Até eu tive meu Dia de House

Grandes poderes trazem grandes responsabilidades mas às vezes só ser grande já traz também.

Foi o que pensei quando uma jovem de 24 anos do meu lado no sinal na esquina da Rio Branco com 7 de Setembro, pediu socorro, hoje umas 6:40 da manhã.

Ela olhou, soltou um “me ajuda” fraco e desabou, a cabeça em direção ao meio-fio de pedra. Por sorte ela era pequena, pude segurá-la e deter a queda.

Deitei a moça no chão, comecei as perguntas de praxe. Não estava sob medicação, não apresentava sudorese, sem tonteira, apenas uma forte dor de cabeça.

Tentei chamar o 190. Avisaram que tinha que ligar pro 193. Lá ninguém atendia. Outro transeunte ligou para o 192. Pelo visto o conceito de um número único de emergência é demais para o brasileiro.

Uma enfermeira apareceu, ajudou com os primeiros socorros enquanto eu mantinha os curiosos afastados, desde as velhas que queriam rezar até o pessoal que queria dar água sal doce aspirina etc etc etc.

A regra é clara: se você não sabe o que o paciente tem qualquer coisa que der pode piorar o quadro.

Durante todo o tempo ela ficou lúcida, disse que já vinha com a tal dor de cabeça havia alguns dias. Pode ir de um simples quadro de pressão alta, até um tumor. Só sei que não é Lupus.

Tive que enfrentar algumas salsas como o gênio que perguntou se estava passando mal. Não, ela adora tirar uma soneca no chão do Centro do Rio…

Também tomei conta da bolsa da moça. Com seu celular conseguimos ligar para o namorado, ela não tinha família no Rio.

Quando finalmente o resgate chegou, com uma equipe feminina (chique!) passei as informações e ainda pediram ajuda pra erguer a maca, com direito a “no três”  e tudo.

Não sei qual o  prognóstico, mas sei que só de tê-la salvo de um traumatismo craniano já posso dormir com a sensação de dever cumprido.

Afinal se for verdade a afirmação do Talmud de quem salva uma vida salva o mundo todo, vocês estão todos em débito comigo ;)


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Meio House, meio Third Watch, mas felizmente, acho que com sua ajuda a moça está bem melhor!!

    Muito bem, já ganhou uma pedrinha da sua casinha no céu!!

    bjs

  • O pior são os 'entendidos' que aparecem ao redor dando opinião: arrasta pra lá, põe os braços para cima, abana etc.

    Pior que a única vez que tentei segurar alguém em queda rumo ao chão a única coisa que consegui foi que caíssemos os dois; ninguém morreu … talvez apenas de vergonha.

  • Tinha namorado? Desse azar Cardoso :-P

  • Save the girl, save the world!

    É muito bom quando podemos fazer a diferença no mundo por uma boa atitude. Bem melhor do que não andar de carro hoje.

  • É House fazendo escola. Já pensaste em fazer medicina?

  • meu herói!

  • Kassy

    É por essas situações q ainda vale a pena acreditar no ser humano. Estou passando por problemas de saude e sei como é dificil conseguir um atendimento de emergencia. Bem, parabens pela bela atitude.

  • Mesmo que façamos alguma diferença pro mundo no nosso dia a dia (oq é verdade), é muito difícil enxerga-la ocorrer. Então acabamos nos sentindo úteis pro mundo quando literalmente colocamos a mão na massa. Fazemos a diferença todo o dia, mas nem sempre vemos essa diferença tão nitidamente.

  • Oh, que fofo!

    S2

  • Lupus??Essa doença so existe nas teorias de House. A proposito…eu nao vi a 5a temporada do Dr house.

    Eu ja desmaiei uma vez na rua, foi horrivel ver aquele tanto de gente ao meu redor. :O

    Prognostico: calor demais, pressao aumentou e tiltes, iara caiu.

    • Parece letra do Chico

    • José Robson

      Se cuida Iara. LES tem uma prevalência considerável. Especialmente em mulheres após os 40 anos. Doenças Auto-Imune em geral têm prevalência mais elevada em mulheres do que em homens.

      • Lamento informar Iara, Lupus nao apenas existe, como minha namorada sofre disso e é um saco o tratamento, procure ai por pulsoterapia…

  • Putz!

    Se eu mudar o meu avatar para o do Super-Homem será que eu consigo voar?

  • Muito bem. Quem é que não gosta de ajudar alguém.

