Espionagem no Lula dos outros é refresco…

Carteira-da-ABIN-falsa

Mesmo fingindo que ninguém do Governo e da Imprensa brasileira jamais tenha assistido um thriller político, um James Bond, um Austin Powers, mesmo que nunca tenham lido um Clancy, Le Carré, Forsyth, Greene e tantos outros, MESMO que ninguém tenha estudado 5min de História, ainda assim não consigo acreditar que a indignação pública com as histórias de espionagem dos EUA seja verdadeira.

Já vieram me cobrar textos sobre isso, mas a verdade é que iria e vou decepcionar muita gente, pois pra mim é business as usual, países espionando países remontam a uma tradição bem antiga, e se serve de argumento, Deus mandou:

Em Números 13:1,2

E o Senhor disse a Moisés:

“Envie alguns homens em missão de reconhecimento à terra de Canaã, terra que dou aos israelitas. Envie um líder de cada tribo dos seus antepassados”.

 

Em Números 13:17-20 a missão é detalhada:

Quando Moisés os enviou para observarem Canaã, disse: “Subam pelo Neguebe e prossigam até a região montanhosa.

Vejam como é a terra e se o povo que vive lá é forte ou fraco, se são muitos ou poucos;

se a terra em que habitam é boa ou ruim; se as cidades em que vivem são cidades sem muros ou fortificadas;

se o solo é fértil ou pobre; se existe ali floresta ou não. Sejam corajosos! Tragam alguns frutos da terra”. Era a época do início da colheita das uvas.

Antes que alguém conteste o termo, aviso: Nas versões em inglês é usado o termo “espiões”, ao invés de “homens em missão de reconhecimento”, e mais adiante, ainda em Números, no caso 21:32 mesmo em português o texto é inquestionável:

Moisés enviou espiões a Jazar, e os israelitas tomaram os povoados ao redor e expulsaram os amorreus que ali estavam

“Ah, mas foram espiões de Deus, então tudo bem”

Exato, esse é o ponto.

RaabeMais tarde, Josué manda espiões para Jericó. O contato deles é uma prostituta (depois reclamam de clichê) chamada Raabe. A informação vaza, o Rei de Jericó (que na real deveria ter uns 18 habitantes) manda a moça colocar os dois espiões na rua. Como boa traíra ela esconde os caras no terraço. Por sorte os drones de Jericó estavam em manutenção. Ninguém viu.

Os caras fugiram, passaram a Josué todas as informações e, como se diz, o resto é História:

A cidade, com tudo o que nela existe, será consagrada ao Senhor para destruição. Somente a prostituta Raabe e todos os que estão com ela em sua casa serão poupados, pois ela escondeu os espiões que enviamos.

Eu sei que esse massacre pode ser visto como uma linda amostra do Amor Divino, e Raabe uma pecadora que se redimiu…

E Josué poupou a pros­tituta Raabe, a sua família e todos os seus pertences, pois ela escondeu os homens que Josué tinha enviado a Jericó como espiões. E Raabe vive entre os israelitas até hoje.

Mas não seria ela não uma puta, mas uma FILHA DA PUTA, ao trair seu povo e possibilitar que sua cidade fosse dizimada pelas tropas israelitas?

Lembrem-se, o que o inimigo chama de traidor nós chamamos de convertido.

 

“Mas e a porra do Lula, onde entra?”

Calma que chego lá.

Vamos pular TODAS as ações de espionagem e contra-espionagem, os romanos usando criptografia (Até Dan Brown serve como base pra entender isso), Da Vinci escrevendo com espelhos pq as pessoas normais eram burras demais para ler de trás pra frente, espiões na Revolução Francesa.

Pulemos Mata Hari, espiões em tempos de guerra, Sorge e espiões na Guerra do Paraguay. Na Segunda Guerra Mundial o Brasil viveu um problema sério com espiões nazistas, ao mesmo tempo em que espionava a Argentina. Sobre isso não canso de recomendar o excelente livro Crônica de uma Guerra Secreta, de Sérgio Corrêa da Costa.

A verdade é que espionagem sempre aconteceu e sempre acontecerá. É feio, é errado, mas é realpolitik. No mundo real não sobrevive quem é bonito e correto, sobrevive quem sabe que o vizinho está de olho nas suas refinarias.

Agora, a parte divertida: Como os fãs de Josué, Lula é um grande defensor da espionagem quando é do lado “bom”, ou seja, o dele.

cubalancouumlivro

Embora Fidel sempre tivesse agentes nos EUA, nos Anos 90 Cuba montou uma rede de espionagem nos EUA com objetivo de espionar grupos de refugiados e monitorar atividade naval. Os caras conseguiram emprego na base aeronaval de Key West, se infiltraram em várias organizações anti-castristas e só pararam em 1998, quando 10 foram presos.

