O Twitter da Dilma, ou “Obrigado, Esparro”

dilmabye

A última eleição no Brasil foi vista por muitos como “A” eleição das mídias sociais, com direito a “marketeiro do Obama”, candidatos soltando vídeos no YouTube, Orkutando e Tuitando pra todo lado.

Eu não discordo, embora ache que o alcance das redes sociais na terra onde se vota em troca de sapato e emprego pro filho ainda é limitado. Convenhamos, se Internet influenciasse tanto ninguém precisaria de boca de urna, a forma de divulgação mais idiota possível, e uma das que melhor funciona.

O que me assusta é que no Brasil, ao menos no nível do Poder Executivo as redes sociais são vistas como uma versão moderna da boca de urna, do santinho, do galhardete pregado no poste. A única vantagem para nós eleitores é que a Internet não fica suja como as ruas, depois das eleições.

O melhor exemplo é a campanha da Presidente Dilma. Lançado com pompa e circunstância seu pé nas redes sociais foi enorme, utilizando de forma correta as ferramentas Dilma amealhou centenas de milhares de seguidores, chegando a momentos de puro estadismo, quando trocou amabilidades com os adversários. Por um breve instante parecia que estávamos diante de uma Utopia, onde políticos trabalhariam de forma transparente.

 

Foi uma visão impressionante, a idéia de que nossos líderes interagiriam diretamente conosco era bom demais para ser verdade. Well, era mesmo.

Assim que foi eleita Dilma sumiu das redes sociais. Sua última mensagem no Twitter é um primor de politiquês, desejando conversar mais com os eleitores no Twitter em 2011. Legal, pena que ela falou isso 367 dias atrás.

Quando mencionei isso no Twitter a explicação foi que ela tem mais o que fazer. Nem vou questionar a sugestão implícita de que todos no Twitter são um bando de desocupados, mas ficam algumas dúvidas:

1 – A Dilma é mais ocupada que o Barack Obama? De vez em quando ele dá uma tuitada.

2 – A Dilma não tem uma equipe de assessoria de imprensa para tuitar por ela? O Obama tem, e ainda é digno o bastante para deixar isso explícito e assinar quando o twit é dele mesmo.

3 – Se somos todos desocupados e não merecemos falar com a Dilma e seu anjo, por que diabos ela fingiu que gostava da gente? Só queria nosso voto? AH AH se ferrou, eu anulei!

Que o povo não tem memória, eu até entendo, mas a própria Presidente parece Alzheimerizada, vide esta matéria da Época, publicada em 20/9/2011 – Dilma destaca importância das redes sociais para transparência.

Isso é coisa que se diga, Presidente, 281 dias APÓS sua última tuitada?

No meio disso tudo, a dúvida: Será que a Dilma está certa? Será que ser Presidente na América Latina realmente toma muito tempo? Fiz uma coleta de dados com todos os líderes da AL. Eis o resultado:

País Presidente Twitter Followers Twits Último Twit
Argentina Cristina Fernandez @CFKArgentina 746.020 1.202 10/12/2011
Bolivia Evo Morales n/a   n/a n/a
Brasil Dilma Rousseff @dilmabr 959.897 394 13/12/2010
Chile Sebastian Piñera @sebastianpinera 641.423 1.142 15/12/2011
Colombia Juan Manuel Santos @JuanManSantos 584.830 2.596 15/12/2011
Costa Rica Laura Chinchilla @laura_ch 79.699 1.600 15/12/2011
Cuba Raul Castro quaquaqua hahaha hahaha n/a
El Salvador Mauricio Funes @MauricioFunesSV 2.457 5 19/02/2010
Equador Rafael Correa @MashiRafael 165.056 947 12/12/2011
Guatemala Álvaro Colom @alvaro_colom 2.627 24 14/11/2009
Haiti Michel Martelly @presidentmicky 22.042 2.977 15/12/2011
Honduras Porfirio Lobo @pepe_lobo 531 23 07/12/2011
México Felipe Calderon @FELIPECALDERON 1.229.657 1.536 15/12/2011
Nicarágua Daniel Ortega n/a n/a n/a n/a
Panamá Ricardo Martinelli @rmartinelli 147.160 783 15/12/2011
Paraguay Fernando Lugo  @Fernando_Lugo 11.320 674 12/12/2011
Peru Ollanta Humala @Ollanta_HumalaT 172.217 600 26/11/2011
R. Dominicana Leonel Fernandez @LeonelFernandez 4.538 30 08/09/2011
Uruguay José Mujica n/a n/a n/a n/a
Venezuela Hugo Chavez @chavezcandanga 2.361.777 1.388 22/11/2011

Dos 20 países somente 4 Presidentes não têm Twitter.

Dos 16 que tem, 12 tuitaram nos últimas 2 meses.

Somente Dilma do Brasil, Mauricio Funes de El Salvador e Álvaro Colom da Guatemala tuitaram pela última vez de 2010 para trás.

6 Presidentes tuitaram hoje.

Na pior das hipóteses, sendo bem pragmático esses estão usando as redes sociais como ferramenta de propaganda. Perfeito, é o que todo mundo faz. Quem não usa está perdendo, mobilizar 1 milhão de pessoas com um simples clique é algo que Goebbels mataria para poder fazer. Deve até ter matado, aliás.

Na melhor das hipóteses (para eles) estão em suas torres de marfim de olho no que acontece aqui embaixo; conversando diretamente com a população, desarmando bombas, espetando adversários, recebendo informação diretamente da fonte e evitando o maior problema que sempre afligiu governantes: estar cercado de gente que só fala o que você quer ouvir.

