedade, como caralhas sequer tem nome me português?

Blackface no Brasil é tão ofensivo quanto oferecer uma melancia a um negro, e eu enquanto negro (thanks IBGE) garanto: Não é ofensivo porque não temos o FUCKING CONTEXTO pra tornar isso ofensivo.

Agora abro o tuinto e dou de cara com isto:

Basicamente é mais um daqueles militantes histéricos mutantes com superpoderes que mantém um elo mental com gente que morreu 300 anos atrás. Cada chicotada que o Kunta Kintê leva, eles sentem. Em resumo essa SUMIDADE viu uma chamada na página do Facebook de Turismo em Cabo Frio sobre a Procissão do Fogaréu, e  como seus cérebros primitivos são incapazes de coisas complexas como múltiplos significados e -de novo- contexto, DEDUZIU que era uma Festa da Ku Klux Klan.

PRA COMEÇAR a KKK tem ZERO presença na História Brasileira, não faz o menor sentido, mas vamos mais além. Vamos fazer o que a militância histérica é incapaz: Pesquisar.

(3 minutos de Google depois)

A tal Procissão do Fogaréu é uma tradição européia, introduzida em Goiás no final do Século XVIII por um padre espanhol. Representa a prisão de Cristo. As luzes das ruas são apagadas, homens representando soldados romanos com tochas e túnicas e capuzes percorrem igrejas representando pontos importantes do Evangelho, até chegar na Matriz, onde recolhem um estandarte simbolizando cristo.

As roupas

O chapéu pontudo é um símbolo medieval, era usado como símbolo para indicar que o sujeito era burro, desastrado. Ladrões e criminosos eram obrigados a desfilar com o chapéu, que se chama Capiroto. Com o tempo passou a representar pecado e penitentes o usavam em procissões e peregrinações, como nesta pintura de Goya:

E sim, o Chapéu de Burro que a gente via nos desenhos animados americanos tem a mesma origem:

O capuz completo é para o penitente expiar seus pecados publicamente sem ser individualmente humilhado.

A tradição dos penitentes é BEM antiga, cada grupo tem suas cores, alguns parecem Guardas Imperiais:

Em comum a todas essas procissões e festas: São todas cristãs, católicas, comunitárias e com ZERO conteúdo racista. Associar a Procissão do Fogaréu com racismo é mais que idiota, é má-fé, é ofensivo. Demonstra ZERO interesse em entender algo, a histérica do post viu uma imagem e achou que bastava para tirar todas as conclusões e ignorar 500 anos de História.

Pior ainda: Os imbecis denunciaram em massa o post com uma imagem da procissão, e o Facebook o tirou do ar.

Contexto É importante. Só porque você se ofendeu não quer dizer que esteja certo. Eu sou o primeiro a dizer que um judeu tem TODO o direito de se ofender ao ver uma suástica, e a exigir que ela seja removida. Mas se ele fizer isso na Índia, perderá toda a razão se se tornará algo raro: Um judeu imbecil.

Quanto aos indignados, se tivessem pesquisado veriam que a Procissão do Fogaréu chegou em Goiás em meados do Século XVIII, enquanto a Ku Klux Klan foi criada em 1865. O quê esses imbecis vão fazer, pegar um DeLorean e ir chilicar com o pessoal da Procissão que em 100 anos aquela vestimenta será problemática então é melhor não usarem?

Em conclusão, e fechando a ligação com Banzé no Oeste, a lembrança foi imediata quando vi a foto abaixo, da Procissão do Fogaréu em Goiás. Se algum militante encher seu saco, não precisa mandar o link deste texto, eles não vão ler. Mande apenas a foto e veja o minúsculo e primitivo cérebro deles entrar em pane:


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • No filme do Código DaVinci, o Langdon mostra slides e pede para as pessoas identificarem palavras relacionadas. Ele mostrou fotos dessas vestimentas numa procissão espanhola. Nem filme esse pessoal vê

  • Urdnot Huex

    Assim como a cruz gamada já era usado pelos indianos bem antes do nazismo. Mto bom esse filme da sessão da tarde.

    • A Cruz gamada vem do Império Prussiano não?

    • Gui

      Não somente pelos indianos. A suástica é encontrada também em vários outros povos de culturas e até mesmo religiões distintas entre si.

      https://en.wikipedia.org/wiki/Fylfot

  • Reinaldo Matos

    Não consigo desvencilhar o KKK como sendo uma onomatopeia de uma risada… heheheh

    Quanto ao chiliquento????… Ahh… Bota um chapéu de burro nele…

  • Eder Brizolla

    Viu, esta ultima imagem sao membros coloridos, podemos dizer que é um braço GLS da KKK ?

    • Rômulo Catão

      KKY

    • E negros por baixo da vestimenta.
      Só vi isso em Bad Boys 2

      • Tiago Tkb

        E no ótimo “O Brother, Where Art thou?”.

  • gfg

    Há alguns pares de anos atrás, quando estive na Goias Velho não pude deixar de reparar no imenso outdoor com uma imagem parecida como a ultima. Claro que a primeira coisa que veio em minha cabeça foi “porque eles estão vestidos de KKK”, como se tratava de algo da igreja claro que não teria nada a ver com a seita. Por sorte meu colega que era de lá estava de ferias na cidade me explicou toda a historia do evento. FIM.

