Maior kibador do planeta ganha merecido pé na bunda

Para vocês terem idéia da enormidade, estou falando de um kibador muito maior até do que o originador do termo. Um kibador em escala
industrial. O Ebaum’s World é um site de humor especializado em publicar humor “de Internet”, que é garimpado por uma equipe de “editores”.

Após a garimpagem é feito o trabalho realmente sujo: O conteúdo é (in)devidamente editado, para remover qualquer identificação de sua origem. Há logo de outro site? Cobrem com um deles. Há identificação no vídeo? Cobrem e editam. Chegam ao extremo de descompilar animações Flash para remover as identificações de autoria e site de origem.

Isso, claro, rendeu uma boa lista de ameaças de processo e uma péssima imagem, além de brigas com sites como YTMND, Something Awful, Albino Blacksheep, 4chan, Olde English, Weebl’s Stuff, Newgrounds e outros. Em uma ocasião o autor de uma animação roubada entrou firme ameaçando de processo; ofereceram US$250,00 e um pedido de desculpas. No final o sujeito caiu em si e
viu que havia assinado um acordo onde afirmava que havia sido contactado antes E autorizado o uso do conteúdo. MENTIRA. (fonte)

No Digg um usuário comenta que para ter seu conteúdo removido do Ebaum’s World (coisa que segundo o site é simples e fácil) foram precisos 10 emails, 30 dias, 15 telefonemas e uma carta de um advogado barato.

O que um site desses ganha?

US$15 milhões em Cash, US$2,5 milhões em Ações e até US$52 milhões (em dinheiro e ações) caso metas sejam atingidas em 3 anos. Foi a oferta (aceita) que a HandHeld Entertainment fez para eles, em 2007.

Os outros sites não puderam fazer nada, só chorar enquanto um FDP chamado Eric Baum ficava rico às custas de conteúdo alheio. Até agora.

Em seu blog o kibador juramentado publicou um post onde explica que a equipe do site (ele incluso) foi sumariamente demitida. Com direito ao CEO da empresa-mãe marcando uma reunião com a equipe, os outros funcionários sendo mandados para casa, o cara chegando
com seguranças, cameraman e equipe técnica para remover os computadores de todo mundo, revistar gavetas… pacote completo.

Os comentários são maravilhosos:

“Karma é foda, hein?”

“Então um sujeito roubou seus arquivos e vai usá-los para ganhar dinheiro na Internet?”

“Seus dias de lucrar com conteúdo roubado acabaram!”

“Obrigado Deus, finalmente alguém roubou o tesouro do Rei dos Ladrões

Não puderam nem copiar arquivos pessoais, foram deixados na sala com as mesas vazias, durante oito horas enquanto cada um era entrevistado pelo CEO. Agora só resta em propriedade de Eric Baum o ebaum.tv, um bloguinho de vídeos no blogspot.

Eric Baum e seus capangas violaram a regra cardinal da Internet: Assim como Coelhinhas da Playboy funcionam com Olhe mas não Encoste, no mundo online vale o “Roube mas não Diga Que é Seu”. Ter conteúdo replicado em outros sites é uma realidade. Se a gente for correr atrás de cada blog que rouba conteúdo, vamos parar de produzir conteúdo, por falta de tempo. O que não dá é para aturar blogs que roubam conteúdo e assumem a autoria (do texto, não do roubo). É profundamente doloroso ver um texto seu, escrito na 1a pessoa ser publicado por um FDP qualquer como se fosse dele.

Eu quero é mais. ADOREI o relato da humilhação sofrida pela equipe. “fomos tratados como criminosos”, diz Eric Baum. Sim, e quem rouba material alheio com fins lucrativos é o quê?

Acho que a HandHeld Entertainment resolveu OLHAR o site que comprou, e dar uma googlada. Em cinco minutos provavelmente acharam a matéria da Wired sobre os roubos, ou o caso do YTMND, onde os usuários orquestraram uma invasão em massa dos Fóruns do Ebaum’s World, acusando-o (bem justamente) de roubo.

Quais as chances disso acontecer no Brasil?

Zero. Com a nossa cultura do coitadinho, no momento em que um grande kibador for demitido, ou tiver o site fechado, todo mundo ficará com pena. Já recebi hate mail dizendo que os blogs “pequenos” tem direito de roubar conteúdo (inclusive o meu) por serem… pequenos.

Assim, lamento informar, continuamos terreno fértil para kibadas, Justiça Kármica só lá pras bandas do Obama.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • A cópia indiscriminada de conteúdo acontece.. e sempre vai acontecer… Eu custumo escrever meus próprios textos, mas sempre quando uso uma imagem, ou cito alguma uma fonte eu faço Link e/ou referencio, afinal, é o mínimo que se possa fazer.