Acusados de espionagem, conspiração para cometer homicídio, agir como agente de governo estrangeiro e outros crimes, totalizando 25 acusações, as sentenças variaram. Um pegou DUAS perpétuas. Dois mais sortudos, apenas uma. Outro pegou 19 anos, outro 15.

Já em cuba eles são considerados Heróis da Revolução, são celebrados e o governo tentou até trocá-los por um espião americano preso pelo terrível crime de fornecer acesso de internet para judeus cubanos.

Em Janeiro Lula foi a Havana para o lançamento do livro “Os últimos soldados da guerra fria”, de Fernando Morais. “Soldados”, note. Ele VIAJOU PARA CUBA para prestigiar um livro sobre gente que se infiltra em outro país para espionar e matar, mas…

O presidente da Assembleia Nacional cubana, Ricardo Alarcón, destacou que “Lula sempre esteve e sempre estará onde as causas dos nossos povos da América Latina o requisitarem”.

Isso foi em Janeiro. Dia 5/9, ainda no auge do affair Snowden/Assange/Dilma, a CBN publica:

Lula diz que espionagem americana compromete soberania dos estados – O ex-presidente acredita que Barack Obama deve pedir desculpas ao Brasil e que resposta americana não pode ser via diplomacia.

Ele quer uma cesta de frutas? Um vale-presente do Submarino?

É muito complicado você criticar uma atitude quando alguns meses atrás estava aplaudindo quem fez A MESMA COISA, e nem vou entrar no mérito do país que o partido dele preside TEM várias agências de inteligência que fazem a mesma coisa, dentro de suas capacidades.

abin-predio

Em um mundo ideal não precisaríamos da CIA, da KGB, da ABIN, do GRU, do MOSSAD, do MI6, do DGSE, do.. céus, a lista de Agências de Inteligência da Wikipédia é imensa.

Só que não vivemos em um mundo ideal. No mundo em que vivemos se você é pego espionando alguém faz cara de cachorrinho flagrado roubando presunto. Já o espionado se faz de indignado, recebe alguma informação suculenta por baixo dos panos, trocam cartas ríspidas e pronto.

Forçar a barra, quando se tem rabo preso –e não é o Lula, TODO governante tem- é complicado. O discurso de que isso ameaça a soberania… se fosse simples assim não existiria mais nenhum país no mundo, dada a… bem…

8/5/2013 – Irã prende espião de Israel

14/5/2013 – Rússia prende espião da CIA

23/5/2013 – Índia prende espião chinês

3/8/2013 – Espião alemão preso na Grécia trabalhando pra Turquia

29/6/2013 – FBI prende espiã russa edificante

29/6/2010 – 11o espião russo preso no Chipre

15/6/2012 – Chinês preso nos EUA por espionagem

5/8/2012 – Espião argentino preso ao invadir casa de candidato da oposição

14/11/2009 – Peru e Chile envolvidos em escândalo de espionagem

31/1/2012 – Espião chileno preso no Peru

Chega ou quer mais?

29/10/2009 – Venezuela prende dois espiões colombianos

 

De resto, a ingenuidade máxima é o “mimimi somos pacíficos não ameaçamos ninguém. Uma simples consulta ao mapa mundi de comércio (legal) de armas mostra que este país pacífico exportou em 2011 US$330 milhões em armas. Parece pouco? OS EUA exportaram US$807 milhões. Só 2,4 vezes a mais.

Temos uma indústria armamentista de respeito. Uma em cada cinco armas vendidas nos EUA é brasileira, da Taurus. Nossa mídia adora atacar o belicismo americano mas raramente fala quem contribui e coloca as armas nas mãos das pessoas.

não sei vocês, mas só por isso, se eu fosse os EUA ficaria de olho SIM no Brasil. E nem vou falar de nossas amizades…

Ahmadinejad-Lula

Ou seja: É correto você se indignar com espionagem. Ninguém gosta de ser espiado, mas não tenha a arrogância de se achar importante demais por causa disso. Nem o Lula, nem a Dilma, nem o Brasil tem qualquer grande mérito por estarem sendo vigiados. Todo mundo está, todo mundo vigia todo mundo, e se não fazemos tanto ou tão bem quando os EUA, China e Rússia fazem, é por falta de recursos, não alguma moralidade superior.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • @engdavirocha

    Clap, Clap, Clap!

    Como sempre um texto perfeito. Sensato, com bons argumentos e que nos gera aquela inveja: "Porque não escrevi isso antes?".

    Até as imagens combinam perfeitamente com o texto.

  • Na vida, assim como em Team Fortress, o espião só merece fogo como o FDP que é quando é do time inimigo. :P

    • MikeCrossCG

      Assim como todos gostam de ter um espião no time, mas mesmo assim amam fazer Spycheck.

  • Excelente texto. Brasil e sua mania de coitadismo.

