Pai Cardoso prevê a maior subversão da História da Disney

A Bela é a Fera é um dos filmes mais lindos da Disney. o primeiro em que a princesa não é um adereço de cena, completamente passiva na história. A Bela não é legal por ser bonita, ela é inteligente, corajosa, nobre, coloca a família acima de tudo, vence seus preconceitos e consegue enxergar que ainda havia algo bom por trás da Fera.

Eu saí do cinema extasiado, a Bela conseguiu tirar todo o gosto ruim deixado por aquela poia que foi a Vicki Vale no Batman do Tim Burton. A gente queria uma Ripley, ele me coloca uma inútil de uma Kim Bassinger que só sabe gritar, é refém profissional e literalmente um peso morto.

Sim, claro que pra um nerd com problemas, muitos problemas a idéia da princesa enxergando algo bom dentro de você e te mostrando todo um mundo novo (ok, isso é Aladdin) ressoou forte. Bela foi a primeira de minhas muitas (ficcionais ou não, em maioria ficcionais) Manic Pixie Dream Girls. Só uma coisa me perturbou: No final a Fera ter virado o Príncipe. Foi como se tivessem jogado fora toda a mensagem do filme. Tudo sobre o que importa é o que está por dentro, que coração e caráter tornam mesmo uma Fera alguém nobre, foi tudo por terra.

O mais engraçado é que a Disney sabia disso, mas não teve coragem de mudar o final. Quer uma prova? Se você for na  Disney Store, vai achar um monte de produtos sobre o filme. Até o Chip, a chicrinha xicrinha xicarazinha o filho da Madame Samovar você acha pra vender. O que é raríssimo de se encontrar é isto:

Há pouquíssimo material com o Príncipe Eric. Quase zero. A rejeição é altíssima. NENHUMA menina histericamente apaixonada pelo filme (e aí me incluo) dá a mínima pro príncipe. As crianças entenderam a mensagem, mas a Disney não teve coragem de acreditar no que suas pesquisas de pré-lançamento disseram, e no final a Fera vira um Gaston medicado.

Curiosamente bonecos do Gaston não faltam, ele é um ótimo vilão, Walter Elias Disney sempre falou que sem um bom vilão não há história, todos adoram odiar o Gaston.

A ousadia que a Disney não teve foi demonstrada em 2001, quando a Dreamworks lançou sua espetada no Império do Rato: Shrek:

A história da Bela e a Fera foi subvertida totalmente, a Maldição de Fiona não era virar um Ogro de noite (kibe de Ladyhawke, eu sei) mas sim ser princesa durante o dia, mesmo tendo nascido princesa ela era aventureira desbocada mandona decidida e chutava bundas. Quando a maldição é quebrada, e ela assume permanentemente a forma de ogro, por um momento não entende, pois acha que não está mais bonita. Shrek então diz que ela está linda.

Essa ousadia faltou à Disney, mas eu acho, apenas acho que agora isso vai mudar. Vem aí, caso você não saibam, uma versão live action d’A Bela e a Fera, com a minha linda e amada Mione.

Eu sei que é perigoso fazer previsões assim, ao contrário dos videntes da televisão meus leitores não são retardados com memória de Dory que esquecem todas as previsões erradas, mas me arrisco mesmo assim e digo:

Dia 17 de Março todo mundo vai ser surpreender quando no final a Fera permanecer Fera, não vai virar o Príncipe Eric. Aquela biba.

Isso mesmo. A Disney vai mudar o final, e todo mundo vai adorar. Eu cantei essa pedra primeiro.

PS: Antes que alguma feminista de Facebook apareça com aquele mimimi dizendo que a história é “Síndrome de Estocolmo”, já deixo a resposta nas imortais palavras de Bill Maher: GO FUCK YOURSELF.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Ah sim, se você tiver Bitcoins sobrando, também estou aceitando!

 

Leia Também:

  • Geraldo Sant’ana Jr.

    Até esse texto eu nem sabia que o fera se chamava principe Eric

    • Mariana Ribeiro do Vale

      Não se chama, kkk! Eric é o príncipe da Ariel (Pequena Sereia). A Fera se chama Adam!

      • Pois é, eu jurava que era Eric mas não tive disposição de conferir.

        • Mariana Ribeiro do Vale

          Na verdade, esse nome Adam é meio controverso. Nunca vi fonte fidedigna, mas é o que o fandom toma por canon. No fim, todo mundo chama de Fera mesmo.

        • André Melo

          Ele, na forma humana, é tão irrelevante que sequer lembraram de lhe dar um nome no filme. Foi só posteriormente que a Disney, respondendo a perguntas dos fãs, disse que o nome dele era Adam.

      • Não. O Principe Adam é o He-man.

  • Rogério Rizzato

    Eu também não sabia, jurava que era Vicent.

    • Vincent é da série com a Sarah Connors, digo, Linda Hamilton. Só que ali não é uma maldição, ele já nasceu com cara feia, mesmo

      • Rogério Rizzato

        por isso mesmo, acho que é o único nome de Fera que eu conhecia. Achei que todos eram Vicent.

  • gandralf
    • Gui

      Não o é se o príncipe estiver em sua forma humana.

  • Juliana

    Cardoso, já saiu imagem do Príncipe do filme. Só não sei se o ator vai ser usado só no começo (na historinha da maldição, de como ele vira fera etc) ou se também será no final… https://uploads.disquscdn.com/images/c7b7046ab36a295fad9ae06416760bd04ad17a957b0b3671f915f4c38274ccfa.jpg

  • Vinicius Zucareli

    O pessoal do Furry agradece

  • Vinícius Santos

    Depois que a Disney mudou toda a história da princesa Aurora com Malévola, eu sinceramente não duvido! Mas vamos acompanhar!

  • Pedro Lira

    Aposto que não, Cardoso quebra a cara!
    muita benevolência com a disney

    • Pedro Lira

      Perdeu!

  • Comediante

    O fera é um animal transgênero não cis. Difícil definir.
    Melhor perguntar ao Tumblr.

  • JEFERSON G SANTOS

    Otimo artigo, vou super indicar no meu site
    atestadoantecedentecriminal.com