Transformar funk em crime? A culpa não é dos políticos, é sua. E do Obama.

Parabéns, macacos.

Falamos muito do kibe, que virou até verbo mas o brasileiro é macaco de imitação desde sempre. Adoramos idéias originais dos outros. Importamos modas, estilos e até programas de TV. A terra que tem Boni, Walcy Carrasco, Doc Comparato, Guel Arraes, Jorge Furtado compra modelinho pronto de programa gringo. E batemos palmas.

Você bateu palmas pro Obama, que eu sei. Quando a Casa Branca abriu um formulário pra cidadãos sugerirem projetos todo mundo achou o máximo, ainda mais pelo fator zoeira. Você bateu palmas quando responderam epicamente a uma sugestão de que o Governo dos EUA construísse uma Estrela da Morte. Eu bati também.

Aí tiveram a infeliz e inevitável idéia de importar isso pra cá.

Hoje você vê a Internet em fúria por causa de uma proposta dos políticos fascistas brancos cis-hetero machistas capitalistas, que querem criminalizar o funk carioca, Eu vi RIOS de chorume por causa da idéia. Ela em si não me desagrada, mas eu criminalizaria qualquer música que não foi lançada em cartucho de oito pistas.

Sim, funk carioca é um lixo especial, pois arrasta pra lama nomes como James Brown, George Clinton, Kool & The Gang, Isaac Hayes, Marvin Gaye, Al Green, Rick James, Earth Wind and Fire e um monte de outros.

Imagine Stevie Wonder cantando

“Escolhi da marca dako porque dako é bom Dako é bom! Dako é bom! Calma minha gente, é só a marca do fogão… “

Ou esta coleção de pérolas do cancioneiro funkeiro nacional:

“Tua boca secou, você tá com calor, minha piroca vai te refrescar”

“Se é matemática eu vou ter que te explicar, se é porcentagem o R7 vai ensinar, se é porcentagem o R7 vai ensinar, 40% oral, 60 pra tu sentar”

“Como é bom transar com puta profissional. Vem foder no clima quente, no calor de 30 graus. Essa mina, ela é doida, ela faz coisas absurdas. É piroca encaixando na xota e é saco batendo na bunda”

Esses versos riquíssimos são do MC Pedrinho, 12 anos.

Portanto é compreensível que queiram acabar com o funk, mas vou contar um segredo: mesmo políticos entendem que não faz sentido banir um gênero musical inteiro por causa de merda que se aglutina e flutua pra superfície. Essa gana de banir proibir e criminalizar tudo que não se gosta é uma reação que vem de baixo, muito baixo.

Todo mundo está demonizando o Senado por estar discutindo a criminalização do funk, mas vou contar um segredo: Eles estão tão ou mais putos do que você. Eles acham isso uma discussão idiota, que nunca passará pela Comissão de Constituição e Justiça, e na melhor das hipóteses seria um pesadelo de relações públicas impossível de ser implementado.

A culpa, meus amigos, não é dos políticos, é nossa.

Nós macaqueamos o modelo dos gringos e criamos um Portal da Cidadania onde qualquer um pode enviar sugestões de Leis, e se passar de 20000 likes, a proposta é examinada pelo senado. A proposta da criminalização do Funk foi um desses casos.

Ou seja: A Internet, grande defensora da Democracia está chilicando por causa de uma sugestão feita por um cidadão comum e democraticamente votada por outros cidadãos comuns. Participação direta no dos outros é refresco, né?

O site inteiro é um triste retrato do umbiguismo do brasileiro. Todo mundo legislando em causa própria. Literalmente. Entre as propostas mais votadas, temos:

  • Cassação do Deputado Jean Willys por desacato a Sergio Moro (155.234 votos)
  • Reduzir os impostos sobre games do atual 72% para 9% (75.930 votos)
  • Fim do Imposto sobre Veículo Automotores, IPVA (57.563 votos)
  • Proibição da cobrança de impostos, pois imposto é roubo (37.488 votos)
  • Proibição da Candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência (33.976 votos)
  • Discriminalização Do Cultivo Da Cannabis Pra Uso Próprio (32.163 votos)
  • Criminalização da Sharia em território brasileiro (28.437 votos)
  • Proibição da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva a Presidência. (28.351 votos)

Todas essas propostas serão avaliadas pelo Senado. Inclusive a proposta de Lei prevendo aposentadoria para portadores de Autismo (25542 votos). O Tumblr vai adorar isso.

A verdade, minha gente, é que o brasileiro ADORA uma Lei, mesmo não cumprindo as que desgosta. Eu adoro escrever sobre bobagens legislativas propostas por políticos, mas sendo honesto nunca vi tanta barbaridade quanto as propostas por cidadãos. Vamos então às…

INCONCEBÍVEIS PÉROLAS
DAS SALSINHAS DO SENADO!