    E como diria o Horton "Uma pessoa é uma pessoa não importa o tamanho" "Horton e o mundo dos quem" <- Adoro esse filme.

  • Aê malandro! Vais diretinho para o Open Bar divino depois dessa!

  • Borba

    House: do an MRI and a lumbar punction.

  • A mulher deu sorte de ter uma pessoa com bom senso por perto. Imagina se não tivesse! Um chegava dava um docinho, outro dava sal, outro dava água, um roubava a bolsa, outro aproveitada pra apertar o peitinho enquanto fingia ajeitar ela numa posição confortável, etc.

  • House M.D: Brazilian Edition

    amém

  • Experimente ser dentista e estar de Branco em uma situação desta (ja aconteceu comigo) ai você não faz nada alem do necessário e as pessoas ficam todas de cara feia achando um absurdo um "doutor" não tomar nenhuma medida mais "séria".. é um saco…

    Agora: "não era lupus" foi fantastico!!!

    abcs

    • Sim, como se mesmo que fosse um neurocirurgião, iria tirar um bisturi da mochila e operar ali mesmo.

  • Eduardo Tomazett

    Iuxi… agora vamos ter que te aguentar hein Cardoso! :)

  • Você acertou na loteria. Eu sempre fico esperando um gata passar mal pra socorrer e, como herói, ter meu reconhecimento. Mas nunca tenho sorte. Sempre vejo bêbados e mendigos serem atropelados, mas e daí, que graça teria em ajudá-los. Ainda se fosse o Sarney…

  • O que, o Cardoso dando uma de bom samaritano! Já sei pq tivemos o inverno mais chuvoso de todos os tempos… El Niño que nada! Cardoso Rules!

  • O que me preocupa nisso é o fato dos "vários números de emergência". Quando uma pessoa aciona o Estado, através de um número de emergência, é ele, o Estado, que deve assumir a procura de uma solução, não ficar empurrando para o cidadão a solução de seus próprios problemas.

    Recordo que um dia, passando pela rua, vi que havia fios caídos de um poste, o que me pareceu perigoso para os transeuntes. Liguei para o 190. Me disseram para ligar para a Cia. Energética.

    Oras, absolutamente não é problema meu, mas do Estado, então que o próprio Estado procure a solução, pois é sua a tarefa de dar saúde, segurança, etc., não?

    Acredito que nos EEUU isso funcione bem, através do 911, não? Se estiver errado, por favor me corrija.

    • Eu já fiquei meia-hora tentando 190 para denunciar um carro sendo depredado. Não consegui. Sequer atendiam.

      • Só faltava atender e dizer que crimes contra o patrimônio teria que ligar para outro número. A falta de atendimento, neste caso, honra mais do que uma evasiva qualquer para não fazer nada.

        Infelizmente.

        • Leticia

          Um bêbado caído no meio da rua nos Campos Elísios. Liguei pro 190 e entre muitos monissílados entendi que a Polícia não se move pra tirar bêbado da rua.

          – E pra onde eu ligo?

          – Pra Santa Casa.

          – Tem o número?

          – Não.

          – Então tá.

      • avontz

        um amigo na rua passou mal, nao tinha convenio.. liguei para 190 …a mulher atendeu e disse… você pode tomar um taxi para a santa casa, você está ai perto…nem tem nenhuma ambulância para disponivel.

    • Cinthya Chianca

      Essa eu sei!!! Essa eu sei!!!

      Já aconteceu comigo … Resposta: bêbados não pagam impostos … Teoricamente[sic]

      • Lúcio Wiborg

        Pior que pagam. Cachaça é taxada em uns R$ 0,30 de IPI por garrafa.

  • Droga!! Vinte anos treinando primeiros-socorros na empresa, como fazer talas, torniquetes, pulso, carótida, localizar o externo, massagem cardíaca e respiração boca a boca numa boneca velha de silicone (e olha que eu trabalho com eletricidade) e nunca ninguem precisou de atendimento perto de mim, muito menos do sexo feminino. Que inveja!! Também, ao contrário de você, acho que ninguém vai confiar esses cuidados a um nanico de 1,64 m.

  • Com o Cardoso teria que ser mulher, se fosse o Morroida seria um traveco com cara de João.

    Fato.

  • Muito bem, Cardoso.

    Poucas pessoas se preocupariam com uma mulher caída na rua. Muitos passariam e diriam que é mais uma viciada, outros virariam a cabeça e diriam que "não é comigo", outros tentariam se aproveitar da situação, talvez roubar a bolsa da moça (como foi mencionado acima).

