Bruno, seja menos preguiçoso

O Bruno Alves fez um post reclamando de blogs que “com certa frequência” plubicam nomes, emails e IPs de comentaristas. Curiosamente ele só coloca o MEU como exemplo. Bruno, se são BLOGS, coloque mais de um. Se é um só, coloque “O CARDOSO PUBLICOU…” fica melhor.

Ele diz:

Aparentemente, nada anormal, a não ser que você coloque no seu tema que o e-mail da pessoa nunca será publicado, como acontece na maioria dos temas para o WordPress.

Concordo plenamente. Acho sacanagem divulgar emails e IPs quando o seu blog diz explicitamente que não vai fazer isso. Também é perfeitamente normal não publicar fotos de mulher pelada se seu blog é voltado para iconografia cristã. Não acha que isso valha um post, embora valha um “disclaimer”. Mas tudo bem.

No final do texto, depois de falar que isso pode dar problema, ele completa:

PS.: Não sei se o tema do Cardoso tem ou não esse texto, foi só o primeiro exemplo que peguei no feed.

Vejamos, no alto de meu conjunto de regras, exibido em TODAS as páginas que aceitam comentários temos:

Regras: Comentários de clones serão apagados. Caso seu comentário contenha ofensas pessoais, textos todos em caixa-alta, palavrões desnecessários ou miguxês você poderá ter seu email e IP expostos publicamente. Anonimato não é um direito, é um privilégio. Use-o bem ou perca-o. Se quiser me xingar, seja criativo, assim há uma leve chance de seu comentário ser aprovado. Do contrário não gaste seu tempo.
As opiniões expostas nos comentários não refletem as do autor do blog, algumas vezes mal refletem as do autor do comentário.

Vou destacar:

você poderá ter seu email e IP expostos publicamente

De novo:

<BLINK>você poderá ter seu email e IP expostos publicamente</BLINK>

Bruno, a diferença entre blogs e a grande imprensa é que o veículo “sério” tem um mínimo de comprometimento com a apuração da informação. Uma coisa é dar uma opinião. “publicar emails e IPs mesmo avisando é feito”. Posso entender isso, posso discordar ou não, mas é uma opinião.

Dizer “não sei se o tema do Cardoso tem ou não esse texto” é PREGUIÇA. Você estava a UM clique, UM FUCKING CLIQUE de obter uma informação e poder dizer “o cardoso não publica essa informação, ele é feio” ou “o cardoso avisa, portanto ele está completamente certo”.

É claro que eu entendo o conceito da umbigosfera, mas se a gente chegar a um ponto onde preferimos partir para a especulação ao invés da coleta de FATOS, quando esta é simples como clicar em um link, com que moral vamos reclamar do Estadão que não lê nossos blogs, ou mesmo das salsinhas que não lêem o PRIMEIRO parágrafo de um texto?

Shame on you, Bruno. Shame on you.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Como diz o ditado:
    "O segredo está nas linhas miúdas"
    E olha que nem são tão miúdas.

  • Cardoso, poderia surrupiar parte das suas regras para o meu blog? Ou você ficaria incomodado?

  • Vim conferir depois de ler o texto do Bruno. Escapou de um processo, minha nova atividade envolve procurar salsinhas explorados publicamente e representá-los na corte. Sério, estou fazendo direito por corresponência no IUB.

  • Eu também sabia que ia dar problema. Principalmente pelas risadas que já dei com esse texto acima do campo de comentários.

    Também achei preguiça do cara. E o uníco blogueiro que divulga IP acho que é vc cardoso. Ao menos dos que eu leio nos fidis.

    Mas eu já disse, blogueiro no geral é um bicho preguiçoso
    http://webbemfeita.com/em-off/admita-blogueiro-e-

    [OBS: esqueci de te avisar, mas te convidei pra um meme http://webbemfeita.com/em-off/meme-voce-e-um-blgu… – esqueci MESMO :P]

    Agora acho que o askimet me barra!