1 – Militarização das Escolas Públicas

Isso mesmo, o sujeito diz que uma escola militarizada acabaria com a indisciplina e a violência nas escolas. Qual será o próximo passo, armar os estudantes?

2 – Fim da visita íntima nos presídios.

Eu sempre falo, brasileiro não quer justiça, quer vingança. Imagine o grau de mesquinharia dessas 910 pessoas, pra querer proibir um ser humano do sagrado direito de furunfar. E sim, ele basicamente sugeriu estupro como alternativa. Mas ruins são os políticos…

3 – O corretor de imóveis deverá ser remunerado por cada visita feita com clientes nos imóveis

Basicamente o lindão quer que a gente PAGUE pra ele mostrar o produto. Imagine se a moda pega. “Posso ver aquele sapato?”  “Pode sim, são cinco Reais”.

4 – Todos os impostos se tornarem voluntários.

AHAHHAAHHAAHAH – um momento, você falou a sério. UHAUHAUHA MHUUHHAAHH AHUAUHAUHAUH

5 – Proibir os “chemtrails”: pulverizações químicas na atmosfera

Vocês acharam mesmo que um campo fértil e adubado como esse ficaria livre do pessoal das teorias conspiratórias?

6 – Desconto de 50% para estudantes na compra de livros (qualquer tipo de literatura).

Notem que ele fez questão de deixar claro que quer comprar mesmo é Crepúsculo, se bem que depois do “auto custo” fica meio evidente que esse cidadão não lê muito…

7 – 25% do ofertado em lanchonetes e restaurantes sejam opções vegetarianas e veganas

Dado que a quantidade de gente que escolhe opções veganas e vegetarianas é ínfima, e esses produtos são altamente perecíveis isso só aumentaria o custo dos restaurantes, e quem come comida de verdade pagaria o pato. Em resumo: Vai na porra do seu restaurante vegetariano e não vem encher o saco na minha churrascaria.

8 – Obrigar os políticos a usarem somente o sistema público de transporte.

Eu adoro isso, brasileiros e suas vingancinhas mesquinhas. O sujeito não tem noção que um político custa caro e precisa otimizar seu tempo. Não, importante é botar o sujeito andando de ônibus, huehue somos malvadões.

9 – Referendo para que o Brasil passe a produzir Bombas e Mísseis Nucleares

OK, essa eu apóio! Imaginem que máximo, o Brasil com a mesma estatura mundial que gigantes como o Paquistão e a Coréia do Norte! E sempre podemos testar a bomba em Niterói… Ah mais uma mais uma: Dado que é Brasil o projeto para construir nossa Bomba Atômica poderia ser chamado… Projeto Mamata. Pegaram? huehue

10 – Punição para quem usa trapaças em jogos eletrônicos Online

hahaha isso mesmo. Um n00b chorão quer que o SENADO FEDERAL crie uma Lei contra gente que joga melhor que ele (todo mundo)  e é acusada de cheater. Mas quem sou eu pra criticar o Hardcore Channel BR, é algo sério e triste.

11 – Mais de trezentas mil vagas de empregos com o fim do exame da OAB

A idéia é ótima. Podemos expandir. Se acabarmos com a exigência do diploma de medicina não precisaremos importar médicos de Cuba, preencheremos todas as vagas rapidinho.

12 – Fim da bancada evangélica na política

Afinal de contas os políticos da bancada evangélica chegaram lá com votos dos budistas, imagino. Não é como se eles representassem algum grupo específico de eleitores… se bem que pelo texto eu acho que ele entende que bancada evangélica é uma bancada mesmo, tipo uma mesa…

13 – Fim dos Privilégios Femininos

Um homem sofredor discriminado e massacrado pelos inúmeros privilégios femininos dos quais ele só consegue citar um. OK então.

14 – Remoção do campo “sexo” em certidões de nascimento emitidas no país

É claro que a turminha da lacração iria aparecer. E só pq algo entre 99,9% e 99,7% das pessoas se identificam com seu sexo biológico não é motivo para tratar isso como padrão, temos que prever TODAS as possibilidades. E boa sorte pra descobrir se Darcy é menino ou menina ou helicóptero de ataque, sem olhar debaixo da fralda já que a Certidão não diz mais.

15 – Entrega por parte do Senado de medalha de honra ao mérito ao humorista Danilo Gentili

Pau no cu do Comendador!

16 –  Proposta pela proibição do rock, em defesa da família e das crianças.

Viram? Não é só o funk, há quem queira acabar com o Rock também. SÓ QUE O ROCK NUNCA VAI ACABAR!!

17 – Fim da cobrança de fração de centavo por Postos de Combustíveis (Exemplo R$ 3,499).

Ou: Eu não sei como matemática funciona então na dúvida acho que estou sendo lesado.

18 – Instalar o sistema Linux nacional Eduzeru em todas as escolas públicas

ahahah Ah, freetards, sempre atrás de um boquinha. Note que ele também pede a doce e suculenta verbinha obrigatória, afinal ser livre não paga as contas.

