O Dia em que a Info me carcou bonito e nem mandou flores

Existe um termo chamado “Distanciamento Jornalístico” que justifica a clássica pergunta “Mas pq o cinegrafista não largou a câmera e foi ajudar a velhinha se afogando?”. É meio cruel mas tem a ver com profissionalismo, e explica o motivo de muito blogueiro ser barrado em coletivas de imprensa.

Função do jornalista não é opinar durante uma entrevista. Função do jornalista não é xingar o Lula, ou mesmo o Chavez. Pelo menos não enquanto estiver entrevistando. Quer discutir? Monte um talk show.

O famoso slogan do Repórter Esso, “Testemunha Ocular da História” também passa esse distanciamento, mas sendo realista se a História for realmente épica, se você for testemunha vai ser ferrar igualmente. Se for protagonista, babou.

Narrar um furacão do solo pode ser emocionante para quem vê, mas perde-se a perspectiva. Você não sabe o que acontece na rua ao lado. Não dá para testemunhar a História, só pedaços dela. Exceto na Televisão.

Quando os Suspeitos Habituais orquestraram uma tentativa de golpe e conseguiram que o Twitter banisse minha conta (por quase 4 horas) caí em um terrível dilema: Deveria voltar a jogar Battlefield 2 (melhor opção, visto que isso irrita trolls. Sério, apareceu gente criticando até os jogos que gosto) ou continuar escrevendo meus posts pro MeioBit e pro Contraditorium?

O bônus de produtividade não ocorreu. Minutos após o banimento meu MSN pipocava, mais de 2000 mentions no Twitter, suicídios em massa (ok, talvez não) e caos. Um ataque babaca com uma solução corriqueira estava saindo de proporção. Dito isso, só me restou uma alternativa: Capitalizar em cima do fato.

Aí eu vi a bosta que é ser testemunha ocular da História. Eu não conseguia parar para escrever um texto dramático, contundente, inspirador e Humano, narrando meu drama e a Incerteza que tomara conta de minha vida.

Nisso recebo um telefonema da Info. Dois minutinhos, a pergunta mais simples e objetiva possível: “WTF?”. Expliquei o caso e logo depois pimba, estava no ar. Para não ficar explicando toda hora no MSN, passei a dar o link da matéria. No Twitter também fervilhavam RTs do texto da Info.

Assim basicamente eu, blogueiro profissional detentor Da Informação, alvo da notícia, no centro de tudo consegui NÃO monetizar minha Finest Hour, e mesmo minha Volta Triunfante não foi devidamente capitalizada.

Fracassei no hype de mim mesmo, fui derrotado por essa arma velha e obsoleta, mas mortal se bem usada: O telefone. VOZ ainda é a forma mais eficiente de comunicação e o Guilherme Pavarin da Abril soube usá-la.

Ficadika, pra quem só quer fazer jornalismo via e-mail e pros moderninhos que adoram falar que xxx morreu.

Leia Também:

  • hahahaha OWNED!

  • O que importa é que o cara mais chato do Twitter voltou, para escrever mais chatices divertidas.

  • Isso é extremamente confuso para mim, será que eu já matei o Cardoso no BF2, vou inclusive instalar ele novamente e te caçar ? x1?

  • Interessante você chamar o telefone de "arma velha e obsoleta". Me lembrou aquele outro post seu sobre o rádio na noite do apagão. É aquele negócio: martelo é ainda mais antigo mas quem sabe usar a ferramenta consegue construir muita coisa nova com ele. :-)

    • Interessante ver como você não consegue interpretar um texto.

      • Mas não foi isso que o repórter da Info fez? Usou a ferramenta telefone corretamente. Não foi essa a sua dica no final? Use a ferramenta correta pra cada situação, "velha e obsoleta" ou não. Se não foi isso, desculpe, voltarei pras aulas de intepretação de textos.

        • Pedro Mutri

          Foi isso mesmo Emerson, mas ele tá no modo defensivo, qualquer coisa já parte pra agressao.

          Paz.