    • Quem nunca kibou, que atire a primeira pedra! Infelizmente por falta de informação, muitos blogueiros iniciantes caem nesse artifício. O importante é sempre dar o crédito, e principalmente começar a ter conteúdo próprio.

      • Eu atiro. E no olho! Nunca copiei conteúdo de ninguém. E sempre que falo do que foi descoberto por terceiros eu cito a fonte.

  • Ah Cardoso… coitadinho do cara. Deve ter se sentido pior que o cocô do cavalo do bandido. hehehehehehehe

    Na boa, quero mais que esse feladaputa morra pobre, não só ele como todos os ladrões de conteúdo, inclusive os pequenos. Se querem crescer, que cresçam com conteúdo próprio.

    Graças a esses malditos eu tive que colocar um "selo" nas fotos do Jeguiando para, pelo menos, dificultar o roubo. Se eu já sofro com isso, e olha que sou pequeno (por enquanto), imagino os grandes.

    <abbr>Fabio Brito – PsychoPenguin – último post do blog… Rodízio japonês em São Paulo – NAÊ Sushi</abbr>

  • Duro é que o Kibador brasileiro (que deu nome a coisa) é patrocinado por uma das mais "kibadoras" empresas do ramo de televisão.
    Quantas vezes a senhora toda-poderosa-dona-de-toda-audiência já não "lançou novidades televisivas" que já estão sendo feitas pelo mundo a fora muito tempo antes?

    Pra eles a maior parte da população é burra, jamais vai descobrir o plágio. E capaz de que os que descobrirem por "acidente" acreditem que o conteúdo original que é kibe.

    Mundinho sem vergonha…

    • Pra eles a maior parte da população é burra, jamais vai descobrir o plágio.
      .
      E não é?

    • Mais da metade dos programas da Rede Controladora de Mentes Burras (aka Globo) são kibados de outras emissoras internacionais.

      • Ué… Eu pensei qua a Globo pagava royalties pelo uso das idéias. Não paga? No final do BBB, por exemplo, cita-se a empresa holandesa que detém os direitos sobre o programa.

  • Eduardo

    Pois é Cardoso. O Brasil não anda exatamente pela cultura do coitadinho. Quando marginal for tratado por marginal, bandido por bandido.

  • E você queria esperar o que do Brasil?

  • Shane Goose

    Tisc, tisc.. ódio, ódio… muito ódio! Lembre-se Cardoso, quem dá, aos pobres empresta… adeus!

    • Quem dá aos pobres paga o motel. ;)

  • Duvido que 5% dos blogs de humor do Brasil tenham conteúdo próprio.
    Quando eu falo que vou criar conteúdo próprio, vem um infeliz comentando: Pra que criar, se pode copiar.
    Por isso que o Brasil não anda pra frente. O modo de pensar da maioria dos brasileiros.

  • Cardoso, esse post me deu uma idéia: a Oração do Kibador!!!

  • Olha o link que o (fonte) está linkando: file:///Users/cardoso/Documents/Posts/YTMND,%20Something%20Awful,%20Albino%20Blacksheep,%204chan,%20Olde%20English,%20Weebl%27s%20Stuff%20and%20Newgrounds

    • Isso foi feito de propósito para não "kibarem" nem "coxinharem" o conteúdo.

  • Pois é, a visão do brasileiro de que a Internet é de todos (e que seu conteúdo também o é), não nudará tão cedo. Infelizmente por aqui o ladrão se acha no direito de reclamar da vítima e agora até se atreve a processá-la (como um caso recente em nossa justiça).

    A inversão de valores, associada a mentalidade de que ganhar dinheiro com conteúdo na Internet é algo sujo, dá ao povo brasileiro a eterna ideia de que pode tudo.

    Por aqui o Kibador tem destaque total da mídia e é ovacionado em diversos programas de televisão, a mensagem é clara: Dane-se o criador e viva o plagiador.

  • Orra, os caras eram tão kibadores assim? auhsuahsuahsa. Que bom que foram demitidos ^^

  • JV

    Meu blog é pequeno mas sou o dentista mais kibado da internet. Ainda ontem recebi um email de um colega dando os parabéns e dizendo que meus textos serviam de inspiração. Copiou mais de 50 e nem um link…

    O kibe compensa :-(

    <abbr>JV – último post do blog… Escova Arcance.</abbr>

  • Certa vez, um saite que eu não conhecia roubou um texto meu (Uma cronologia de Jornada nas Estrelas) e colocou como próprio. Escrevi pedindo para me creditarem. Os caras tiveram a audácia de dizer que, uma vez que o assunto era Star Trek, eu não tinha direitos sobre meu próprio texto. Um deles ainda disse que era adEvogado e veio com ameaças.