19 – Porte de arma obrigatório.

“O porte de arma obrigatório tornará todos os cidadãos iguais em poder e capazes de se defender, aumentando o risco para aqueles que pretendem cometer crimes. Cada cidadão será seu próprio policial. Quem não puder adquirir uma arma deverá requisitar à polícia pública.”

Eu realmente não consigo ver onde essa idéia genial poderia dar errado. Não, não senhor.

20 – Criar uma aula especializada na história da internet e em “memes”

Percebe, Evair, o sujeito que recebeu uma berinjela do zapzap e não sabia o que significava…

21- Cota de 30% para pessoas sem experiência profissional nas vagas de emprego.

Só fracos começam por baixo. Essa legislação será especialmente divertida quando for aplicada a neurocirurgiões e pilotos comerciais.

22 – Toda despesa paga (produto, serviço, tributo em geral) que contenha o CPF do cidadão é dedutível no IRPF (Imposto de Renda).

“Bom dia, eu vou levar um desses porta-aviões, embrulha pra mim?”

“Claro senhor, vai querer CPF na nota?”

“Com toda certeza.”

23 -NIÓBIOBRAS

“A Criação de uma empresa estatal para explorar estrategicamente o uso do nióbio, para o desenvolvimento tecnológico dos produtos brasileros.(sic)”

Eu tenho CERTEZA que o sujeito não sabe nem pra quê server Nióbio. Também tenho certeza de que esta é uma foto dele:

 

24 – Transformar o nióbio em moeda corrente dentro do brasil e combater a inflação regulando os grandes mercados dos PAÍS

Essa é incrível, o sujeito não tem idéia do que seja Nióbio, do que seja moeda e de como funciona o sistema monetário internacional. É um delicioso samba do crioulo doido monetário. Mas acredite, sempre dá pra piorar:

25 – Usar os minerais nióbio e grafeno como moedas de troca internacional no comercio.

OK beleza. Vamos esquecer que grafeno não é um “mineral”, e que não se minera “carbono”. Vamos ao ponto mais engraçado: Agora a moeda é o Nióbio, não mais o Dólar. Como EXATAMENTE vamos vender coisas pra fora, se eles não têm Nióbio? De resto, impressionante a compreensão geopolítica de quem não sabe onde fica nem o CAPS LOCK.

26 -Casamento civil indissolúvel opcional.

Isso… isso é retardado. Fui ler a proposta e basicamente é uma idéia pra diminuir o número de divórcios fazendo as pessoas se forçarem a permanecer casadas. Pombas, qual o sentido de você escolher uma modalidade de casamento indissolúvel? É só não se separar, cacete.

27 – O fim de sites com conteúdos pornográficos.

Nas palavras do filósofo Perry Cox, no dia que tirarem o Pr0n da Internet só sobrará um site, que dirá “traga o Pr0n de volta!”. Essa briga da turma da moralidade e dos bons costumes é eterna, e eles SEMPRE perdem. Os afrescos de Pompéia resistiram a um vulcão e estão aí até hoje, promovendo a boa e velha safardanagem. Acham mesmo que uma leizinha mixuruca iria acabar com a pornografia na Internet?

28 – PROIBIR TRANSPORTE DE PASSAGEIRO DE PÉ EM TRANSPORTE PÚBLICOMais uma daquelas boas intenções que pavimentam o caminho pro inferno. O sujeito acha que magicamente a frota vai triplicar pra acomodar todo mundo confortavelmente sentado? E onde eles ônibus e trens e metrôs e BRTs extras vão andar? As ruas continuam as mesmas e já estão congestionadas.

29 – A leitura da Bíblia nas instituições de ensino (matéria facultativa respeitando a laicidade do Estado) será muito benéfica.

Nossa mas essa proposta é muito laica, laicona. Nada respeita mais o Estado Laico do que obrigar todas as escolas a aplicar aulas de leitura da Bíblia.

30 – Que se torne crime todo e qualquer tipo de preconceito contra o Funk

E o círculo se fecha. O que começa com uma idéia imbecil de proibir todo um estilo de música por achar funk carioca uma merda termina com uma idéia igualmente idiota, de me tirar o sagrado direito de ACHAR funk uma merda.

O problema, como demonstrado, não são os políticos, não é Brasília, não é nem o Brasil. É o povo que coloca essa gente lá e, convenhamos, está muito bem representado.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Ah vai, porte de arma obrigatório é legal!

    • The Purge, Morty, é assim que funciona!

      • EmuManíaco

        Acabou de me lembrar que tenho que assistir o novo episodio de rick and morty.

      • Seríamos a Detroit de Robocop (o bom, não o remake)

        • Detroit do Robocop é Paraná, que teve como governador o Roberto Requião, que ia pros comícios com revolver na cintura

      • Now Purgenol-Free

      • Ivan

        Verdade, vou passar uns dias no Texas, sair matando geral…

  • Diego Matias

    Que alívio. Achei que o Rock ia ficar de fora das proibições. Um absurdo essa geração de hoje em dia não se chocar mais com gente mal encarada, barulhenta e cabeluda (ok, as bandas de hoje não tão ajudando) e como assim a redução de imposto aos videogames só tem 75.930 votos???

