Resenha: Blogging Heroes

Acabei de ler Blogging Heroes. Não me trouxe absolutamente nada de novo, não me acrescentou um pingo de informação mas foi a leitura mais gratificante de minha vida de blogueiro. Explica essa, Mr M.

OK, já que o Mestre de Todos os Sortilégios não vai explicar, explico eu:

Blogging Heroes, de Michael A. Banks
Editora Digerati 320 páginas
R$31,90 no Submarino

é uma compilação de entrevistas com megablogueiros, só topo de linha, gente que junta dá quase meio Interney.

Nas entrevistas blogueiros da Wired, Gizmodo, Engadget, BoingBoing, Ars Technica, o Scobble e gente de vários outros blogs falam sobre suas atividades, suas crenças, suas experiências.

Podemos ver os pontos em comum e as divergências entre eles. Há blogueiros que defendem ardentemente o ato de comentar em blogs de terceiros. Outros não o fazem por tempo ou questões contratuais.

O livro foi trivial para mim, por um lado, ao mostrar tanta gente falando coisas que defendo e/ou pratico. As dicas de como divulgar o Blog, as dicas de nunca fazer Spam de comentários são óbvias. Eu as sigo desde sempre.

Por outro lado foi muito gratificante ver que estou fazendo a coisa certa. Foi ótimo ler tanta gente aconselhando o que faço e aconselho. Em uma área onde todos começamos autodidatas, ter a legitimização  de seus pares é essencial. No mínimo se erramos, erramos juntos.

Um blogueiro experiente vai se beneficiar do livro? Sinceramente não. No máximo o Tabet, há muita ênfase em ser original e não copiar trabalho alheio. Já um blogueiro iniciante deveria ler Blogging Heroes como uma bíblia.

Agora, o pulo do gato: não são as lições repetidas o mais importante. O essencial, passado nas entrevistas é que há várias formas de blogar. Não há uma fórmula única não há um formato, um horário, um tema.

É possível um Blog de sucesso em qualquer nicho, desde que você o conheça bem e goste dele.

Outra lição importante: não vire escravo de SEO. Ninguém entra num Blog por causa do SEO. Pessoas querem conteúdo. Nas palavras de Eric T, do Internet Duct Tape:

“Se você conseguir fazer com que outras pessoas se interessem por aquilo que você escreve, então as ferramentas de busca irão segui-lo”


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • "…No máximo o Tabet, há muita ênfase em ser original e não copiar trabalho alheio."

    Jesus, Mary, The Jew! Ri alto agora.

    Comprarei. Junto com a camisa do Cheldon.

    P.S.: Estou me acostumando com o layout novo.

    <abbr>Fernando – último post do blog… Denial</abbr>

  • lindoya

    Olá, Cardoso,

    Com esse novo layout, os Archives ficaram destacados, e percebi que esse blog completou quatro anos há alguns dias.

    Parabéns, e votos para que muitos outros quadriênios venham.

    Nesses últimos anos que acompanho blogs, vi muitos que surgiram, prometiam, ganharam fôlego (techbits, blosque, brpoint, etc) e hoje estão abandonados; está cada dia mais difícil encontrar coisas interessantes para se ler.

    O que você acha disso?

  • DP

    Comprado! Ótima resenha e ótimo o novo layout.

    <abbr>DP – último post do blog… Esperamos novidades da Samsung na próxima semana</abbr>

  • Comprei o livro também, logo após ter lido SEO, otimização para sites do WebPaulo. Concordo que muitas das dicas são óbvias. No meu ponto de vista o que valem são as dicas mais "pessoais" dos entrevistados, como a do Dave Taylor logo no primeiro capítulo, defendendo que o estilo de cada blogueiro, o jeito de expor as opiniões vem com o tempo, com a prática. E em tempos de miguxes, é válido também prestar atenção nas palavras utilizadas, etc etc..

    Ótima resenha.

    Abraço

    <abbr>Felipe Ranieri – último post do blog… Popularidade conta para caracterizar plágio</abbr>

  • Que os blogueiros que foram entrevistados no livro são pop isso é fato, achei esquisito o livro não ter uma capa impressa, shuauhsa eu publiquei um jogo que fiz em C para jogar Pedra, Papel, Tesoura, Lagarto e Spock ;]

    <abbr>Viana – último post do blog… Salário Mínimo Brasileiro</abbr>

  • Pingback: Fique por dentro Heroes » Blog Archive » Resenha: Blogging Heroes | Contraditorium()

  • Fiquei sabendo do livro aqui, comprei e gostei bastante. A tradução que é sofrível, né? Antes tivesse comprado na Amazon. Essa diversidade é o mais legal, cada um faz do seu jeito.

  • Pingback: BLOGGING HEROES | Minha Padaria()