Não Muito Brilhante

Ontem fui ao mercado. Como pela primeira vez em oito anos fiz compras à pé, estranhei o conceito, de sair pela rua carregando uma sacola. Achei pesada.

Até aí tudo bem. O problema, que me levou a achar que o álcool deve estar afetando meus neurônios, foi a idéia idiota que tive.

“Nossa, como está pesado. Já sei. Vou comer algumas salsichas que comprei, assim a sacola fica mais leve…”

Gênio, não?


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Insano

    Boa, boa, boa. Muito Boa.

    B@h!

  • Carcarah

    Da próxima vez compra vodka ;-)