    Eu sabia que você é uma boa pessoa. Claro, é um trekker.

    Vida Longa e Próspera para você.

    • Alberto

      Você disse tudo. Vide a atitude das pessoas que o Cardoso mencionou.

      E vai ver o Cardoso é bom e não sabe. :D

      • Concordo. Ele só parece mau.

  • No meu dia de House, eu iria preferir passar com a 13 e a Cameron, do q com uma paciente, hahaha.

    • You can't always get what you want.. ;)

  • […]

    Afinal se for verdade a afirmação do Talmud de quem salva uma vida salva o mundo todo, vocês estão todos em débito comigo ;)

    […]

    Não mesmo! hahahahhaha

    Muito bom, parabéns! Agora sobre os curiosos, na próxima apresenta uma minigun para eles, quero ver alguem te encher a paciência…

  • "…Tive que enfrentar algumas salsas como o gênio que perguntou se estava passando mal. Não, ela adora tirar uma soneca no chão do Centro do Rio…"

    AOSkoPJDAOSkpdjpaOKSoA

    A História é comovente, realmente, o que você fez foi uma grande caridade! O interessante é o senso de satisfação que isso traz, como você afirmou, salvar uma pessoa é como salvar o mundo…

    Referente ao serviço de atendimento, não sei ai no Rio, mas aqui onde moro é um absurdo ter de esperar mais de 15 minutos para receber um atendimento, quando atendem!

    As vezes tem de se ligar para a polícia, o policial que atende tem que ter certeza que não é mintira e o caso é sério, daí eles acompanham a ambulância até o local…

    Grande abraço Cardoso! Faltou você dizer se a moça era bonita, se demonstrou algum tipo de gratidão e etc. Isso desperta a curiosidade de seus leitores… XD

  • save the cheerleader, save the world!

  • Desculpe, não resisto a esse clichê:

    – Se você pudesse voltar no passado e não ter salvo a vida de fulano

    (sempre rola essa em filmes catastrofísticos (existe essa palavra?))

  • nunca é Lupus.

  • Aqui no fim do mundo 190 é policia;192 é SAMU.Esta última é menos lerda que a primeira;se você passar mal tem mais chance de ser atendido do que se for assaltado ou similar.Minha filha foi assaltada e a viatura que deveria estar a mais ou menos dois quilômetros,até hoje não chegou porque a policia do maranhão estava policiando o marafolia da familia sarna.Muito bem Cardoso,assim é que se faz.Ah,e pra quem pensa que não existe,Lupus existe,e é grave.

  • Assino embaixo do que a Sarrah escreveu… Fico feliz que existam pessoas assim no mundo.. Parabéns pelo seu ato!!!

  • Dea

    Meu herói! Aliás, herói da moça…

  • Bacana todas as suas atitudes Cardoso. Eu, tenho uma história um pouco mais dramática.

    Uma vez, um entregador bateu com sua moto em uma dessas caçambas de entulho que estava praticamente no meio da rua e iluminação pública era péssima.

    Eu e meu pai ouvimos o barulho e fomos um dos primeiros a chegar no local, o entregador estava no chão, todo quebrado, ele gemia de dor… notamos que o capacete havia subido e estava obstruindo a passagem de ar, tanto pela boca quanto o nariz, ele arregalava os olhos, mas, não conseguia dizer nada. Ele iria morrer por falta de oxigênio, antes que o socorro chegasse. Meu pai, foi para remover cuidadosamente o capacete, mas, como todo brasileiro é um pouco de escritor de novela, treinador… aqueles que estavam ali, não conseguiam enxergar as circunstâncias e impediam meu pai de tentar remover o capacete, eu, tentei conter as pessoas, enquanto meu pai, removeu o capacete. O motoqueiro, respirou aliviado. Todos viram a melhora da situação imediatamente.

  • Desista, Cardoso… Ainda assim voce vai pro inferno!!! Eu tb! HAuHAuHA

  • Muito bem Cardoso! Parabéns.

    Só cuidado para não seguir os passos do House e terminar como ele no começo dessa nova temporada. ;)

    Quanto aos serviços de Emergência: Quando um dia eu e minha namorada chegamos em nosso apartamento e ele estava trancado por dentro, tive que ligar três vezes pro 190 para que uma viatura pudesse chegar no prédio. E olha que eu moro bem no centro.

