WALL-E – Apenas maravilhoso

ScreenShot002

"WALL-E é MARAVILHOSO", e se eu não fosse verborrágico por natureza teria feito uma resenha de três linhas. Não há necessidade de falar mais nada.

Existe uma diferença entre ser bom e ser gênio. A Dreamworks é muito boa. Eu adoro Shrek, por exemplo. Mas a Pixar? A Pixar é gênio.

É fácil lidar com personagens com características humanas. O Gato de Botas no Shrek, fazendo cara de carente é ótimo, mas é, tecnicamente simples. Já passar emoção com personagens-objetos?

Vejam por exemplo o Tapete Mágico, de Aladdin. Não tem rosto, voz, nada. E mesmo assim é parte ativa do filme, com toda uma gama de emoções. Para fazer isso tem que ser gênio. Como a Disney.

WALL-E segue a mesma linha. Temos um personagem que em termos de design não tem nada de novo, parece saído de um laboratório de robótica. Ele não fala. Ou quase. Tem menos linhas de diálogo que o Arnold no primeiro Exterminador do Futuro.

Nos primeiros 20 minutos de filme já nos apaixonamos, entendemos o que aconteceu com a Terra, nos emocionamos com seu melhor amigo, uma barata. PQP, uma BARATA e nós nos preocupamos com seu bem-estar.

ScreenShot003

Eve, a robozinha do espaço tem uma personalidade completamente diferente, e isso é passado sem uma frase além de seu próprio nome.

O Judão está certo, fazer crítica de filme muito bom é um saco. Tudo que a gente quer dizer é "vá ver! vá ver!".  A gente fica querendo fazer segredo, não quer contar nem um trechinho, para não estragar a experiência.

WALL-E é filme que vale um mês naqueles Spas Barra-Pesada tipo Spauschwitz, você sai do cinema muito mais leve. Eu me senti feliz por estar vivo e poder me deliciar com essa obra-prima. Nada, NADA que custa R$13,00 vale mais do que o ingresso que paguei para assistir WALL-E.

O Fábio Yabu diz que é um filme de amor.

Wall-E é uma declaração de Amor, e das mais lindas, não apenas ao cinema, à animação e à história da arte, homenageada de maneira soberba nos créditos finais. Mas também à raça, ao espírito humano, e por que não, ao próprio Amor?

Eu diria mais: Ele é um filme feito COM amor, por gente que ama o que faz, gente que não está preocupado só com o hollerith (céus, virei paulista) mas com os resultados. Gente que vai virar a noite não porque o chefe está mandando (e quando o chefe é o Steve Jobs, ele manda sim) mas porque quer refazer uma sequência, trabalhar melhor uma animação, um detalhe.

Chaplin repetia algumas cenas mais de 400 vezes até chegar ao que queria. Os animadores da Pixar prendiam tábuas nos pés para imitar os soldados de plástico de Toy Story e entender melhor a movimentação dos personagens.

Esse tipo de dedicação é algo que não se compra. Esse "vestir a camisa", que tantos gerentes cobram de forma descarada mas não dão nada em troca é algo muito, muito raro. Por isso filmes como WALL-E são igualmente raros.

É um filme para ver e chorar no final, é um filme para sair ligando pros amigos perguntando "viu? viu?" e um filme para ter-se muita pena de quem assistir e não gostar. Significa que há algo muito errado com você.

Links para o Trailer

Site Oficial


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Cuidado Cardoso, já ouvi pessoas dizendo que não pisam mais em baratas/formigas e quaisquer que sejam os animais por filmes assim da Disney/Dreamworks.
    Só falta o cinema da cidade colocar em cartaz o filme, pois eu também estou muito afim de assistir.

  • Problema: aqui em Curitiba eu DUVIDO que tenha uma mísera sala que não seja dublada.

    • Pode ir na fé. A dublagem não compromete. Padrão Disney de qualidade, com gente do nível de Guilherme Briggs no pacote. E de qualquer jeito o filme quase não tem diálogos.

    • Normalmente, repito, NORMALMENTE, as últimas sessões dos cinemas que ficam em shoppings oferecem o filme sem dublagem. Vale a pena olhar a programação. Tomo por base os cinemas daqui de Recife.

      =P

  • Depois dessa, já estou mais do que interessado em ver este filme.

    Até os mais fracos da Pixar (como Carros) são geniais.

    Um dos problemas de Shrek é que ele diverte mais um público com certa idade, que pode entender as inúmeras referências aos clássicos da cultura popular de algumas décadas atrás.

    Os filmes da Pixar são mais universalistas, conseguem brotar criatividade e se tornam eles mesmos clássicos. E conseguem agradar à criança que existe no adulto e ao adulto que ainda vai crescer na criança.

    Nemo não tem um grande antagonista; o antagonista é a superproteção de Marlin (e o filme ainda consegue sugerir uma ajuda para superar o conflito edipiano); esse é só um exemplo de como a Pixar subverte a lógica normal do cinema norte-americano. Monstros S/A, a meu ver, tem o desfecho mais perfeito de todos os filmes que já vi (incluindo live action films). Toy Story cria um mundo fantástico e fala sobre amizade e solidariedade sem ser piegas (o que é difícil para uma animação).

