Cuidado, Google, Microsoft Advertising chegando no Brasil

bill gates 

Monopólio é uma droga, não existe monopólio do bem, nem o Google que irá conquistar o mundo eventualmente é bonzinho quando monopoliza algo.

Blogs vivem uma relação de amor e ódio com o AdSense. Seja banimentos sem justificativa, seja gente plagiando nosso conteúdo, anunciando via AdSense e o Google dizendo "não é problema meu", apesar de ser proibido pelas regras, que só valem para eles.

Como 100% das alternativas ao AdSense são uma droga, e mesmo as promissoras ainda estão engatinhando, a gente acaba tendo que entubar, pois o AdSense é implacável, mas paga e bem.

Só podia pagar melhor. Blogs como o MeioBit estariam em uma posição financeira invejável nos EUA, por exemplo, mas no Brasil? Qua qua qua.

Agora parece que surgiu uma alternativa. A Microsoft, que não é boba nem nada, está investindo pesado no mercado de publicidade em blogs, nos EUA por exemplo fechou acordo com o Digg, o UEBA de lá.

Segundo o release que recebi do Garganta Profunda, meu contato na empresa, agora estão usando os serviços da DRIVEpm, uma empresa especializada em otimização de targeting e publicidade dirigida. E esses serviços incluem o Brasil.

Inicialmente só estão trabalhando com Top Sites, por isso você vê este blog cheio de banners da Microsoft, mas eventualmente isso vai chegar aos blogs, pois a grana mesmo não está no Interney, está no blogspot, no fotolog, no blig. (argh!)

Eu quero muito que invistam nessa área no Brasil, e pelo jeito não vai demorar.

Aí, vamos ver se o Google vai brincar com alguém de seu tamanho como brinca conosco, os publishers-peixinhos.

Abaixo o Release na íntegra:

Microsoft inova em publicidade online no Brasil

Empresa oferece soluções para o segmento online com base nos serviços da DRIVEpm e da plataforma Atlas

A Microsoft Advertising, divisão de publicidade digital da Microsoft Brasil, traz para o país, a partir de junho, as soluções de propaganda online da DRIVEpm. O objetivo é melhorar a performance das campanhas por meio da consolidação da audiência e de tecnologia de ponta.

Em maio de 2007, a Microsoft adquiriu a aQuantive, grupo do qual pertencem tanto a DRIVEpm como a Atlas. A DRIVEpm utiliza como base a tecnologia Atlas, que oferece soluções para mídia digital e tem no portfólio as principais agências, anunciantes e web sites ao redor do mundo.

De acordo com o diretor comercial da Microsoft Advertising, Leandro de Paula, com a nova solução, a taxa de conversão é de até sete vezes maior, de acordo com os testes realizados até o momento. “Por meio da análise comportamental dos usuários, conseguimos oferecer uma solução que aumenta a eficácia e vai diretamente de encontro ao target do anunciante”, comentou o executivo.

As principais vantagens são:

  • Resultados: o anunciante passa a ter melhor controle sobre o target, além da segurança sobre a exposição da marca.
  • Tecnologia de ponta: por meio da plataforma Atlas, os clientes têm um tracking robusto de resultados e relatórios diferenciados que ajudam a otimizar os anúncios.
  • Foco consultivo: serviço que oferece uma especialidade reconhecida como uma das melhores no mercado. O objetivo é ajudar as agências e os anunciantes a encontrarem o melhor inventário no meio online.
  • Mídia Premium: a DRIVEpm inclui apenas os top web sites da internet, ou seja, a audiência mais relevante do mercado (incluindo a Microsoft Network), ao mesmo tempo que garante a integridade da marca.

Sobre Microsoft Advertising

A Microsoft Advertising oferece aos anunciantes ferramentas e soluções de última geração em publicidade online, além de audiência sem precedentes, com o objetivo de promover maior engajamento entre marcas e consumidores. O portfólio inclui toda a plataforma digital da Microsoft: Atlas, AdECN*, adCenter*, DRIVEpm, Massive* e ScreenTonic*., além dos serviços Windows Live, Portal MSN, Office Online, Xbox*, Live Search, entre outros. A Microsoft Advertising, presente em 42 países e em 21 idiomas diferentes, torna as operações de compra e venda de mídia mais simples e inteligente, oferecendo o melhor retorno sobre investimento. Para mais informações, visite http://advertising.microsoft.com/brasil (*ainda não disponível no Brasil).


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • O Ueba americano não seria o Fark? Não em número de usuários, claro, mas em estilo de site?

    Enfim, algo assim partindo da Microsoft seria uma boa, visto que, por exemplo, o UOL Anúncios é uma piada.

  • Guilherme

    comparar digg com ueba é uma viagem das grandes hein… são modelos completamente diferentes.

  • Tonny

    A Microsift, como sempre, com seus nomes incrivelmente sem graça, complicados, difíceis de lembrar e sem graça. Já falei que eles sãos em graça?
    Ok, ok, tem Windows, Word, Excell, viraram sinônimo de S.O., processador de texto e planilha eletrônica, respectivamente. Igual BomBril. Mas, cacete, tem uns nomes que não descem, e esse é um deles. Compara essa coisa com "AdSense". Compara Windows Live Messenger com "GTalk". Isso que estou me restringindo aos produtos de uso mais geral, na linha mais corporativa ela pega pesado, e coloca praticamente um resumo do manual de usuário no nome do produto.

    • Uau, que crítica mais fundamentada. É isso aí, na falta do que falar mal, vamos reclamar do nome. Ah, a logo é vermelha, ficou meio esquisito, que tal?

      • Tonny

        Extremamente fundamentada sim. Fundamentada na minha opinião e nas minhas preferências pessoais, acho os nomes dos produtos MS chatos e sem graça demais da conta. Na falta do que reclamar? Bom seria se fosse só isso, os nomes, que eu tivesse a reclamar da Microsoft…

        Em todo o caso, é claro que, nomes a parte, é bom ver alguém se mexendo para incomodar (ou não) o Google. E certeza que ele vai se incomodar, já que isso (anúncios online) é o principal ganha pão deles.

    • Bom mesmo é o Mobile Millenium, digo, MobileME, da Apple, né?

  • haha

    o digg eh o ueba americano? hahahahaha

    o ueba eh um "chupador" de conteudo alheio muito mal feito e organizado por um elemento de extrema direita, que na epoca do desarmamento inclusive parou tudo no site pra de cada 4 links 3 serem contra o SIM (o outro era algo aleatorio, links contra o NAO jamais foram publicados)

    • Fabrício

      Injusto isso. Chupador não. Pois até onde sei, o Knutz (o qual não conheço), nunca deixou de dar créditos para ninguém.

    • O cara gosta de arma. :P
      Eu votei NÃO e, se na época já tivesse o blog, faria o mesmo que ele!

  • Cardoso, eu uso a UOL porque o google diz que meu site é impróprio. Sério, tenho mais de 1400 visitas diárias, é algo que já dá pra ganhar alguma grana. A Uol me rende quase R$ 200,00 por mês. Falei com o Yahoo, eles disseram que não tem aqui no Brasil ainda. Não vejo a hora da Microsoft chegar e investir neste tipo de anúncio.

    Abraços.