    Mas fui no blog do eBaum apontado aí em cima. Caraca, são centenas, centenas de comentários comemorando, chamando o cara de thieving piece of shit, que ele merece morrer na sarjeta, que karma existe, que Deus é justo, que o CEO é o ídolo deles etc. etc. Eu nem sabia que o saite existia, mas vejo que gerou muito rancor…

  • Ricardo

    po, coitado… ele deve estar se sentindo tão humilhado enquanto aproveita suas férias no caribe

  • Pior é quando o desgraçado além de kibar ainda faz hotlink de suas imagens no SEU servidor. Antes de bloquear hotlinks, eu colocava uma imagem pornográfica, onde um indivíduo recebia o "material" e dizia: "Eu gostocho de levar de graça."

  • Fabrício

    “Karma é foda, hein?” –> Não percam na sequência, My Name is Baum…

  • Concordo com a conclusão do post. É isso aí.

  • Castigo? Com $52 milhões na conta, não estou vendo nenhum.

  • Bem feito pro malandro! Que pena que nem todos os "espertinhos" terão o mesmo fim…

    Quer ganhar uma caricatura sua? Participe! Estou indicando o seu blog!

    <abbr>Belcrivelli – último post do blog… Escapa!</abbr>

  • O lance é meter processo. Processei o IG por plágio, depois que eles pegaram três textos meus no Cocadaboa (que assinei como Odisseu Kapyn), editaram e assinaram como deles. Venci, eles tiveram que tirar do ar e ainda me pagaram uma bela indenização.

  • Caramba, pior do que a cara de pau desses kibadores são os auditores que fizeram (será mesmo?) a due diligence dessa aquisição para a HandHeld Entertainment.

  • Saca aqueles produtos tabajara dos Casseta? Teve uma boa leva deles que eu já tinha visto em um livro levemente humorístico sobre design de produto conceitual japonês. É serio.

    <abbr>Pedro Fraga – último post do blog… Barril de Madeira, Cara-de-Pau</abbr>

  • Claudionorbj

    Cardoso, favor postar um desses "hate mail dizendo que os blogs “pequenos” tem direito de roubar conteúdo". Não dá para perder uma piada pronta dessas.

  • Okay gente, mas lembrem que o Ebaum roubava conteúdo com direitos protegidos, como crônicas, artigos, fotos e animações. Se alguém "rouba" o fato de que você linkou pra uma reportagem, não é exatamente a mesma coisa.

    (e minhas simpatias ao Sr. Dentista aí de cima. Deve ser pior ainda ter conteúdo de caráter profissional copiado pela web. Espero que o cara pelo menos não tenha roubado autoria.)

  • Bruno

    Com a nossa cultura do coitadinho, no momento em que um grande kibador for demitido…

    Duvida que vai rolar corrente (vaquinha) pro cara não passar fome? E vão dizer que o blog dele e pequeno por causa dos "bloglões".

    Viva à mediocridade e ao coitadismo.

  • Claudio Emanuel

    O íncrível é que esse tipo de comportamento parece ser estimulado aqui no Brasil, muitas vezes por aquela máxima: as regras existem para os outros, não para nossos "amigos".

    Eu até já comentei em outro post sobre o desestímulo, ao conteúdo original, por conta do CTRL+C/CTRL+V, em alguns fóruns.

    Quando participei, de forma mais ativa, desses fóruns, eu sempre reclamei da falta de um mísero link para o lugar original de onde o texto fôra copiado. O problema é que alguns neles acham que isso, de alguma forma, desanima e diminui o número de tópicos para discussões.

    Acham que isso é frecura, detalhe ou mesmo algum tipo de ofensa pessoal à alguma "panelinha". E mais uma vez a "Lei de Gérson" impera… É só um mísero link, mas faz muita falta no reconhecimento dos verdadeiros autores/donos dos textos.

  • Pingback: “Kibado” ou não “kibado”, eis a questão : Blog dos Alunos da Metô()

  • Claudio Emanuel

    Dei uma olhada no Blog do Treta e a campanha "Usura Não" mudou o endereço, agora é este aqui, do dia 29 de novembro. Perdôem-me pelo OFF.

  • Isso é uma coisa indiscriminada, até eu que tenho 5000 visitas/dia, (mentira, 100/mês) já tive conteúdo copiado… não é preciso muito… o mundo é dos kibadores.

  • Very nice. Thanks