    Foi tempo o suficiente pro ladrão sair pela varanda e descer até o térreo.

  • L de Souza

    Quanto ao 190, entendam que a Polícia não dispõe de teletransporte, e sobre o "sabatina interminável" imposta ao solicitante, é a única maneira para se realizar a triagem das solicitações. Se voces soubessem a quantidade de falsas comunicações de crimes feitas anonimamente, o que É CRIME, somadas as inúmeras "brincadeirinhas", picardias à lá Bart Simpson. Coisa de brasileiro…

  • Aff

    Aff.

    Post escrito só para inflar o seu ego.

    Fez nada mais do que a sua obrigação como cidadão, e agora ainda fica se achando. "Ui ui, salvei ela de um traumatismo craniano". Você mesmo disse que ela não desmaiou, e que ela era pequena. As chances de um traumatismo craniano são MÍNIMAS.

    Um tweet eu até entenderia, mas um post no blog?

    Ainda quis diagnosticar ela ("simples quadro de pressão alta, até um tumor"), pfu.

    É, pelo jeito sua vida tem muitas aventuras e surpresas para você ficar postando isso aqui como um fato extraordinário.

    Grato.

    • Leticia

      Puxa vida… até me ocorreu sugerir que você enterre a cabeça na parede até sangrar, mas não adiantaria: isso seria tido como obrigação, e meu ato bondoso não levaria nem um "obrigado" em troca.

    • A inveja é uma merda MESMO.

      • Guz

        Já vi 3 capotamentos, dos quais dois eu tive que ajudar a pessoa e tudo. Num deles um celta a 130~140 Km/h derrapou bem na frente do carro da minha família, então, minha mãe que vinha dirigindo foi obrigada por mim a parar o carro, para que eu socorresse a moça. Ela, felizmente não teve nada.

        Uma coisa curiosa é que, para me orientar, utilizei munha câmera (DSC-H9, um modelo antes da sua H50) e meu laptop para identificar algumas placas na redondeza (no raio de uns 5 km) e comunicar a polícia rodoviária. Não, aqui não há telefones de emergência a cada 1km.

        Em outro caso, próximo da minha casa, um cara virou uma pick up a 150Km/h teve ferimentos médios. Enquanto meu pai conversava com o cara eu afastava os curiosos. O Rapaz tinha batido a cabeça e tava meio grog. Chamamos a PM e eles colcoaram o cara numa Hilux e levaram ao hospital.

        Quando meu pai virou o carro dele a uns 60km/h, ele foi socorrido por um pessoal que passava no local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O pessoal fez a parte deles.

        Bom. Nem eu, nem meu pai, nem ninguém escrevemos um texto para nos exibir dizendo que somos os fodas, os bons e os gostosos para inflar nossos egos. fizemos o que nós, Brasileiros deveriamos agir, Dar o exemplo.

        O que você fez, não é um ato de heroísmo, é apenas sua obrigação, e a de qualquer pessoa que tenha o mínimo de bom-senso. Se você quer se achar o cara por causa disso, sinto muito por você, mas você não merece o respeito nem a admiração que eu, e todos os outros que admiram seus textos, temos com sua pessoa.

        Contudo, se este texto tenha sido uma tentativa de abrir o olho das pessoas que passam pelas ruas e preferem ver alguém morrendo do que tentar socorrer, bom, aí a crítica é apenas a forma em que você colocou no texto.

        Sério. Quando eu li teu texto, achei que tinha entrado no HBDDIA por engano.

        • Tem razão. O errado sou eu, da próxima vez vou fazer o que todo mundo faz, puxar a câmera, tirar fotos dos acidentes e postar no rotten.com, desperta menos críticas.

          Que país, que cultura de MERDA onde você não pode dizer "eu fiz uma coisa legal". Aposto que se você tivesse ouvido por terceiras estaria me babando dizendo "cardoso é o máximo".

        • Deixa isso pra lá Cardoso. Essa daí deve ser uma frustrada que não admite que alguém tenha algum motivo para se sentir bem. O que você fez é louvável, sim. A maioria das pessoas está mais preocupada em criticar do que se mexer pra ver se o mundo melhora.

        • Interessante, o Guz diz que não fez um texto no blog dele, que ajudar é obrigação (e depois de ajudar, tem que ficar quietinho), mas no comentário cita várias boas ações dele mesmo, se vangloriando pela bondade no coração, da obrigação moral que ele cumpriu…

          HIPOCRISIA detected!

