Advogada loira, gata com peitos grandes? Aqui mesmo. chip chip Google, bom menino, isca isca…

Hoje a Internet está pegando fogo com o caso da Visou, uma lojinha online que embarcou com tudo na onda da Gina Indelicada, e tratou uma cliente como lixo. Aliás, nem como lixo, eu não xingo me lixo. Vejam a resposta dada à jornalista Nina Gazire, que reclamava de uma encomenda não-entregue:

 

visou

A loja já fez das suas antes. Júlia Bondan, estudante, comprou, esperou 3 meses, não recebeu e em Julho perguntou “qual é”. Cancelaram e extornaram o pagamento, com descontos, sendo que não era o que ela queria. Júlia ameaçou cobrar seus direitos na Justiça. A resposta do psicopata responsável foi:

“Espero que seja uma advogada loira, gata e com peitos grandes”

 

advogata

Visto que todo mundo está batendo na Visou, e o funcionário em questão já publicou um pedido de desculpas que foi descaradamente kibado de outro site (3o resultado do Google para “retratação pública”) só nos resta ir ao que interessa: A tal Advogada, gata, loira de peitos grandes. Isso existe?

CLARO QUE EXISTE! É a Corri Fetman! Uma advogada, gata (ok, MILF) de peitos grandes:

corri

Ela gerou bastante polêmica com sua campanha “A vida é curta, divorcie-se”. Pelo outdoor, percebe-se o motivo:

corri2

Brincadeiras à parte, é uma ex-coelhinha da Playboy que tem um escritório de advocacia e projeção nacional na mídia. Foi muito além do que pode-se esperar de –nem digo panicats- mas “especialistas de mídia social” que mandam clientes “procurar macho”.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias.

Prestigie essa liberdade, faça uma doação, ou melhor ainda, assine meu crowdfunding, torne-se um colaborador mensal e ajude a combater a mediocridade! Cada centavo diminui a chance de você me ver em uma banheira de Nutella!

Leia Também:

9 Comments

  1. Pode ser só impressão minha, mas axei q vc divagou um pouco no final do texto e mudou de assunto.

  2. Isso me lembrou até um episódio de Simpsons, que começa de um jeito e termina de outro completamente nada a ver com o início… hahaha, mas que sem noção essa "loja" aí do início, heim?

  3. Isso lembra um caso, acho que foi de uma lavanderia, mas divago… Só espero que não se torne rotina isso de tratar cliente como bosta.

  4. Eu vejo um comentário feito dessa forma descabida para um cliente, seja ele quem for ou o que comprou e penso que deve ser feito de sacanagem por uma pessoa que acessou a conta indevidamente, pois não é possível esse tipo de postura amadora e ridícula.

  5. Isso que dá colocar o sobrinho pra fazer coisa séria…

  6. Não sei o que foi mais engraçado: a jornalista (diminuitivo de blogueiro) tentando dar carteirada em pleno século 21 ou o maniqueísmo adolescente do funçonaro* da Visou.

    Discordou de mim? É comunista, mandem pra fogueira.

  7. “A resposta do psicopata responsável”

    Também pensei isso.

  8. Concordo que a atitude do representante da loja foi ridícula. E é óbvio que a qualquer empresa tem responsabilidade civil sobre os atos de seus funcionários. Se isso é justo ou não ela que questione a justiça, não a lei.

    Mas é também absolutamente ridícula a atitude infantil e prepotente da consumidora ao exigir um melhor atendimento (algo a que todos tem direito) se valendo da posição de "jornalista", "que tem mestrado", "que é professora universitária" e que "escreve em duas das maiores revistas de circulação do país". E que não é "emo" nem "mimadinha"…

    Boa merda!

Comments are closed