Para o Bem ou para o Mal esses governantes estão usando as redes sociais, bem mais que a Dilma, bem mais que o José Mujica, bem mais que o Álvaro Colom. E não, se você tem gente que “usa” pra você, você NÃO está usando as redes.

Náo há problema em viver em uma Torre de Marfim, desde que ela tenha um excelente link de Internet. Do contrário, as redes sociais chegarão a esses governantes da pior forma possível (para eles): Esta:

egypt-logo-poster-protest


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Gostei do texto, o sujeitinho ali na foto só pecou por usar o Internet Explorer, mas tudo bem.

  • Há um erro de gênero da frase: "Dos 16 que tem, 12 tuitaram nos últimas 2 meses."

  • O que mais me deixa pasmo no Brasil, é o uso de uma mídia de comunicação, para cultivar na população a continuar não entendendo a mensagem do que é lido, seja num update no Twitter, Facebook, ou onde quer que seja.
    Mesmo com enorme reconhecimento mundial como "A Maior Democracia Digital do Mundo", a verdade é que não estamos longe do voto de cabresto dos séculos passados.
    É tão paradoxal que o povo tão engajado para apelos sociais seja tão ignorante na política. Tiririca que o diga!

  • No Brasil ainda se tem ideia que Twitter só serve pra dizer "Estou no banheiro".
    A maioria das empresas que citei no meu, pelo nome ou pelo @, elogiando ou não, ignorou o tweet. Apenas o Brasdesco agradeceu um elogio e o Norte Grill pediu a opinião depois de ver um check in meu. Sobre esse vale dizer que me procuraram por e-mail e por telefone querendo saber porque achei a comida deles ruim e o que podiam fazer para melhorar, acredite, eles aceitaram pelo menos uma das minhas sugestões.

  • Felipe Alves

    De uma mulher que se elegeu contando um monte de mentiras o que mais você esperava?

  • Cardoso, há uns três meses, andei visitando os perfis dos nossos presidenciáveis e até o Eimael twittava. Enquanto a Dilma nada. Quando começou o papo do uso de redes sociais nas campanhas, escrevi um post no meu blog Em busca de um novo Ben Self (http://www.meemblogando.com.br/em-busca-de-um-novo-ben-self/). No texto, eu digo que ele não existe, que o momento americano para as redes sociais de Obama era completamente diferente do simulacro que tentaram no Brasil. Entretanto, eu adicionei que era válida a tentativa do uso das redes pelos candidatos desde que fosse verdadeiro. Infelizmente, a "presidenta" não cumpriu o último tweet. Eu twittei com um "Aham, senta lá, Claudia!". Mas, também, o que esperar de alguém que dava oi para os "internautas". Acho que estamos longe do uso legítimo e original do uso político das redes no Brasil. Vamos ver o que acontece nas próximas eleições.

  • Marcelo

    "quaquaqua hahaha hahaha"
    Simplesmente épico

  • Lembro perfeitamente que quando ela foi perguntada porquê o orkut a elogiava e o facebook a atacava ela respondeu: "O Facebook é para gente abonada."
    Eu sou "abonado" e não sabia. Obrigado, Excelência.
    Parabéns pelo post e pela pesquisa, Cardoso.
    VL&P

    • camilo

      Fonte?

  • O político brasileiro (em sua grande maioria) teme o contato direto com o povo. Principalmente o eleitor mais consciente ou mais bem informado. Quem não se lembra da horrível saia justa pela qual passou Dilma quanto fizeram um debate na Internet com perguntas ao vivo de internautas? Foi um festival de engasgos e de olhares espantados para os assessores em busca de socorro. Depois daquele debate (um enorme sucesso de audiência) nenhuma outra emissora de TV, rádio ou mesmo na Internet repetiram a dose. Os partidos (em especial o PT) simplesmente não aceitaram mais aquele modelo de debate.

    O twitter, mais do que qualquer outro, permite um "tete-a-tete" direto e, se o político mente ou não consegue ter um pensamento claro (como é o caso de Dilma que só fala depois de ler bem seus textos já prontos) é morte certa.

    Assim, os mais despreparados correm desse contato direto como o diabo foge da cruz e preferem ficar no seu mundinho quase de faz-de-conta criado pelos assessores que filtram tudo e dizem até o que ele deve fazer na hora de usar o papel higiênico.

    • E que "tete-a-tete" decente pode-se ter com apenas 140 caracteres?

      É um idiota, mesmo.

  • nossa…cada coisa que a gente ve…politica é uma caixinha de surpresa..principalmente quando estamos falando do PT

  • Angela Rosário

    Cardoso, vi que não estava lhe seguindo, fui tentar seguir de novo e vi que me bloqueou. Juro que não entendi, não sou troll, nunca lhe ofendi, aliás gosto dos seus comentários. Não sou blogueira, nem jornalista, sou uma dona de casa que mora no interior da Bahia e que gosta de acompanhar os acontecimentos do twitter. Mas ó, se você teve seus motivos eu respeito e peço desculpas por importunar aqui.

    @angelarosario1

    • Angela Rosário

      Desculpe pela duplicidade do comentário.

  • Angela Rosário

    Cardoso, vi que não estava lhe seguindo, fui tentar seguir de novo e vi que me bloqueou. Juro que não entendi, não sou troll, nunca lhe ofendi, aliás gosto dos seus comentários. Não sou blogueira, nem jornalista, sou uma dona de casa que mora no interior da Bahia e que gosta de acompanhar os acontecimentos do twitter. Mas ó, se você teve seus motivos eu respeito e peço desculpas por importunar aqui.

  • A sorte é que a @diImabr (com dois ii), também no FB http://www.facebook.com/DilmaBolada parece ser do bem.