    Enfim, é uma das melhores coisas que o Cinema já produziu.

  • Vi o filme dublado, e honestamente faz pouca diferença, já que metade dele é sem falas.

  • Eu não queria sair da sala do cinema! Foi lindo demais! E aquele curta do Coelhinho, que abre o filme? Me matei de dar risadas! Melhor sessão de cinema dos últimos tempos, ever!

  • Meu marido e filho foram ver o filme e se amarraram. Não vou ao cinema e espero ardorosamente que chegue logo em DVD.
    Pixar disse que seu plano de negócios é simples: qualidade.

  • Eu assisti um trailer de WALL-E um mês atrás, em um filme que nem me lembro qual foi (para terem uma idéia). Isso só tinha acontecido uma vez antes, quando assisti o trailer de Ice Age (com Scrats) e dizia para mim mesmo "eu posso sair do cinema agora, só esse trailer já valeu o ingresso."

    Foram 30 dias procurando informações sobre WALL-E na iNet. 30 dias esperando o lançamento. E valeu cada um deles.

    Eu chorei, e assumo sem vergonha.

  • É uma obra-prima.

    Postei hoje no Smelly Cat o curta que é exibido antes do filme, "Presto.
    Quem quiser ver ou rever: http://smellycat.com.br/2008/07/04/presto-assista

  • O filme é sensacional mesmo!

  • Paulo G Muller

    Tá bom…. !!!!! Vou TENTAR ver….

  • Equilibrium

    Não sei porque, mas a EVA me lembrou a Angelina Jolie…

  • Bruno

    Assim que vi o trailler divulgação lembrei de Jonny no. 5. http://en.wikipedia.org/wiki/Johnny_5
    Deêm uma olhada. Assisti a esse filme que muito tempo em alguma sessão da tarde. http://en.wikipedia.org/wiki/Short_Circuit_2

  • Bruno

    Complementando:
    Achei isso aqui: http://screenrant.com/enough-already-with-the-wal

  • Pingback: Meme - As mentes mais criativas da indústria | Rodrigo Flausino()

  • Pingback: Animartini - Animação e outras cositas más, por Paulo Martini » Blog Archive » Crítica W()

  • Pingback: Crítica: WALL-E | Praticamente Inofensivo()

  • Pingback: Wall-E merece ser assistido por TODOS! | Rockerspace.net()

  • Eu e minha esposa fomos ver, apesar que ela não queria muito… mas agora, ela quer até assistir 2 ou mais vezes… o Wall-E é tudo isso que você falou, bem como as outras pessoas… gostei muito de 3 coisas:
    – A mensagem sobre ecologia que irá direto na mente das crianças
    – Que amar está muito além do sexo… e sim aquela imagem sonhadora que o cinema impregnou nos anos 30, 40 e 50
    – Que nós, os humanos podemos acabar tão ligados ao mundo virtual, ao ponto de esquecer que existe uma realidade…

  • julia

    assisti e é nota 10

    muito bom vcle apena assistir…

  • Cara, não esqueça que o "design" do Wall-e lembra muito um filme antigo chamado "Short Circuit" que fez muito sucesso no final dos anos 80 começo dos 90 justamente porque o robô era mais humano do que qualquer humano que conhecemos. Quem não viu o filme, vale a pena ver. Ele tem uma sequência também que não fez tanto sucesso quanto o primeiro.

  • Pingback: Onde está WALL-E? « MyPitacos()

  • Pingback: Pois Bem… » Blog Archive » Coringa, você é o meu herói!()

  • Pingback: Diana Pádua » Wall-e!!()

  • Gustavo

    O wall-e e muito mas muito bo mesmo eu fui com minha prima e na hora dos crditos do filme ela tava tão consentrada qua quando a chamei tive que gritar no ouvido dela tambem me consetrei e otimo e quase chorei não pq o filme era ruim mas sim emosionante

  • Lucas Gabriel Silvei

    O filme de Wall-e foi otimo que pena que eu não assisti mas vou comprar o DVD para assistir para zerar meu jogo de playstation 2 de Wall-e amei esse filme um grande abraços pra voces Andrew Stanton, Jim Morris, Lindsey Collins, Oscar, Ben Burrt. Diga a Wall-e e pra Eva que eu sou seu fã número 1

  • ana carolina

    eu ainda nao assisti o filme,mas ja estou amando o wall.e,sei q ele tem uma barata de estimaçao e depois de saber disso nao comsigo matar mais os bichinho me emiciono penso no wall.e e ele ficaria triste.

  • biel

    ae galera ja assisti o filme e é muito legal, aqui em são josé já tem até em DVD

  • Pingback: Wall-e!! | Verbos Sujeitos()

  • Márii

    Normalmente, repito, NORMALMENTE, as últimas sessões dos cinemas que ficam em shoppings oferecem o filme sem dublagem. Vale a pena olhar a programação. Tomo por base os cinemas daqui de Recife.

    =P

    By : Mari