  • Hiale

    Belíssimo texto!! Sempre achei exagera o que a mídia fez com esse caso.
    " ATÉ PARECE QUE OS EUA VÃO SE DESCULPAR"
    Como minha mãe sempre diz – espere sentado, pq em pé cansa…

  • carlos

    Gosto de seus textos, mas esse não é correto. Todos suspeitam (ou sabem, de fontes que não podem declinar) que os EUA espionam os demais países (o interesse político e econômico na AL é evidente, basta lembrarmos da 4ª frota), mas com o wikileaks e snowden as suspeitas foram escancaradas, exigindo desculpas formais, normais em relações diplomáticas.
    Comparar as relações beligerantes EUA-Cuba com as relações amistosas EUA-Brasil é complicado…
    Ainda bem que Dilma cancelou a visita aos EUA, o fez de forma cordial e diplomática, sem arroubos. Melhor que tirar os sapatos, como fez um conhecido Ministro das Relações Exteriores de outrora, do tempo em que o que era bom para os EUA, era bom pro Brazil…

    • Fora que durante o mandato de Dilma, o país, infelizmente, se afastou de Estados fora do eixo Ocidental, a exemplo do Irã. Ou seja, o Brasil já não está com tantos "amigos" que demandem atenção.

      No mais, rolou, sim, uma tempestade em copo d´água, mas, ao que tudo indica, o discurso na ONU foi meio que o ponto final das condenações.

  • Parabéns Cardoso! Eu adoro os seus textos! E este texto caiu como uma luva nesse hype sobre espionagem no Brasil.

    No final vc diz que a espionagem no Brasil é incompetente ou praticamente inexistente, devido a falta de recursos.
    Não deixa de ser verdade, pois os recursos não existem MESMO, não dá pra negar.
    Mas essa inexistência acontece não pq o Brasil não tem arrecadação de dinheiro, até pq nossa carga tributária é ridícula. Mas sim porque o dinheiro acaba desviado para o bolso de políticos ladrões (desculpe o pleonasmo) e os proprietários de seus rabos devidamente prostituídos.

    Ou isso, ou o gerenciamento financeiro e orçamentário é absurdamente incompetente.. Eu prefiro acreditar que o brasileiro é safado e malandro do que tão burro.

  • garreteareis

    Isso mesmo!! Todos tem o direito de espionar, e nós temos q gostar de ser espionados!! Muito bom!!

    • Bruno

      A questão não é ter direito / não ter direto _ou_ gostar / não gostar. A questão é não ser HIPÓCRITA.

      A cobertura midiática poderia ter sido completamente diferente. Destacando, por exemplo, como continuamos refens das tecnologias e empresas Norte Americanas.

      Poderia ter tentado explicar que acordos são esses que nossos governos e nossas "TELES" (praticamente nenhuma é brasileira) tem com o governo e empresas norte americanas.

      Enquanto todo nosso tráfego passar por eles, não podemos fazer nada. Somos como crianças reclamando que nossos pais tem um filtro para avaliar os sites que podemos entrar. E não temos a mínima possibilidade de pagar o plano internet por nós mesmos.

      Talvez a estratégia de "indignação" do planalto tenha tido exatamente o objetivo de desviar o foco dessas questões.

  • Jureminha da Silva

    Melhor do que perder tempo e recurso espionando o inimigo, é saber como ele vai se comportar, mesmo ele sabendo que nós sabemos que ele sabe que sabemos. Em poucos graus de causalidade, tudo o que fazem é previsível, portanto basta agir antes que façam o que fariam sabendo que sabemos o que farão. Tipo bloquear o sinal de rádio que detecta mísseis invadindo seu território, manja?

  • Disse tudo :D

  • @garreteareis: a questão não é ter direito / não ter direto _ou_ gostar / não gostar. A questão é não ser HIPÓCRITA.

    A cobertura midiática poderia ter sido completamente diferente. Destacando, por exemplo, como continuamos refens das tecnologias e empresas Norte Americanas.

    Poderia ter tentado explicar que acordos são esses que nossos governos e nossas “TELES” (praticamente nenhuma é brasileira) tem com o governo e empresas norte americanas.

    Enquanto todo nosso tráfego passar por eles, não podemos fazer nada. Somos como crianças reclamando que nossos pais tem um filtro para avaliar os sites que podemos entrar. E não temos a mínima possibilidade de pagar o plano internet por nós mesmos.

    Talvez a estratégia de “indignação” do planalto tenha tido exatamente o objetivo de desviar o foco dessas questões.

  • carlos

    minha postagem não saiu…

  • Só faltou o eterno 'Who watches the Watchmen?', mas fora isso tá bom o artigo.

  • Azr

    Todo mundo vigia todo mundo, para que ninguém faça o que todo mundo quer fazer.

  • W.com

    Não quer ser espionado? Tranque a porta, feche a janela, desligue o cel/fone, ligue a tv bem alto e durma com a/o espiã/o.

  • Daniel Porto

    Decepionado? Carai.. este texto é uma obra prima!