    • Pior que fala assim e não pinto nem pra se identificar.

      Se for mulher entenda o "não tem pinto" como ofensa de igual impacto moral.

    • mimimi

    • Jack Bauer, não precisa comentar anonimamente.

    • Esse apanhou na escola, depois de ser flagrado enfiando o dedo médio no cu pra depois cheirar. Só isso explica tamanha tabaquice!

    • Hudsonhdn

      Aff?!

      O interessante é que: “É, pelo jeito sua vida tem muitas aventuras e surpresas para você ficar postando isso aqui como um fato extraordinário.”

      É vida badala é a dele que lê o post no blog e ainda tem a bondade de escrever um comentário reclamando. Esse comentário deve ter sido a coisa mais emocionante na vida dele desde que aprendeu a usar a privada sozinho, olha que não muito bem, pq ele(a) continua jogando merda por ai.

  • Rodrigo

    Se fosse o House com aquela perna manca não teria conseguido segurar a moça !

  • Shane Goose

    Não estamos em débito não seu egoísta, pois salvando o mundo tu salvastes a ti mesmo.

    • frantic5100

      Hahahahaha É incível como as pessoas tem tempo de criticar os outros… E o pior, não fazem nem metade do q deveriam fazer como suas obrigações… E pior ainda, não tem o mínimo de senso de humor!!! Cardoso, meu débito com vc, posso pagar em cerveja???

    • Alberto

      "Não estamos em débito não seu egoísta, pois salvando o mundo tu salvastes a ti mesmo."

      Egoísta? Egoísta foi um taxista que vi na televisão uns anos atrás. Um cara passava ao lado de uma lixeira quando uma bomba colocada lá por um marginal explodiu e quase arrancou a mão dele (do cara, não do marginal, infelizmente). Uma outra pessoa que ia passando socorreu e foi pedir ajuda a um taxista que estava parado a poucos metros, pra levar o ferido pro hospital. O taxista saiu do carro, trancou tudo no alarme e disse que não ia porque não queria sujar os bancos do carro com sangue, e deixou o cara agonizando. ISSO é egoísmo, não o que o Cardoso fez.

      E esse negócio de escrever em segunda pessoa ("tu salvastes") é bem típico de pseudo-religioso que acha que tem um conhecimento superior sobre um suposto lado espiritual.

  • Ale

    Hahaha! Na verdade o seu débito com "o mundo" é que diminuiu. Afinal de contas, o "mundo" é que gera seus pageviews, prestigia seus posts e clica nos anúncios do seu blog, certo? Nem por isso "o mundo" é convidado pro Premio Multishow como acompanhante do Cardoso…

    • Caralho, que bando de troll do inferno! Eu acesso os blogs do Cardoso e de outros pois quem mais ganha com isso sou eu. Eu gosto dos textos, mas duvido muito que ele os publicaria se eu fosse o único a ler. Ele ganha com o acesso de todos, não de um só. E pelos acessos de todos eu tenho os textos pra ler. Todos ganham com isso, mas o mérito é do autor. Só vejo problema neste esquema quando o texto é kibado.

      • Eu leio os textos do Cardoso apenas por inveja.

        Ninguém lé os meus.

  • [NightSpy]Rodrigo

    E eu achando que vc só se importava com animais(cães e gatos)…

    Isso ae Cardoso, amor ao próximo, ta aprendendo… ;)

  • Ale merece ser furado por estilhaços de pica até que não exista mais. Mané nem sabe como funcionam DE VERDADE os anúncios e vem falar merda. Volta para o canil seu besta.

  • eduardo

    Isso é ajudar, BOTAR A MAO NA MASSA, e nao ficar so no discurso como muitos tem feito ultimamente, virou modinha até, ou entao ficar rezando e falando asneira como os curiosos que apareceram no caso, parabens pela ATITUDE, coisa tao em falta no brasileiro médio.

    Ah, e pelo menos pra mim provou que so parece egoista no jeitao mesmo, mas na hora que importa sabe se tocar com o problema dos outros e fazer algo, parabens novamente.

  • Alexandre

    Cara, impressionante.

    O cara segue no twitter, lê o Blog…só pra reclamar de um gesto bacana. Já ouvi muita história de gente que precisou de ajuda e não teve. Achei legal. Achei certo.

    Impressionante como tem gente chata nesse mundo.

    Só podia fazer isso não anônimo da próxima vez. Por que ter medo de expor sua opinião ?

  • Hudsonhdn

    Aff?!

