A Primeira Pós em Marketing Digital a gente nunca esquece


Soube de uma professora universitária que se orgulhava de ler 5 jornais por dia, e achava que a Internet era um brinquedo, não servia para dar notícias e que ela era muito mais bem-informada do que os alunos que ficavam o dia inteiro em seus PDAs e Smartphones.

Os privilegiados com cérebro e personalidade devem ter ignorado a besteira (e com sorte todas as aulas dela), mas e os alunos mais influenciáveis, que entendem Argumento de Autoridade como fato?

Esses se formam para viver de antolhos, como um “especialista” em mídias sociais que náo aceitou a notícia da demissão de um técnico de futebol postada de madrugada no Twitter E no Blog do técnico. O “especialista” afirmava que só poderia publicar com confirmação de 3 fontes reais, que blog e Twitter “não eram fontes”. Resultado? TODOS os veículos publicaram a notícia durante a madrugada, o “especialista” ficou chupando dedo e todo mundo riu dele.

Esse especialista é fruto do sistema de ensino atual, onde gente que nunca ouviu falar da Realidade doutrina alunos com uma visão de mundo que, na melhor das hipóteses, era correta 30 anos atrás.

Como evitar de se tornar esse tipo de “especialista”? Há dois meios: Um é você ter mais de 30 anos, não ser burro e observar o mundo à sua volta, tendo certeza de que não há certezas. A outra, é estudando nos lugares certos.

Quando a Impacta me chamou para fazer este texto, vendendo o peixe deles fui dar uma olhada nos cursos, pra ver se não estava vendendo peixe por lebre, ou algo assim. Uma pós em Marketing Digital é algo sério, é um investimento de tempo em uma época onde tempo é nosso bem mais valioso.

Eu gostei do que vi.

Pra começar o curso em si já em um case, e nem digo por ser a única Pós em Marketing Digital de Sáo Paulo. Vai além. A primeira turma foi toda montada através de açóes em redes sociais. Cases aliás são bem usados no curso, o objetivo é “misturar o acadêmico com a realidade de mercado˜. Faz sentido. Os dois lados se completam, do contrário a Realidade tende a discordar dos professores, que por sua vez acusam a Realidade de estar errada.

Dica: Não está. Errados estão os alunos recém-formados que chegam nas agências cantando regra e não entendendo que professores que consideram Fogo uma tecnologia ainda não-provada não formam profissionais atualizados.

Uma pós em Marketing Digital não vai te ensinar a ser um Digerati, mas vai te ensinar o quê é um. Vai ensinar a evitar as principais roubadas e vai dar a base equivalente a alguns bons anos de experiência.

O curso tem inclusive um podcast, o excelentemente batizado www.futurecast.com.br, que tende a se tornar um dos bons podcasts sobre Marketing Digital, ainda mais com convidados de peso como o que está por vir ;)

O modelo é presencial, não é esqueminha pra comprar diploma. Você vai participar além das aulas, de palestras com profissionais de Mercado, onde poderá confrontar o que aprendeu com a tal Realidade, e conferir se estão batendo.

Fora isso o curso tem presença no Twitter e blog para interação entre alunos e professores.

É um investimento que vale ser feito, ainda mais com promoções como sorteio de 50% de desconto no curso, para participar basta se tornar amigo do curso no Facebook.

Eu recomendo, pode ser a diferença entre você ser o estagiário que xinga muito no Twitter e ser o marketeiro novato que tem bagagem e agilidade pra reconhecer uma oportunidade como o case da Oakley e os mineiros chilenos.

E como último argumento, sem rodeios, na Impacta dá pra usar mini-saia.

Links Úteis:


O texto acima é um publieditorial. Para descobrir como anunciar neste blog baixe o Media Kit. Para protestar contra publicidade em blogs clique no form de contato e enviarei detalhes de como você pode pagar minhas contas.

O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Rafael

    Dá pra expandir esse tipo de análise para outras carreiras, como a engenharia, onde alunos muitas vezes só calculam dados usando modelos ideais e não os reais pois os professores não querem se dar ao trabalho de se atualizar, depois, quando chegam para projetar uma plataforma, um navio, um prédio… não entendem o porque deles cairem

    • É a falta do que um amigo meu chama de Fator de Encagaçamento.

    • Lucas

      Você faz engenharia?

      Se fizesse saberia o quão absurdamente complexo e caro é montar um modelo que seja extremamente fiel à realidade. Isso quando esses modelos existe, claro.

      É muita ignorância associar falhas estruturais simplesmente à utilização de modelos ineficientes.

      Se tudo se resumesse a meros modelos qualquer criança projetaria um prédio…

      É brincadeira mesmo!

  • Gostei muito do post, mesmo sem planos de fazer uma pós em Marketing, achei toda informação construtiva e atraente mesmo para os que não cogitam o assunto.

    É complicado o mercado uma vez que normalmente você acaba indo trabalhar para alguém que, assim como seu professor, acha que essas coisas não funcionam, alguém que "sabe" de tudo e acaba matando o profíssional.

    Claro, é problema de cada um ver qual navio esta afundando e não ficar nele.

    Meus parabéns pelo post.

    E.

  • E aí Cardoso, tudo bem?

