Rio2016 da Olympikus – Eu já sabia mas não tive idéia melhor

Penn Jilette e Teller são dois mágicos muito populares nos Estados Unidos e apresentadores/criadores do excelente programa Bullshit! onde desmascaram charlatanismo, papagaiadas de nova era, criacionistas, teóricos da conspiração e outros temas.

Embora Penn seja abertamente ateu é céptico, seu ganha-pão é mágica, ilusionismo. Não há problema, ele em momento algum diz ter poderes especiais, e sua platéia é (ou espera-se) inteligente o bastante para saber que tudo ali é um truque, que a bala não foi realmente parada com os dentes por seu parceiro, que o David Copperfield não atravessou realmente um muro de tijolos e que a dona boa não está realmente flutuando no ar.

Então, qual a graça, perguntam os cépticos chatos.

A graça é saber que é um truque e mesmo assim ser enganado, bolas.

Por isso eu gostei quando recebi no Porto Cai na Rede o kit da Olympikus. Entre outros brindes veio uma carta, com firma reconhecida em cartório dizendo “EU JÁ SABIA”, falando das maravilhas do Rio e como tinham certeza de que a cidade seria escolhida para as Olimpíadas de 2016. Datada de antes da escolha oficial.

A caixa foi entregue minutos após a confirmação e o efeito foi muito, muito bom. Foi uma peça de ilusionismo, claro. Ninguém sabia de nada e se o Rio não fosse escolhido a carta seria outra OU o kit sequer seria entregue. Mas… e daí?

Saber como a mágica é feita não a torna menos interessante, é preciso apreciar o conjunto.

No caso o diferencial foi o timing. Foi feita uma ação de Emboscada, direcionada a vários blogueiros do Porto Cai na Rede e cronometrada para coincidir com o momento em que as notícias da escolha da cidade sede começassem a correr no almoço.

Ao abrir o kit e nos depararmos com o conteúdo, além da carta veio um Pendrive Kingston bonitão, com os press releases, fotos, vídeo personalizado, etc e uma camisa só minha:

Para coroar o kit e dar ar de “coisa séria”  veio junto nada menos que um Agasalho Oficial da Delegação Olímpica:

Gostou? É, eu também. O negócio é lindo, e caro pacas. Ah, antes que alguém pergunte minha modalidade, é Decathlon, nas categorias 8 e 16 bits.

A ação teve porém um porém: causou um certo mal-estar entre os blogueiros, ao premiar alguns escolhidos, em detrimento de todos os outros presentes.

Confesso que não vi comentários sobre isso vindo diretamente dos atingidos, vi sim gente preocupada que tal mal-estar poderia ser gerado. Também vi um descontentamento pela ação ter sido feita sem consulta aos organizadores do Porto Cai na Rede.

Sou favorável a ações anarco-publicitárias, mas distribuição de kits não é algo que considere “guerrilha”  ou “emboscada”. Um pedido formal cairia bem.

Quanto ao descontentamento, confesso que não me preocupo muito com isso. Blogs ganham brindes o tempo todo. Alguns mais, outros menos e raramente todo mundo ganha a mesma coisa. Se for me preocupar com o que o Digital Drops, o Treta ou o BQEG ganharam, não vou dormir. Pombas, o Brogui ganhou uma Luiza Gomes e eu não reclamei… (os brindes da Capricho são insuperáveis)

Foi sugerido que os kits fossem colocados nos quartos dos blogueiros, para minimizar o “desconforto”. Acho besteira. Iríamos comentar no dia seguinte, as pessoas ficariam sabendo e se for pra rolar #mimimi, rolará. Tendo o kit sido entregue na presença de todos ou não.

O único meio de evitar o “climão”  (que eu não vi acontecer) seria entregar beeem depois, na casa de cada um, o que mataria a graça da ação.

A Agência Boca pensou em todas essas ramificações? Provavelmente não. Teria prosseguido com o plano caso tivesse previsto a reação desfavorável da parte de alguns blogs? Também provavelmente não.

Eu teria.

É impossível agradar todo mundo, não dá para trabalhar uma ação com blogs baseando-se no que vai achar quem não for contemplado. Fosse por isso não haveria mais pesquisa eleitoral e o IBOPE teria fechado. TODA pesquisa é desqualificada por N-1 candidatos, onde N é o número total de candidatos, o -1 é o sujeito que ficou bem-cotado na tal pesquisa.

É válido invadir a ação de outra agência, para promover seu cliente?

Eu acho que é. Do contrário estamos criando limites no Marketing de Emboscada. Estamos dizendo que nossas “coleguinhas” são mais importantes que as empresas que invadimos em nossas ações. Só que para invadir uma ação e não angariar a ira dos publicitários presentes você tem que ser muito, muito bom.

Sua invasão tem que gerar interesse, admiração e curiosidade. Duvido que alguém fosse reclamar se o Sunga Boy do 7Splashs caísse de para-quedas (literalmente) e distribuísse chiclete ou cerveja ou -sei lá, sungas- para os presentes.

A Boca cometeu dois erros: 1 – não chegou com uma ação UAU! o suficiente para garantir imunidade diplomática via consagração popular e 2 – não conversou com os organizadores antes de distribuir os brindes.

Deve ser crucificada por isso? Sinceramente acho que não. O Evento Principal não ficou prejudicado.