    Inconcebível.

    • EmuManíaco

      Tinha era que dobrar só pra ver a galera em rage.

  • EmuManíaco

    Algumas são interessantes e outras tem a ver apenas com egoísmo. Mas pra mim a pior são as baseadas em conceitos de moralidade cristã. Essas dão náuseas… O gente incapaz de viver sem impor suas idiotices para o próximo.

    • Humberto Jorge

      Vive em uma região fundamentada em Moral Cristã. Se não gostou, Iraque, Irã, tão aí pra você desfrutar de outro tipo de moralidade.

      Se você vive hoje até reclamando da Moral Cristã, você deve muito a ela, pra ficar reclamando.

      P.S.: Não confundi com Proselitismo Religioso que são os Malafaias, Edir Macedos da vida.

      • EmuManíaco

        Não . Eu posso viver aonde eu quiser e mesmo assim criticar o sistema. Moralidade cristã funcionou em outra época, hoje ninguém precisa ter medo de igreja e deus pra fazer a coisa certa. Quem sente empatia pelo proximo não precisa de “moral cristã” pra agir corretamente.

        • Humberto Jorge

          Wrong. Você vive exercendo moral cristã todo o santo dia. Moral Cristã não é só ir pra igreja num domingo ou praticar rezas mirabolantes. Moral Cristã é uma serie de dogmas e filosofias que junto com a Economia Judaica e a Filosofia Grega constrói a Civilização Ocidental. Coisas como liberdade (Founding Fathers) , individualidade (Chesterton, Burke), pensamento crítico científico (Occham, São Tomás de Aquino, Santo Anselmo, Euler etc.), tudo isso veio olha de uma coisa chamada I-G-R-E-J-A.

          Problema é jogar todo o balaio. Hoje somos moralmente cristãos como sociedade, vivemos até hoje isso. Sugiro, você ler um livrinho de um alemão que não é Karl Marx e sim Max Weber, chamado A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. Boa leitura.

          • Ivan

            De novo não vivemos apenas em uma moral cristã, não estamos mais na idade media onde a Igreja manda, nossa moral é mais humanista do que cristã, agora é crime bater em mulher, é crime ter escravos, e por ai vai, segue a morla biblica e veja quanto tempo vc dura sem ser preso.

          • Humberto Jorge

            Moral Cristã, não é moral de igreja. Parem de associar isso. Valor Cristão é a sociedade que segue as diretrizes e fundamentações originárias do cristianismo. Não precisa seguir o grande J.C. pra ter isso ainda. A sociedade se estrutura em torno de valores e valorações do cristianismo (não necessariamente seguindo a Religião). Nos seguimos também os valores judaicos na economia porém você não vê judeus como maioria da população. Como diz Edmund Burke: ″Where trade and manufactures are wanting to a people, an the spirit of nobility and religion remains, sentiment supplies, and not always ill supplies their place; but if commerce and the arts should be lost in an experiment to try how well a state may stand without these old fundamental principles, what sort of a thing must be a nation of gross, stupid, ferocious, and at the same time, poor and sordid barbarians, destitute of religion, honor, or manly pride, possessing nothing at present, and hoping for nothing hereafter? I wish you may not be going fast, and by the shortest cut, to that horrible and disgustful situation. Already there appears a poverty of conception, a coarseness and vulgarity in all the proceedings of the assembly and of all their instructors. Their liberty is not liberal. Their science is presumptuous ignorance. Their humanity is savage and brutal.″

            Entendeu?

          • Ivan

            E onde falei que era moral da igreja cara? me baseei na biblia .

          • Humberto Jorge

            Eu estava conversando com o cara de cima. Malz, OP.

          • Ivan

            Sem problema.

          • André Luiz

            A regra do ouro não é exclusividade cristã cara.

            Nem ética e moralidade são de origem religiosa

      • Ivan

        Claro só existe cristianismo e islamismo, claro vou viver em uma sociedade que se vc esuprar uma mulher vc tem que casar com ela, que vc pode bater a vontade em escravos, que se vc casar e a mulher não for virgem vc pode matar.

        OBS não estou falando do islamismo.

  • Luiz Augusto

    A 29 é boa. Pena que com tanta leitura da Bíblia iria rapidamente acabar a quantidade de cristãos.

    • Por “leitura da Bíblia” entende-se “trechos que só eu escolher”. Ninguém vai ler Cântico dos Cânticos.

      • Ivan

        O famoso buffet biblico.

