Dããã is Beautiful

Estava no metrô. Um barulho chato, como crianças falando alto incomodava alguns passageiros. Pedi a proteção de meu guardião, São Herodes, e virei para usar meu olhar carcinogênico (tm Terence & Phillip) mas quando vi era só um casalzinho de adolescentes. Já relaxei. Sou muito mais condescentente com adolescentes do que com crianças.

Os dois, ele talvez 16, ela uns 15, 14 anos trocavam brincadeiras inocentes. Implicância mesmo, coisa de puxar cabelo, nada demais. Só que havia uma aura de pureza diferente.

Notem PUREZA, não castidade. Conheço uma deusa na cama que sorri de forma angelical, mesmo segundos depois de uma performance que faria a Jena Jameson procurar um curso de reciclagem. Era uma alegria sincera como há muito eu não vejo. (muito coloquem uns 40 dias, mas ando enferrujado).

Ao passarem por mim, notei um certo desvio na expressão corporal deles, um desdém (também inocente) por todos que haviam em volta. Esse tipo de postura só se encontra em pessoas extremamente arrogantes ou crianças muito novas. Fora isso, todos estão sempre atrás de aceitação popular.

Não era o caso, e o mistério continuaria se eles não estivessem usando camisetas de uma escola para crianças especiais.

Pude deduzir que ambos tinham um pequeno grau de retardo mental, nada com sequ

Leia Também:

  • Insano

    Yep. Meus parabéns pelo tempo que você se concedeu, e em apreciar algo mais que simplesmente o que está a sua frente.

  • Estranho é o fato desse artigo só ter dois comentários!

  • Complexo demais, o povão não consegue pescar essas coisas mais sutis.

  • marco

    idiiiiiiiota

    te maaaaata imbecil :x

    by

  • Akii

    Ameeeeeeiiiiii ♥

  • Realmente a observação foi ótima.