TODOS os blogueiros foram muito bem-tratados, não houve nenhum tipo de discriminação baseada em pagerank, meritocracia informal, etc (exceto o fato de terem me hospedado no Nannai, mas não é discriminação, é Justiça).

Não creio que a imagem do evento tenha ficado manchada por causa do kit da Olympikus. Em verdade acho que até a Olympikus saiu bem na fita.

Fica a lição: Na dúvida tente agregar, não sequestrar. Não é porque algo é combinado e acertado que deixa de ter graça. Avise antes de invadir. Assim mesmo que alguns convidados fiquem incomodados, os donos da casa te receberão de braços abertos. Pode perguntar aos franceses na Normandia.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Cardoso, a pergunta que não quer calar: o agasalho coube?

    Não que você esteja gordo, mas sabe como é… eles podem ter errado o número. Ou pode ser que acertaram nisso também.

  • Fábio

    OOOOw! vocês vivem de jabá é?

    Abraços

    Fábio F.

    • bdebigode

      Sim, e quem não vive?

  • Cinthya Chianca

    Daqui a pouco começa a seção invejinha … Invejinha!!!

    O agasalho é lindo!!!

  • PG

    Foda-se o agasalho. Eu nunca vou usar uma merda dessas no Piauí. Eu tou com invejinha é da hospedagem no Nannai com tudo pago.

  • Descharth

    A ação da Boca foi no seu geral, boa, embora como você disse poderia ter sido melhor planejada para atingir a todos.

    Quem recebeu irá falar sobre o mimo, mas quem não o recebeu ou falará mal, ou não falará, apenas para não parecer invejoso. Se contavam com um "fale mal mas fale de mim…" o que não creio, provavelmente não terão sucesso.

    pergunta que não quer calar:

    Cardoso o que você faria se não recebesse o brinde e ficasse só olhando os outros blogueiros exibindo orgulhosos os seus agasalhos?

    Ser excluido é ruim, muito ruim. O Adsense mandou para seus editores, via email uma pesquisa para medir o grau de satisfação do pessoal com o Adsense. Alguns desses editores receberam ou irão receber uma camisa por terem completado a pesquisa, outros não. Sou um dos que não irá receber nada. Chato pacas, não? Não ganho horrores com o adsense, mas também não fico contando meses para receber. Se eu soubesse dessa parada da camisa, certamente não teria preenchido o formulário de pesquisa.

    • O Google adora mandar brindes pra galera do AdSense, mas como não gostam de mim, nunca recebi nada. Isso não me impediu de responder a pesquisa.

      Como eu disse no texto, um monte de blogs ganha coisas o tempo todo. Nem tudo vai pra todo mundo. Ou se tem maturidade pra encarar isso, ou é hora de pedir pra sair.

  • O agasalho é bonitão mesmo! Se houve um critério justo, como os dez blogueiros – não era bloguista? haha – com maior pagerank por exemplo, para a distribuição dos brindes, não vejo nada demais.

  • Simplismente perfeito está jogada de marketing, tudo dentro do prazo,tudo dentro dos eixos… E não só entre ações como esta mais em todos os lugares sempre vai haver mimi, o povão gosta de falar de críticar e tudo mais… E falando nisto o agasalho e lindão heim… um dia ganho um deste, um dia!! se não morrer antes. Bom texto

  • Essa coisa de pegar carona nas ações alheias é virou coisa típica das agências de publicidade, felizes os beneficiados….

    PS: Se o agasalho não servir gentileza sortear no twitter.

  • Também acho que não tem nada demais na ação da Boca, tanto que também não vi reclamação de nenhum blogueiro que estava presente e não recebeu o kit.

    Acredito que a única falha foi de não entrar em contato com a organização do Porto Cai na Rede.

    Obs: se o agasalho não lhe servir, manda pra mim :P

    Abraço

  • [mimimi]

    Eu gastei R$ 400 no agasalho e vocês GANHARAM?

    Panelinha! PANELINHA!

    [/mimimi]

    Well, agora falando sério.

    Como eu disse ao cidadão Ian Black, só fiquei um pouco preocupado com um possível mal-estar (que felizmente não ocorreu) porque VI alguns blogueiros escondendo suas caixas embaixo da mesa, constrangidos. Certamente você entende que, como produção, uma cena dessas nos deixou um pouco grilados, mas enfim.

    Apenas uma falta de tato da Boca. No big deal. Que fique o aprendizado.

    • Buchecha, engraçado… pelo que todos falaram, inclusive a ORGANIZAÇÃO do #portocainarede, rolou SIM um TERRÍVEL e GENERALIZADO constragimento por parte dos que receberam o kit.

      É bom saber que, na verdade, vcs só ACHARAM que isso aconteceu :)

      • Confesso que não vi. O único com cara de contrariado por não ter levado o kit foi o Kibe…

  • Eu não recebi o kit, vi outros blogueiros recebendo e achei muito, muito bacana. O agasalho é lindo e o registro em cartório foi uma ótima sacada. Essa história de sentir-se excluído é coisa de gente carente e/ou egocêntrica.

    Agora, foi o fim da picada não terem pedido autorização ao Eden e demais organizadores do #portocainarede. Deselegante e, na minha opinião, antiético.