    • Gabriel Nunes

      A proposta poderia ser minimamente plausível, se fossem matérias de “estudos das religiões”, facultativas e variadas. Leitura de bíblia, alcorão, torá. umbanda, kardec, budismo, etc… Mas ainda assim, o maior problema problema é que isso simplesmente iria onerar ainda mais as escolas (pois precisariam de pessoas que ministrariam essas aulas) por uma coisa que não é de competência do Estado cuidar, visto que religião se aprende (ou contrai :P ) em casa, com a família, e não na escola.

  • Dandalo Gabrielli

    Simplesmente o ser humano, sendo, ser humano…

  • Obrigado por deixar o link para as propostas, já estou votando nas minhas favoritas.

  • Escolas militarizadas. Para que se os alunos já chegam lá armados?

    • Principalmente se a professora é gatinha! [APAGAR]

      • NestorBendo

        É tarde, jovem… É tarde.

    • Reinaldo Matos

      Minha irmã já teve que tirar “CANIVETE” de aluno do primário…

      • Professor de estadualzão do Rio lê isso e cai na gargalhada “ahahahahaha, canivete, hahahahahahaha”

        • Reinaldo Matos

          Espero que não chegue nesse nível aqui em Porto Alegre então…

      • Carlos Ferreira

        Em Fortaleza a galera mais light levava ‘treiszoitão’ só por garantia. O pessoal mais hardcore tinha recursos mais avançados.

  • Fábio Peres

    Uma sugestão, para quem quer que seja: porque não escrever textos e mais textos refutando de fato essas ideias? Parece perda de tempo, mas, vá lá, os asnos estão ganhando espaço, pois o que pregam é tão simples que faz sentido.

    Agir como juiz, não deixando nada sem resposta. É melhor do que… isso.

    • ElGloriosoRangerRojo™

      Pra quê perder tempo com isso? A única que essas propostas fazem é dar vontade de rir mesmo. Vamos escrever textos rindo dessas besteiras que é muito melhor…

      • Fábio Peres

        Porque tem quem leve a sério, simples assim.
        Por mais que uma proposta de jerico seja idiota, ela na essência parece o baobá do Pequeno Príncipe: se você não a poda de cara, cresce e acaba com o espaço necessário para a sobrevivência da espécie – ou com o resto de inteligência que nos cerca.
        Como posso dizer, “quer rir, ria, mas não desacredita, não”.

        • ElGloriosoRangerRojo™

          Então deixa pra levar a sério a proposta quem realmente quer levar ela a sério. Diferente de você, eu não visitei nenhum site que defende esse tipo de proposta e fiquei tentando contrariar quem acredita nisso.

    • Como se as refutações fossem fazer os asnos mudarem de ideia a respeito dessas palhaçadas. Deixe os asnos acreditarem que as idiotices que eles propuseram e acreditam são importantes.

      O tempo vai mostrar que essas idiotices não passam de… idiotices. E que não merecem nem que as autoridades percam o tempo delas analisando-as.

  • Humberto Jorge

    Mano, eu ri muito aqui no trampo dessas proposta. A criatividade do Brasileiro é algo a ser estudado, se fosse utilizada pra ciência, com certeza Elon Musk seria brasileiro.

    Porém tem uma proposta dessa zoeira que eu concordo. A redução de impostos para jogos. Jogo é tributado como Jogo de Azar no Brasil tomando incríveis 72%, mais que a Cachaça que é de 65%. Não faz nenhum sentido.

    Welcome to Brazil, there’s no rules apply.

    • Luis

      Isso nunca vai acontecer porque fere a primeira lei da nossa constituição

      “não podereis ter coisas legais no Brasil”

    • Sendo pragmático, games são supérfluos e não produtos de primeira necessidade. Logo se sofrerem redução de impostos nunca que chegarão a uma alíquota de 9%, pode esquecer.

      • Humberto Jorge

        Eu discordo em certas partes, lógico que o grosso é pra divertimento, porém muitos jogos lhe causam melhores resultados que muito canto por ai, atire a primeira pedra que nunca aprendeu inglês pelo videogame ou raciocinio lógico. Um dia desse eu vim aprender portas XOR, NOR e NAND já existiam em Parasyte Eve.

        Mas querer o que de um país que tributa até remédio?

        • Aprender inglês e raciocínio lógico.

          [André checa os índices educacionais.]

          Não, não ensina. Isso é desculpa de gamer.

          • Houve uma época em que ensinava inglês, mas a macacada de hoje só quer saber de dublagem. Uma olhada em qualquer Steam/App Store/Play Store/aquela lojinha chinfrim do Windows 10 já se nota a choradeira quando não tem pt-br….

          • Guilherme

            Na época não tínhamos escolha, quase não havia jogos em inglês. Eu desenvolvi demais o meu inglês com jogos.

          • Mario Neis

            sem contar que dependia do inglês pra seguir o jogo em si… hoje, mesmo os em inglês, não precisa ler nada, o mini mapa tem uma seta piscando no “é aqui que tem que vir” ( isso no melhor cenário)

      • Gabriel Nunes

        Ronaldo, eu até concordaria, mas os exatos mesmos jogos estão disponíveis para PC com uma tributação absurdamente menor, simplesmente por serem enquadrados em outra categoria de produto (acho que é software, ou algo assim, e não videogames). Bastaria usar a mesma regra, só não fazem por falta de interesse mesmo, pois embasamento legal existe.

