Status sobre o Patreon do Contraditorium

Nos primórdios da Internet alguns blogs tinham links de doação, o que era um absurdo. COMO ASSIM alguém pagaria por conteúdo na Internet, ainda mais conteúdo gratuito? Nos primórdios do MeioBit teve leitor reclamando de anúncios dizendo que a gente deveria veicular publicidade só até cobrir os custos de servidor, e pronto. O resto era trabalho voluntário.

Hoje as pessoas continuam achando (corretamente) um absurdo pagar para acessar portais milionários, mas entendem que o conteúdo diferenciado e independente que gostam precisa de ajuda, senão a gente vai criar coelho em Araras.

Um dos métodos mais populares são as plataformas de crowdfunding, onde você permite que a pessoa agende uma doação mensal, que pode ser qualquer valor irrisório, e colabore com o blog, vlog ou twitter que ela goste de acompanhar.

Eu nunca fui tão cobrado.

Já tomei esporro de gente muito mais séria e comprometida do que eu reclamando que não tenho um perfil num Patreon ou em um Padrim.

Gostaria muito de anunciar que agora isso mudou, mas como sempre estou enrolado e acabei preparando mais um texto pro Contraditorium ao invés de fazer o material de divulgação das campanhas. Confesso, me deu branco, me enrolei na hora de vender o meu peixe. O que é ridículo, meu primeiro emprego de verdade foi como redator, fazendo campanhas com orçamentos inexistentes. Quando o cliente só tinha verba para spots de TV de 15s eu tive a idéia de usar o Enéas, e foi um sucesso. Agora, pra mim, deu branco.

Em termos politicamente corretos “deu branco” pode. Felizmente posso alegar homofobia se chamaram de “pura viadagem” da minha parte. OK, EU acho que é pura viadagem da minha parte mas o Tumblr ensinou que posso usar a carta da homofobia internalizada.

Então, temos um acordo. Eu adio o Patreon mais um dia e amanhã temos texto fresquinho no Contraditorium, daqueles que fazem pensar, incomodam e fazem você reclamar “pq esse puto não tem um jeito de receber R$10,00 que seja todo mês só pra garantir mais textos assim?”

 

 


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Ah sim, se você tiver Bitcoins sobrando, também estou aceitando!

 

Leia Também:

  • Celso F. Trucolo

    Por falar nisso, o botão de doações sumiu. Só vai ter o Patreon agora?

    • JuNioR

      O botão de doação está no site dos ebooks do Cardoso. Vai lá, eu já comprei os livros gratuitos e fiz minha doação!

      • Celso F. Trucolo

        Certo, eu fiz a minha em 24/01, quando ainda estava nos textos.

  • Carlos Ramalhete

    Tem tbm o http://apoia.se , que topa boletos. É por aí o caminho, mesmo. mais ainda pq um terrinha em Araras está pela hora da morte.

  • Antonio Carlos da Graça Mota D

    Aaafff…. Desculpas… Desculpas…
    Qualquer dias desses, que tiver passando pelo podrão na praia da bica, vou ter deixar um Gin Tônica pago em um certo bar….

    ;)

  • Helivander

    Estamos aguardando de carteiras abertas.

  • kenji

    Se eu não me sentir culpado após ler o texto amanhã, me sentirei enganado.
    (apesar de ter desativado o adblock logo no primeiro parágrafo… eu tenho medo!)

  • azardo
  • FilipiVC

    cara, eu realmente tenho gostado muito dos seus textos. a pergunta é, como receber com o menos custo operacional. no caso me parece que padrim é o melhor. então esperando para doar e receber mais textos de alto nível.

  • Vinicius Zucareli

    Cardoso, vou atrapalhar esses comentários com um off topic de leve.

    Eu acompanho você faz tempo e inclusive comprei o seu Buraco grátis, mas ultimamente gostaria de lhe fazer uma crítica.

    Eu sei que você odeia o Trump. Aliás, quase todo mundo odeia, porque por um lado ele atropela o politicamente correto da esquerda e do outro ele é protecionista, isolacionista e centralizador estado grande, ganhando antipatia dos liberais e conservadores.

    Porém, ultimamente, você está se deixando levar e postando notícias falsas da CNN, Washington Post e outros como sendo verdades. Tudo bem que bater no Trump é legal, todo mundo gosta um pouco.

    Porém acho que o compromisso com a verdade e a seriedade é mais importante que lacrar o Trump.

    Com esse intuito, venho lhe fazer uma crítica sobre um dos seus últimos posts do meiobit: http://meiobit.com/359736/rogue-twistance-presidente-donald-trump-tenta-censurar-agencias-cientificas-federais-na-internet/

    Neste post você ignora a sua própria fonte, que faz manipulação e sensacionalismo, mas pelo menos diz que é a política padrão de TODOS os presidentes (inclusive do Obama) e que não tem nada demais e nem deveria ser notícia.

    Aqui está bem explicando as coisas: http://www.dailywire.com/news/12875/more-fake-news-media-reported-trump-gagged-federal-ben-shapiro

    Inclusive o dailywire, antes você queira falar que é site de alt-right e coxinha reacionário, é do Ben Shapiro, conhecido por ser NeverTrump até hoje.

    Essa é uma crítica séria sobre o que eu considero uma pisada de bola e gostaria que você encarasse ela dessa maneira, como uma crítica construtiva para que não caia novamente na ânsia de produzir um texto que nega fatos, somente confirma suas próprias idéias e aumenta a histeria coletiva somente porque você não gosta da pessoa.

    O Trump vai fazer cagadas o suficiente pra gente poder apontar as merdas de verdade, ao invés de fazer histeria por nada.