Ela partiu meu coração, rejeitou meu Meme…

 

Os seus amigos e visitantes frequentes podem ser uma enorme fonte de assunto e informação. O mais legal é que eles compreendem perfeitamente quando você não publica um link ou uma dica. O que não é aceito, o que gera brigas e ressentimentos, é quando você rejeita um Meme.

Memes, você sabe, são gracinhas com características virais, seja a campanha do Jeremias, seja Lo Dia Internacional de Hablarse Portunhol, seja aquele tipo de mensagem de blog “diga 3 coisas que você não gostaria que um cirurgião achasse dentro de você”, com um pedido de “coloque em seu blog também”.

É comum receber por email ou Instant Messenger ofertas e pedidos para participar desses memes. Já tive casos de gente cobrando, quando não aderi a um deles. Pior. Por não ter uma postura absoluta, e participar dos memes que acho interessantes, ao não aceitar o meme a pessoa se sente duplamente ofendida, pois sabe que eu não o considerei interessante o bastante para valer um post.

Eu entendo, só não entendo a ofensa, já que eu digo com todas as letras que não considerei o meme interessante o bastante para valer um post.

Ninguém é obrigado a postar nada. Um meme, então, que é algo que se enquadra em blogs genéricos/pessoais tem muito pouco a fazer em um blog específico/profissional, a não ser que seja muito pertinente ao tema.

Aos que enviam memes, a dica: Continuem enviando. Muitos são curiosos, criativos e inteligentes. Todo blogueiro gosta de receber esse tipo de material. Por isso, somos gratos. Só não confunda essa receptividade com uma Fila de Publicação Implícita.

 

Technorati tags:


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias.

Prestigie essa liberdade, faça uma doação, ou melhor ainda, assine meu crowdfunding, torne-se um colaborador mensal e ajude a combater a mediocridade! Cada centavo diminui a chance de você me ver em uma banheira de Nutella!

Leia Também:

7 Comments

  1. Puxa, alí é o ponto: "visitantes frequentes podem ser uma enorme fonte de assunto e informação."

    Visitantes frequentes demandam, como vc colocou em outro texto, atenção. Ou Identificação.

    Mantenha muitos visitantes frequentes que tu vais a Roma. Caso contrário consiga um link no Digg.

  2. Interessante, mas o que essa img tem a ver com o "causo" ???

  3. Cardoso, falando nisso inventei um meme aqui (bem, não sei se isso se enquadra como um meme :) )

    mas que tal um blog sobre "quem acha o Marcelo (vocalista da banda mais chata do mundo) um chato mais chato que a banda chata dele?"
    http://marcelocamelo.globolog.com.br/
    o elemento escreve seus posts de proprio punho (alguem sabe escrever ainda? eu não sei mais!) e digitaliza a miserável obra cheia de rascunhos… pelo amor de deus! eu até pensei em "blogar" algo sobre isso, mas gostaria de um blogueiro profissional capacitado falando sobre essa chatisse.

    o cara é ou não é um chato mais chato do mundo?

  4. PELOS DEUSES que MALA…. eu não estou acreditando… esse cara merecia participar de teste nuclear na Coreia do Norte, como suporte da bomba…

  5. Pingback: Blogger: como você responde aos leitores!? - Gattune!

  6. poraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa que medo nao deu nada em mim

  7. Vim oferecer um meme.

    Vou embora com o rabinho entre as pernas.

Comments are closed