      • Marcos Yokota
      • Ivan

        é superfalo logo pobres não devem jogar, apenas comer e ir trabalhar.

        • Petrus Augusto

          Olha,
          Tipo assim, se o cara é pobre, acredito que ele deveria ter outras prioridade além de jogar vg.
          MAS, se ele quer quer gastar com isso.; É “SÓ” desembolsar 200 reais por jogo fora o console. ^^

          • Ivan

            Então pobre não tem direito a diversão? Ele só tem que comprar o essencial pra subsistência?

          • Petrus Augusto

            Eu não disse isso.
            E que eu saiba, ele não é proibido de comprar um VG.
            Além do mais, ele pode fazer muitas outras coisas para se divertir, além de jogar VG.

            Logo, não entendo o pq você afirma: ‘Pobre não tem direito a diversão’.

            O imposto cobrado é alto sim, uma redução seria até interessante para agitar as vendas.

            Mas não use a desculpa do ‘O pobre não tem direito a diversão’, além de não colar, lembra muito a conversa fiada de um certo “cefalópode” de 9 tentáculos. (‘O pobre agora não pode mais andar de avião’).

          • Ivan

            Mas se ele quer jogar quem é vc pra falar pra ele fazer outra coisa?

            Ninguem proibe só aumenta o preço exorbitantemente que deixa inviavel quem não tem um bom salario comprar um.

            E não cara não sou de esquerda, sou liberal por isso esses impostos exorbitantes acho extremamente errado.

          • Petrus Augusto

            Mas se ele quer jogar quem é vc pra falar pra ele fazer outra coisa?
            Não estou dizendo isso. Eu considero uma burrice, mas, não mando nele. Se ele quer torrar 40% do salário dele em jogo, que ele seja feliz.

            Ninguem proibe só aumenta o preço exorbitantemente que deixa inviavel quem não tem um bom salario comprar um.
            Concordo, dai vem o ponto: ‘Tenho que melhorar o meu salário, como fazer isso? bem, comprando VG que não é’ ^^

            E não cara não sou de esquerda, sou liberal por isso esses impostos exorbitantes acho extremamente errado.
            Sim, eu também acha errado, mas eu não uso a desculpa do ‘o pobre não pode ter’.

            Geralmente eu digo: Com o imposto tão elevado, torna o produto caro e diminui as vendas, com a redução, as vendas tendem aumentar bastante e com isso, na somo do todo, aumenta a arrecadação e ainda mov. o mercado, gerando mais demandas empregos (p/ vendedores por exemplo)

            Considero isso mais honesto e sensato que apelar para a emoção do: ‘O pobre, está passando fome, e não pode nem jogar VG para se divertir’. Até parece. ¬¬
            Mesmo um jogando custando 50 reais, o cara que ganha 980 vai dar (ou ao menos, deveria) prioridade a coisas mais importantes, como comprar comida e pagar as contas, por exemplo.

            Tais sacando o que estou falando? Não estou criticando a ideia de abaixar o imposto, estou criticando o papo furado que o pessoal emprega.

          • Ivan

            Não cara, não precisa aumenta o salario precisa diminuir os impostos.

            Se o cara ganha pouco e por causa de impostos o preço é alto isso não quer dizer que o governo coloca uma barreira ditando o que o pobre pode ter ou não?

            E alguem falou que jogos são prioridades, mais do que comer?

            Sem espantalhos não falei de passar fome e nem pode jogar, sem espantalhos.

            Se sobrou 50 reias pro cara comprar um jogo e o mesmo custasse 50 reais ele poderia comprar e se divertir mas o governo acha que ele não precisa jogar, afinal é supérfulo logo pode cobrar um alto imposto, desse modo selecionando quem pode comprar ou não um produto.

          • Petrus Augusto

            O ponto é que você realmente acredita que o pobre vai comprar jogos se abaixar o preço.
            Já eu digo que não. Por isso que não concordo com essa abordagem.

            Você está dizendo que o sujeito que pirateia aplicativo de 5 reais, vai de boa vontade gastar 50 para comprar um jogo. Isso não vai acontecer.

            Como eu falei, diminuir o imposto sim, focado em aumentar a venda girando o dinheiro no mercado melhorando a economia e possivelmente, mais empregos. Se o pobre com isso vai ter uma vantagem (e se for do interesse dele, comprar), ótimo!! Um bom efeito colateral, mas eles não podem ser o alvo. Pois eles não são os principais consumidores (não só por dinheiro, e sim, por cultura, vide o exemplo dos 5 reais que citei antes).

            Tais sacando o meu ponto? Tá fazendo sentido p/ vc?