  • Eu lembro o dia que você mudou esse texto, só não lembro qual foi o caso.

    Enfim, divulgar um email @hotmail ou similar de quem comentou, vai mudar nada a vida de ninguém.

    IP? Nem a RIAA faz nada apenas com ele.

  • Não acho que haja fundamento jurídico neste caso. Valeria a pena para o rapaz pagar uns 30.000 em :eu te processo: por crime contra a sua pessoa?
    Houve difamação, calúnia ou outro crime pessoal contra o rapaz por divulgar se IP ou mail?

    Fui incisiva em opinião de comentário no meu blog em e-mail pessoal e perdi um link. A gente se irrita com comentário spam, ou me dá x,y ou z, a retaliação mostra que a pessoa que blogou pode não entender de Netiquette mas entende de mimimis.

    Não vejo a hora do fim de anônimos.

  • Há momentos em que a preguiça de "googlar" mata tanto o blogueiro como o blog… e a pior parte: só dá provas contrárias a seres difamadores como "o-grande-estado". Falou tudo, Cardoso. Parabéns!

  • Sou totalmente a favor do lema "O que é combinado não sai caro"(embora não literalmente, infelizmente…). Se está nos termos, não há direito de se reclamar, chiar, fazer barraco ou similares.

    Mas… poxa, eu odeio meu nome; homônimos demais…

  • Picuinhas na umbigosfera…

  • Cardoso, estranhei essa sua reação, uma vez que já lhe falei, diversas vezes, que não consigo acessar seu blog, por causa do bloqueio no Proxy.

    Como pessoa inteligente, que considero, achei que levaria na esportiva e entenderia que não era direcionado a você. Só usei o seu artigo como exemplo, por ser o mais recente no meu feed, com isso. Mas já estava para falar sobre o assunto faz tempo.

    Aliais, você já me conhece há algum tempo, conhece meus blogs e meu estilo, é estranho que tenha essa visão de mim.

    Abraço

  • Bruno,

    Isso foi só brincadeira do Cardoso, não?

    Paz aí galera! ;)

  • Po mais o casa ainda avisou o Artigo dele que ele não consegue acessar seu Blog! Não acho que é preguiça dele… é impossibilidade mesmo…

    Se bem que ele podia ter esperado chegar em casa pra publicar o artigo né?

    Bom, sei lá! Blogueiros que se entendam! Hehehe
    T

  • Bingo!

    Ele disse que estava a dias pra escrever o texto. Podia ter pesquisado, durante esses dias, ou esperado mais UM dia, ou chamado no MSN/email alguém (até eu) e perguntado.

    Custava?

  • Independente de ser o Bruno, eu tenho sérias dúvidas se os comentaristas lêem as regras de comentários. Não somente os para-quedistas, TODOS os comentaristas.

  • Pingback: O que esta acontecendo…()

  • Ok, li tudo, o texto do Cardoso, o comentário do rapaz gêmeo e o texto do Bruno, as regras dos comentários no Contraditorium. Só não entendi uma coisa: Qual a razão, mesmo, de o rapaz ter seu (o dele) IP exposto?

    Vejamos: ele não ofendeu o Cardoso ou qualquer outra pessoa (bem, talvez seja uma auto-ofensa fazer perguntas estúpidas e revelar-se um ser que, no mínimo, não gosta de ler os posts antes de comentar); ele não escreveu em caixa alta; ele não se utilizou de palavrões; ele não se utilizou do dialeto miguxo (embora a atitude possa soar miguxa).

    Talvez eu precise ler tudo de novo e acabe chegando à conclusão que o cara realmente mereceu ter o ip exposto. Mas até lá, será que alguém poderia me ajudar a compreender a atitude do Cardoso?