    Agora acho engraçado esses militantes defenderem tanto a cultura nem se darem ao trabalho de ver do que se trata. Mas como se trata de uma festa secular de origem europeia ai não conta né?

  • Coffinator

    Sei que essa “dívida história” é tão grande que em quase 200 anos ela não diminui, só aumenta.

    • Ivan

      pior que juros d cartão de credito.

  • Cesar Augusto Retzlaff

    Se largar essa última imagem por aí sem contexto, logo viraliza um post sobre a “KKK do bem”, formada pelos movimentos negros e LGBT que estaria aterrorizando a maioria branca heteronormativa.

    • Gostei da ideia. Peraí…

    • Mario Neis

      é o empoderamento racial conseguindo galgar posições nos quadros dos grupos opressores. haha

    • Rosemeri Nunes Barcelos

      Exatamente o que eu pensei… Mas antes pensei: Aliens por favor invadam esta bagaça; alguns poucos cérebros que valem algo…o resto passa fogo!

    • Ivan

      Parece materia do quebrando o tabu.

  • Daniel Almeida
    • Gui

      Power Rangers espanhóis prontos para derrotarem os hereges quando estes não esperarem pelo seu aparecimento.

      • Eduardo Scharf

        Nobody expects the “potentes guardabosques” !

        • NestorBendo

          Parabéns pelo sucesso em sua tentativa de zerar a internet!

    • Ivan

      Alguem ai assistiu os ovas do Hellsing? tem um esquadrão da ICAR com umas roupas dessas.

    • SiouxBR

      Não está faltando um Power Ranger na figura acima? Esse pessoal nem sabe fazer as coisas direito…

  • Sexta aqui em Bilbao vai rolar a procissão com a turma toda encapuzada. São centenas e centenas de pessoas desfillando, com cores diferentes, carregando símbolos, com banda, música… E domingo saem de novo. A pessoa tem que ser muito filha da puta pra achar que há qualquer referência à KKK que, aliás, é protestante e tem (ou tinha) horror a católico.

    Aliás, essa história lembra aquela dos imbecis SJW’s da UNE que chamaram o Negrume de um grupo tradicional cearense de “blackface”. Não conheciam a porra da história do próprio país, mas ficam querendo importar tipos de preconceito de fora.

    • Gui

      A KKK ainda tem horror a católico, afinal a ideologia deles está sustentada no WASP (White Anglo-Saxon Protestant). Ou seja: eles possuem aversão não só a não-brancos como também detestam católicos e judeus.

      Grupos supremacistas brancos como a KKK não possuem a influência de outrora, mas ainda se fazem presentes nos EUA.

      • Sim, KKK hoje é um grupo (ou são, já que se dividiu) pequeno, pulverizado, com pouquíssimo peso – mas ainda perigosos. Aliás, verifiquei, a procissão aqui em Bilbao completa 486 anos sexta, e querem fazer referência à KKK, é de foder.

    • Aliás, por falar em SJW, li o seu texto no HuffPost sobre essas criaturinhas. Que bela surra de facão neles.

      Até fiquei com dó deles (só que não).

  • Eric

    Vi essa polêmica de perto (até pela localização) mas nem quis me aprofundar sobre o que estava ocorrendo. Tinha receio que era besteira, ignorância, estupidez e que iria perder meu tempo. E eu estava certo. O pessoal é muito bacana, quer se indignar com tudo, até com o que não dá margem a isso.

  • Nos EUA blackface é considerado ofensivo e ninguém chega nem perto, nem para satirizar.

    Não, não, pra zoar pode…
    https://uploads.disquscdn.com/images/551d5f26ad8e2b32fe5c52d66f81a52bca0dfb57693d39a02737f92478d5876b.jpg

    • O Tumblr chilica com esse filme. Eles não entendem o conceito de sátira.

      • Ivan

        Se me lembro o proprio filme satiriza não gostarem de blackface.

      • Gui

        Humor, principalmente satírico, é algo abominado por autoritários e pessoas que gostam de cagar regra para cima dos outros.

      • PugOfWar

        eles entram em modo “full retard”.

    • NestorBendo

      Esse filme me fez rir litros numa noite de insônia.

  • Rodrigo
  • Alvaro Carneiro

    – “Mande apenas a foto e veja o minúsculo e primitivo cérebro deles entrar em pane”

    O Cardoso ainda tem um pouco de inocência dentro dele.

    Ao verem esta foto os imbecis vão dizer que a situação é pior do que imaginado, que agora estão escravizando os negros para servirem como soldados da KKK.

    O imbecil nunca aceita fatos, ele vai sempre retrucar, retrucar até você desistir.

    É por isso que sigo aquela frase: “não discuta com um ignorante, ele te rebaixará até o nível dele e te vencerá por experiência” – salvo engano Mark Twain.

  • Ignorância SJWística da geração Ydiota. Nada mais que isso.

    Para que se informar sobre as histórias e costume de um povo se escrever texto pseudoindignado no facebosta é mais rápido e dá muito mais views e joinhas?

    BREAKING NEWS: Jair Bolsonaro é eleito o novo presidente do Brasil.

  • Silas

    Se fosse verdade, os negros sairiam correndo na frente da procissão, com medo dos KKKlan.