    O interessante é que: "É, pelo jeito sua vida tem muitas aventuras e surpresas para você ficar postando isso aqui como um fato extraordinário."

    É vida badala é a dele que lê o post no blog e ainda tem a bondade de escrever um comentário reclamando. Esse comentário deve ter sido a coisa mais emocionante na vida dele desde que aprendeu a usar a privada sozinho, olha que não muito bem, pq ele(a) continua jogando merda por ai.

  • Sorte da moça não cair ao lado de uma salsinha. Cardoso teve seu dia de E24.

    Aqui em SP, o 192 funciona.

  • Fala cara!

    Ainda quero descobrir como vc consegue tanta gente que gosta de te cutucar! Morro de rir com os comentários cara! rsrsrs

    Então sobre esse lance da sensação de "dever cumprido" sei como é, uns meses atrás eu estava esperando o sinal fechar pra atravessar a Av. Antonio Carlos (trabalho aki no centro do Rio) e vinham dois caras pela calçada conversando distraídos. Teve um momento que parecia que dava pra atravessar pq parou de vir carros, e como eles estavam distraídos iam passando ao meu lado sem ver que vinha um ônibus a milhão pra tentar passar o sinal no amarelo. Minha única reação foi dar um grito no ouvido do cara que estava mais próximo de mim "Cuidado!!" e dei um tapão no peito dele, o outro acabou parando também e cara, eu senti o ônibus encostar no meu braço que segurei o cara. Os dois olharam pálidos pra mim e agradeceram, na hora não achei nada demais mas depois fiquei pensando no que o cara falou "você salvou nossas vidas cara!" e me senti como vc deve ter se sentido nesse dia.

    Abs e bora marcar d tomar um chopp aqui no centro qualquer dia desses!

  • Fez certo, mta gente fica desesperada e só piora a situação

  • Ok, agora eu sei porque tu é zuado até a morte no Twitter. PARABÉNS CHAMPZ!

  • Meu dia de house – adorei o título

  • Parabéns, ótima ação e ótimo post =)

  • Bem, o House, antes de ajudar alguém na rua, perguntaria primeiro se haveria algum médico por perto :)

  • Olha, eu acho que se você fosse viciado em Heroes do que em House, você poderia ter salvo o mundo, foi escolher House e acabou só ajudando a não piorar o estado da moça…

  • bel

    puxa, emocionante, vc sempre salvas as pessoas por aí?

    o interessante, é que, pelo menos aqui em SP, vemos pessoas caídas o tempo todo…Pessoas que vivem nas ruas, e eu não vejo ninguém ajudá-las. (nem eu) Mas se alguém bem vestido, ou que fala corretamente cai, todos ajudam…

  • "Só sei que não é lupus" =P

    Adoro o House. E parabéns pela sua atitude!

    Até mais

  • Eu acho que tem gente que só não ajuda por medo. Medo de qualquer coisa: de ser um golpe (a moça estaria caindo de mentira, para o comparsa vir e assaltar o samaritano distraído), medo de não saber o que fazer, medo de se envolver com uma possível drogada, medo de ser acusado de algum crime, medo de ser responsabilizado pela saúde dela até depois do hospital, medo de reprovação alheia.

  • Meus parabéns, Cardoso!

    Felizmente ela pode contar com a sua ajuda.

    Beijos e sucesso!!!

  • Luiz

    "so sei que não é lupus" foi a melhor.

  • Muito legal, parabéns Cardoso.

  • Mariana

    É gente assim que a gente quer encontrar na rua quando passa mal… Tenho pressão baixa, as vezes, e inúmeras vezes senti aquela sensação típica de quase desmaio… E aí fico olhando em volta, desesperada, com medo de quem por ali iria me ajudar e quem iria roubar minha bolsa. É horrível pensar assim, mas dá medo, mesmo! Geralmente é isso que faz minha sensação ruim passar!

    E cara pessoa que fez esse comentário inútil: sua vida deve ser super movimentada e animada, hein? Leu, e ainda perdeu tempo comentando pra falar mal… Ponto alto do seu dia!
    O importante nessas coisas é que a gente acaba se sentindo bem por ter feito, e pronto. Ninguém tem nada com isso.

  • Sorte mesmo ter alguém disposto a ajudá-la no momento. Quando eu desmaiei no ponto de onibus o cara estava conversando comigo, bem próximo e não fez um movimento pra me segurar… Sorte que só fiquei com um belo galo na testa…