  • puta merda, gelei na cadeira hora que vi o título, por que me chamo bruno, e também sou preguiçoso, mas dae pensei, que classe, eu sendo chingado no contraditorium… hora que li fiquei mais aliviado…

  • Cardoso,

    Eu, pessoalmente, sou contra este tipo de atitude, como deixei claro no comentário lá no blog do Bruno. Não acho uma atitude legal expor o IP e e-mail do cara, mas, como você colocou no "DISCLAIMER", lê quem quer, é um direito seu expor ou não publicamente. Aliás, mesmo que você não colocasse, o blog é teu, você faz o que quiser, e ninguém tem nada a ver com isso. :)
    Mais uma coisa, meu velho, acho que não havia a necessidade deste artigo. Você também poderia ter chamado o cara no MSN e ter esclarecido as coisas por lá mesmo, sem a necessidade de flames. Creio que vocês têm um relacionamento legal, e isso era o mínimo que você poderia fazer.
    Quanto ao exemplo, cara, foi um EXEMPLO, e não uma REFERÊNCIA. Ele não disse que você é feio, falou apenas de blogs que têm uma atitude parecida com a tua.

    Normal, bicho, não tinha porque se esquentar. Você tá é precisando vir pra cá pra Bahia, brother, para relaxar um pouco e tomar uma água de côco de frente pro mar. :D hehehe

    Abraço!

  • Hipoteticamente:
    Se você publicar meu email e eu for prejudicado por isso, como por exemplo, receber 30000 spans no mesmo dia, já que o meu email se tornou público por sua causa ou mesmo começar a ser ofendido eu tenho todo o direito de processar pelo fato ocorrido.
    Acho essa uma atitude bastante infantil, mas nada que me surpreenda.

  • Vou escrever aqui o mesmo teor que deixei no comentário pro Bruno:
    Na minha política de comentários, que a pessoa tem obrigatoriamente que aceitar pra publicar um comentário, está explícito que a pessoa publicando seu comentário pode ter seus dados pessoais expostos, e é lógico que não faço isso com meus fiéis leitores, o alvo de tal publicação são os malditos trolls.
    Abração

  • Cardoso é um ditador cruel e sanguinário heheh. Embora eu ache teus critérios bastante rigorosos, acredito que você tem razão nisso. Também já viramos alvo de gente que tava enchendo o saco, ameaçando e xingando usuários que postavam no site, e que ainda tinha a cara de pau de fazer spam sem nem trocar o IP. Nesse caso extremo, acho difícil o salsinha tacar um processo no site porque o que ele fez foi muito pior.

    Enfim, não é o tipo de política que a gente goste, mas às vezes isso se torna necessário, inclusive para manter a segurança de quem freqüenta o site e para inibir os abusos.

    Abração!

  • Jonathan

    "Se você publicar meu email e eu for prejudicado por isso, como por exemplo, receber 30000 spans no mesmo dia, já que o meu email se tornou público por sua causa ou mesmo começar a ser ofendido eu tenho todo o direito de processar pelo fato ocorrido.

    Acho essa uma atitude bastante infantil, mas nada que me surpreenda."

    Acho essa uma atitude bastante infantil, mas nada que me surpreenda.

    "Você também poderia ter chamado o cara no MSN e ter esclarecido as coisas por lá mesmo, sem a necessidade de flames.". Essa doeu até em mim.

  • Arthur Tavares

    Bem…

    Como tu mesmo disse, está escrito ali, bem grande para todos lerem a regra.

    Pior: quem posta é porque concordou com isso.

    Agora, não acho moralmente correto o fato de moderar a fim de excluir ofensas, etc…

    Em meu blog, modero mais para ser informado pelo e-mail se tenho novos comentários… Assim, posso acompanhar melhor. Até hoje, apaguei apenas dois comentários, porque continham somente obcenidades que sequer chegavam a compor uma crítica a mim.

    Eu sigo o ideal Liberalista e defendo que todas as pessoas devem ter o direito de expressar suas opiniões – quaisquer que sejam.