Ganhe dinheiro colocando o seu na reta

cheque.jpg

Existem dois modelos básicos de programas de afiliados. Um é o clássico herbalife/amway/tupperware/children of the corn que ficam muito próximos do modelo de pirâmide, que como todos sabem deixou de funcionar na época em que Moisés, em sua melhor imitação de Charlton Heston disse “Let my people go”.

Esse modelo se resume a “fique rico vendendo dicas de como ficar rico”, e obviamente não funciona para qualquer um na base da cadeia alimentar, como eu e você.

Já o segundo modelo, onde o usuário efetivamente divulga serviços e produtos que ele conhece, confia e principalmente usa, é muito mais rentável e eticamente interessante. Vide o cheque acima, que acabou de chegar pelo correio. O singelo banner do Bluehost aqui do lado direito da tela leva, via programa de afiliados, para o serviço de hospedagem do Contraditorium. Cada contratação feita através do banner rende uns caraminguás pra este que vos escreve.

Mas não é um banner/propaganda cego, falo abertamente aqui deles, já comentei da vez que fiquei fora do ar quando sofreram ataques, ou quando um apagão de 12 horas deu cabo dos geradores. Mesmo assim, continuo recomendando, coisa que já fazia (e faria) de graça.

Com esse modelo de negócios, as recomendações espontâneas são gratificadas monetariamente, assim temos um retorno palpável (já que ninguém vive de brisa, só programadores Open Source) melhor do que um “obrigado, esparro” tão comum em terras tupiniquins. Já vi um vendedor de automóveis regular um ISQUEIRO para um amigo meu, mesmo depois dele ter levado DUAS pessoas em uma semana que adquiriram carro zero com esse vendedor.

Há que se tomar cuidado, porém. Zilhões de links afiliados acabam com sua credibilidade, assim como links de produtos que claramente não são de uso de quem recomenda. Pode ser o melhor serviço de depilação do mundo, se eu fosse mulher eu não clicaria nele se visse um banner no site do Tony Ramos.

De resto, é divulgar quem te agrada e atende. Se tiverem um programa de afiliados, melhor ainda, unindo o útil ao agradável. Os 299 chopps do cheque acima que o digam.


Technorati : , , , , , , ,


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Parabens!

    Mas tambem quantas mil visitas tem seus sites/blogs por dia???

    abs
    t+

  • Anderson

    "(já que ninguém vive de brisa, só programadores Open Source)"

    hahahah!

    Essa foi massa!!

    Mas é verdade! se o produto é bom e eu gosto, falo bem mesmo e de graça! Agora o contrario… falo muito mais! mal é claro!

  • Tá cheio da grana, cardoso? Dá um dinheiro aí! rs

    Fiquei curioso: o que você acha do Test Link Ads, que o Henrique Costa comentou, ontem?

  • Ou você pode ganhar 10.000 vendendo adesivos!!!

    Não perca essa oportunidade!

    VIA: Cocadaboa.com – http://www.cocadaboa.com/arquivos/008971.php

    Hahah cada uma… Merece um post regado a sarcasmo e ironia by cardoso…

  • Se ele só sorteasse um domínio com hospedagem, valeria, faça as contas, 6,95 * 12, no caso do Bluehost… mas o resto da promoção está tão, mas tão mascarado…

    Afinal a parte BLOG do Cocadaboa vive de inércia, já passaram mais de uma semana sem postar. O Manson, como todo blogueiro que não tem mente de ProBlogger, vê a internet como um MEIO, não como um fim. Por isso só começou a monetizar o site bem tarde, e largou tudo pra pegar o primeiro emprego que ofereceram.

    Não é uma visão errada, é só limitada, IMHO.

  • "vê a internet como um MEIO, não como um fim."

    Caraca, finalmente alguém falou isso!!! :D

  • Parece um bom dinheiro por um trabalho que se faria de graça.

    Em breve algo sobre o assunto no blog da Companhia.

  • Minha opinião, é a de que leva-se tempo para fidelizar leitores. O meio é o conteúdo, esse capaz de criar desejo nos leitores, de estarem sempre participando do blog. depois de fidelizados, eles passam a participar das promoçoes, anúncios, e ajudam a aumentar a estatística. Sem leitor um blog não vinga. Mas leva-se muito tempo, assim como o seu deve ter levado.

  • Pingback: A Companhia » Blog Archive » Se o meio não é o fim, o que é então? - Eleita uma das 150 ()

  • Pingback: DoceBlog - Blog da DoceShop » Monetizar um blog; mito ou realidade?()

  • leo

    li varios artigos seus.

    vc escreve muito bem cara.

    parabens.

    ps: baixei o firefox com google tollbar 15 vezes e cadastrei todo mundo da minha familia no plano de hospedagem do bluehost a partir do link desse site.

  • Boa tarde, seu blog é muito legal quando puder visite o meu, cara a coisa ficou feia estou desempregado e agora sim preciso gerar renda com meu site e estou meio perdido eu já uso o ADS e o buscape.

  • Pingback: CMilfont » Blog é mídia séria?()