    Lí o seu publieditorial e achei muito legal sua iniciativa de cheirar o peixe antes de vender. Mostra ética e respeito com seu público.

    E daí me surgiu uma indagação: Você já recebeu uma proposta para propagandear algum produto e se negou, após verificar que esse produto não merecia o Cardoso Seal of Approval?

    Se sim, acha que seria ético fazer um post detonando o produto e debochando da tentativa de vinculá-lo ao seu nome, ou nesse caso é melhor calar?

    Abraços.

  • Pessoal.

    A Pós da FIT – e falo como professor – tem a preocupação em atualizar os alunos, por isso, constantemente estamos nos atualizando. A grande maioria dos professores são profissionais de mercado e se não nos atualizarmos, morremos!

    Como poderemos propor inovação as marcas que trabalhamos, se nós mesmo não sabemos o que é inovar? Por isso, estudamos diariamente sobre assuntos do mercado, além disso, nós queremos a participação dos alunos para que a aula seja mais produtiva. Vivemos na era da Web 2.0, da colaboração entre pessoas, é assim que levamos o curso, com a participação dos alunos, tanto que eles escrevem no Blog, postam coisas no Twitter e participarão dos próximos PodCasts.

    Aproveito o espaço para em nome dos professores agradecer muito o apoio e as palavras do Cardoso nessa ação e me coloco a disposição para eventuais dúvidas com relação a pós.

    Felipe Morais
    @plannerfelipe

  • O Brasil hoje vive uma quebra de paradigma: vimos de uma cultura academicista, onde o bacharel é o cara que sabe de tudo e tá mudando, já se vê que o bacharel não sabe muito mais do que aquilo que estuda, e não necessariamente sabe aplicar aquele conhecimento em algo prático. Vejo claramente 2 rumos, que não necessariamente se excluem: um é o acadêmico que lida com as grandes questões, teorias e tal, e outro é o prático, ou do mercado, mercadológico, sei lá, onde a pessoa estuda para ser um técnico, fazer melhor do que ninguém aquilo a que se propõem. O próprio fato de chamar alguém de "técnico" ofende pelo fato de virmos de uma cultura academicista onde o bacharel é o "crème de la crème" e o resto é resto. Portanto, o que acontece muito é fulano querer ser um técnico mas estudar para ser um acadêmico, aí é que o trem descarrila, pois quando parte pro mundo real, se ferra.

  • Pingback: Tweets that mention A Primeira Pós em Marketing Digital a gente nunca esquece -- Topsy.com()

  • Dany Lederman

    Nem me fale…

  • Zé Fél

    Muito bom.

    Valeu cada centavo, diria o anunciante.

    Abraços.

  • Parabéns pelo post, Cardoso.

    Bem explicado.

    Gostei.

  • Bem, eu já faço uma pós voltada às estratégias digitais, mas fico muito satisfeita em ver que estão surgindo no mercado novas opções para quem quer se aprofundar na área. Com todo o boom da web e das Mídias Sociais, eu acho inadmissível que apenas Senac, USP e FAAP (talvez eu tenha me esquecido de alguma, mas quando procurei uma especialização só encontrei nessas faculdades) ofereçam cursos de pós-graduação na área. Parabéns à Impacta pela iniciativa e pela ação, pois se chegaram a este blog e a este blogueiro, sinal que quem está por trás do curso entende da coisa.

  • Scorpian Vivi

    Cara, desculpa colocar isso aqui, não tem nada a ver com a sua postagem, mas é só pra vc ver por qual caminho as coisas vão indo: sobre toda a discussão se Monteiro Lobato é/era racista ou não, fiquei sabendo que até o Atirei o pau no gato ja foi modificado e esta sendo cantado assim em algumas escolas:

    "não atire o pau no gatototo, pq isso so so, não se faz faz, o gatinho nho nho é nosso amigo go go, não devemos maltratar os animais, miau!"

    Isso não é brincadeira. Foi uma amiga minha que é professora de geografia que me falou.

    A pau-no-cuzisse ta ficando demais, meu!!!

  • Post ótimo como sempre

  • Podem me chamar de Bairrista, mas aqui em Porto Alegre há pós graduação em marketing digital há no mínimo uns dois anos na ESPM, sei que tem uma ai em SP, a daí não oferta este curso tbm??

  • Muito bom conteudo, gostei muito pelo desempenho do editor

  • Fiz o primeiro curso que existiu no Brasil presencial + web na Universidade S Francisco de Itatiba – era mto bom, pena que descontinuaram. Gosto muito do seu blog; os posts são sempre interessantes e motivam à leitura. Continue com o excelente trabalho. Vivian FLORES

  • Rubão

    O cardoso abandonou o blog?

    10 dias sem postar…

    E aí cardoso?

  • Eu adoro acompanhar esse blog, porque até quando faz jaba, é bem feito.

    Eu dei uma olhada no curso e parece ser muito interessante mesmo. Esta de parabens, como sempre

    Marcelo Souza

    Chocolate Essência

  • Viviane

    Pessoal, se eu fizer a pós em marketing digital, qual emprego devo procurar? Sou Web Designer, estudo Direito (quero largar pra fazer tal pós)… o que serei profissionalmente?? Um analista?? Estou super perdida