  • Um comentário um pouco destoante do seu post, mas eu fui dar uma olhada no artigo da Info e fiquei um pouco chocada com a idiotia de alguns comentários de lá. Primeiro que me aborrece um pouco a falta de humildade em afirmar que, só porque não conhece a pessoa, então o assunto todo não é importante. Sei lá, eu sempre penso na possibilidade de EU ser a mal informada e procuro saber de quem se trata antes de sair comentando besteira, mas enfim…

    E, outra, eu considero muito sério quando um usuário com mais de 20.000 seguidores tem a sua conta suspensa no Twitter somente porque…. qual é o motivo mesmo? Sinal de que pisou no calo de alguém e esse alguém tem o poder de passar a borracha na tua conta sem muitos constrangimentos. Com você, foi relativamente fácil (?) reverter o problema, mas, será que vai ser assim com todo mundo?

  • Isso é extremamente confuso para mim, será que eu já matei o Cardoso no BF2 ? vou inclusive instalar ele novamente e te caçar, x1?

  • Eu fui um dos que quase comeceu suicídio. Não dei muitos RTs, mas, twittei bastante sobre. Foi um caso interessante, engraçado de se ver de longe. Melhor ainda porque já vi essas histórias e era CERTO de que no fim a "Volta Triunfante" sairia.

    Foi muito bom ver gente acreditando realmente que a FOX tava envolvida (Risadas extremas aqui), que o twitcalipso tinha começado e essas coisas…

    Imagino que se EU dei muita risada, tu deve ter tido pequenos infartos de tanto rir.

    Mas te digo uma coisa: Eu bem que esperava um Verified Account no fim dessa história toda. =X

  • telephone gaga, you're yet to have your finest hour.

    não posso dizer q não seja verdade q perdeste o bonde (o bonde já morreu?) da história. sei que eu, enquanto tu estavas na sala da diretoria negociando tua suspensão, passei algumas vezes por aqui, pelo passaralho, buscando o tal texto dramático… daí, qdo vi o link da info, entendi que havia flashes e microfones da coletiva de imprensa no meio do caminho.

  • João Paulo

    Cardoso, qual é o teu nick no BF2? Vai que eu já te matei. :-)

  • Gostei da sinceridade.

  • Rafael Razeira

    @Gabriel Subtil

    Eu também queria saber!

    Cardoso, qual o teu user? Queremos ver as tuas medalhas no http://www.bf2s.com...

  • Pra um cara que escreve por profissão, você tem um sério problema com falta de vírgulas.

    • É justamente o contrário, virgularizo demais.

      • Eu já identifiquei uns 4 ou 5 pontos aí, pelo menos, em que faltou uma separação entre as orações. Mas melhor deixar isso por aqui, pra não parecer implicância e mimimi e tu achar que é trollagem, porque nem é. Se funciona pra você assim, se funciona pra quem te lê assim, então é assim que funciona e deixa quieto.

  • O melhor de tudo são os comentários na materia da Info:

    – Quem é esse Cardoso?

    – Eu pensava que ele era parecido com o House.

    – Eu dei unfolow nele porque ele twita muito.

  • Pra falar verdade eu só dei conta que seu twitter tinha sido suspenso quando ví a reportagem na info.

    Daí fiquei rindo dos otários que comentaram lá. A maioria (que deve ser defensores do kibe) ficava falando mal d vc tipo "Quem diabos é cardoso", "Ele nem parece com o Dr. House".

    Pra vc ver, um post normal de algum assunto ligado a tecnologia no blog da info não rendia o tanto de comentários que o seu deu. Mesmo sendo um post falando de um "Zé ninguém", como diria aquele povo q comentou.

  • Você deixou a entender que foi o espertão do orkut ouro que de início ao movimento trolano. Confere?

  • Reconheço que algumas piadinhas dos comentadores sobre como a sua suspensão não afetou a vida deles estão dignas de ser lidas.

  • Parabéns Cardoso. Sabia que isso não vingaria.

    A inveja é uma faca de dois gumes.

    Gostaria que me invejassem como te invejam, talvez alguém lesse meus twits e visitasse meu blog. Seria o máximo.

    Isso me deixaria mais feliz em 21 de dezembro de 2012.

  • Pedro

    cara eu não vi nada disso… o0

    quando foi? durante o fim de semana?

    (não uso twitter mesmo então não faz diferença)

    ruim mesmo seria se suas postagens por aqui de repente acabassem…

    ai eu sentiria falta, gosto de seus textos…

  • rodrigobg

    Nossa!!! cheguei tão atrasado que prefiro nem comentar sobre o assunto….

    • damasiofa

      E eu, então.