          • Ivan

            Não vai comprar pq vc acha que todo mundo pirateia, além de tudo é preconceituoso.

            Não cara não esta fazendo sentido falar que pobre não compara nada e só pirateia.

          • Petrus Augusto

            Tem 4 anos, mas não deve ter mudado nada (na o país ainda estava na ilusão da ‘economia crescente’, imagine hoje)
            https://tecnoblog.net/147784/jogos-piratas-brasil-82-do-total/

            Mais recente, esse se remente a software em geral.
            https://www.tudocelular.com/android/noticias/n82589/pirata-cresce-em-2016-software-ilegal.html

            Desculpe cara, mas eu me baseio em dados.

          • Ivan

            Claro até pq todo mundo compra jogo de ps4 falsificado.

            Dai vai falar “ain mais jogo de ps4 é caruuu, pobre não compra ps4…”

          • André K

            “Geralmente eu digo: Com o imposto tão elevado, torna o produto caro e
            diminui as vendas, com a redução, as vendas tendem aumentar bastante e
            com isso, na soma do todo, também aumenta a arrecadação e ainda mov. o
            mercado, gerando mais demandas empregos (p/ vendedores por exemplo)”
            Só um adendo, imposto elevado estimula descaminho e contrabando e acaba por reduzir a arrecadação e os demais fatores positivos já mencionados – aumento de mercado, empregos, etc.

          • Felipe Vinhão

            @disqus_QdaVvLT6HE:disqus@disqus_nPVKnny5Qy:disqus
            Toda vez que eu vejo a discussão sobre impostos indo pro sentido de como eles afetam os mais pobres, eu lembro do vídeo daquela senhora reclamando do suposto bloqueio do bolsa-família porque não tinha como pagar a calça de R$ 400 da filha.

            Pô, nem eu que ganho salário torro 400 paus numa calça. Maluco deixa de comer, mas não deixa de ostentar.

    • Felipe Vinhão

      Até o imposto da cachaça acho injusto.

    • Fábio Peres

      Certas propostas são aprovadas em nome “do desenvolvimento nacional”, que é um dos objetivos desta pátria amada mãe gentil. Traduzindo: eu vou taxar os jogos em 72% porque, nesse caso, a empresa vai optar por produzir games aqui.

      (pausa para a gargalhada… não, não é o Sensacionalista falando isso…)

    • Ivan

      No primeiro empreendimento dele já daria errado pq esqueceu algum documento e teria virado camelo.

  • Humberto Jorge
    • Não vai nem entrar em pauta, o plebiscito de 1993 já resolveu essa.

      • Ivan

        Obrigatoriamente eles tem que discutir se chegar em 20k? ou simplesmente podem ignorar?

    • Rogério Rizzato

      Conde d´Eu já estragou a toda a linhagem da família real mesmo.

    • Ivan

      Virou modinha entre os libertarios, até agora não entendi pq seria melhor.

  • Daniel Plainview

    “14 – Remoção do campo “sexo” em certidões de nascimento emitidas no país”. O pessoal das universidades federais vai votar em peso nessa (estudo em uma UF e, infelizmente, sei do q estou falando).
    Ó as ideia!

  • 25. Escreveu “Estadunidense” pode saber, é retardado.

    • É indicador de comunista, não falha.

    • EmuManíaco

      sempre

    • O Datilógrafo da AEB

      Ultimamente quem enche o saco falando de nióbio, são as bolsonaretes.

      • Esse ufanismo bocó também é típico dos nossos commies.

      • Teoria da Ferradura.

      • Mas pergunte a elas (e ao próprio mito) porque o nióbio é assim tão importante.

        • O (ex)Datilógrafo da AEB

          Nióbio não é importante. Levantar essa bandeira do nióbio só serve pra enrolar meia dúzia de ignorantes.

    • Igor Alves

      Não vejo qual problema, sempre uso “estadunidense” e fico frustrado por não saber qual a palavra equivalente em inglês. A meu ver essa palavra é muito mais adequada do que estadunidense. E por favor, não venham me chamar de petista, comunista etc, eu só tenho time e o nome dele é Flamengo! :D

  • Petrus Augusto

    E pior, algumas poucas que fazem o minimo de sentido, são ignoradas lindamente (ex: Cobrar o IPVA sobre o peso do veiculo).

    Lendo essas ideias, só me veio uma imagem a mente: https://uploads.disquscdn.com/images/f7dd27f6495e551a28dde395f1aa148537135bbd776a38170b3c1e65502839e1.jpg

  • Luiz Henrique

    O brasileiro odeia políticos, mas adora um Estado regulando a vida das pessoas.

    • Odeia nada. Tanto que elegem os mesmos de sempre, e se pudessem, pediram vaga de assessor a todos eles

    • Ivan

      Mais pura realidade… além que adora ser enganado, o mesmo ladrão vai toda eleição pedir voto e o infeliz vende o voto por 10 reais e depois acha ruim.

  • Eduardo Scharf

    Proponho tornar crime trocar o ‘mas’ pelo ‘mais’. E crime hediondo escrever ‘você’ com cedilha.
    E também quero uma Lei proibindo que seja frio de manhã.

    • Inclua nessa lei escrever “concerteza”, “concertesa”, “consertesa” e outras variações anômalas e a “agente” quando se quis dizer “a gente”.

  • Reinaldo Matos

    Sério… Não consigo achar isso engraçado… É Bizarro demais…

  • Faltou a melhor delas. Criminalização do compartilhamento do gemido do zapzap. Essa proposta, ao menos, o pessoal que administra a página teve um pouco de bom senso e a removeu. Mas teve gente que ficou irada, bradando “e a liberdade de expressão?”.

    Agora a que eu gostei foi a quatro. Os anarcorretardados dando vazão as suas anarcorretardadices usando… um instrumento oferecido pelo Estado.

  • André K

    “22 – Toda despesa paga (produto, serviço, tributo em geral) que contenha o
    CPF do cidadão é dedutível no IRPF (Imposto de Renda).”
    – Aí cidadão… vai um pó aí?!
    – Só se for com CPF! É para eu deduzir do IR…

  • Supremo_Nada

    Funk Carioca antigo era legal…
    https://www.youtube.com/watch?v=fKPrMW1uzRQ

  • Cleverson Biora

    3 – Fim do olhar não paga nada hahahaha.
    9 – Projeto Mamata: Eu vi o que você fez ai.
    16 – Acho deviamos subir até 666 votos.
    17 – Aqui no Paraná já é lei:
    http://www.gazetadopovo.com.br/economia/lei-manda-postos-arredondarem-precos-de-combustiveis-4on6i30b8kx8uo75q9ecufzic

  • NestorBendo

    Eu estava realmente preocupado com o @ccardoso:disqus, porque ele não escrevia nada há dias, e só o MeioBit tava prosperando.

    Tive que passar um durex no boga pra não cagar de tanto rir dessa caralhada de presepadas.

    http://25.media.tumblr.com/tumblr_m3k2pmxv1e1r4tlx4o4_250.gif

    • Passar durex no toba? Essa eu desconhecia.

  • Vinicius Mello Lima

    “Mais uma daquelas boas intenções que pavimentam o caminho pro inferno”
    Andou assistindo os documentários do Walter Williams, Cardoso?

  • Ivan

    A 1 é até boa, a 4 é zoeira, mais pra divulgar a ideia que imposto é roubo.

  • Rômulo Catão

    “Como é bom transar com puta profissional. Vem foder no clima quente, no calor de 30 graus. Essa mina, ela é doida, ela faz coisas absurdas. É piroca encaixando na xota e é saco batendo na bunda”

    temos de reconhecer que alguem sabe rimar bem.

    no mais parte de quem chilica com isso são os mesmos do Gererê, Gererê, é o LSD, de antigamente.

  • cloverfield

    “Todo aquele que fizer a piada do pavê ou pacumê sera imediatamente fuzilado e todos aqueles que ouvirem (rindo ou não) serão enviados a campos de reeducação por período indeterminado.”

    Essa é uma lei que eu apoiaria.

  • Celso F. Trucolo

    Como eu já disse uma vez :
    “George Orwell olha pra essa galera e diz : ‘CE TÁ DE SACANAGEM?!!'”

  • Detox é o baralho! A febre do momento, junto as massas detentora de pouca massa, é o Nióbio. Garanto que se criar um site para comercializar produtos denominados “Dieta do Nióbio”, a Herba[qualquercoisa] abre falência.

    • André K

      Dieta do Nióbio e do Grafeno… Boa!

  • Marcos Yokota

    Se conseguimos 20.000 votos podemos acabar com essa palhaçada (Juro que não fui eu ).
    https://uploads.disquscdn.com/images/02f0e5994dc32bda8ec96fa198f7941eba41b5a900ef4fdf1c76389b0d575178.png

    • Lá nos EUA fizeram várias campanhas para fechar o We The People, obviamente, por conta das proposições cretinas que apareciam por lá.

      Proposições como a demissão de um jornalista que se posicionou a favor do desarmamento, que o governo americano cassasse o Green Card do Justin Bieber, que o governo americano fizesse alguma coisa para frear o comunismo aqui no Brasil e, a minha favorita, os asnonymous querendo que ataque DDoS não seja considerado crime.

  • Vinícius Santos

    “O problema, como demonstrado, não são os políticos, não é Brasília, não é nem o Brasil. É o povo que coloca essa gente lá e, convenhamos, está muito bem representado.”

    Sem mais.

  • Ivan

    Leis demais e respeito de menos, impunidade reina então ninguem respeita ninguem.

  • A culpa não é minha, Cardoso. Sempre é dos outros. Responsabilidade é um construto social. Sou um “ser humano decente”, ou assim falam no twitter.

    Mas sério, importam moda e acham que vai dar certo? Nunca.